Página Inicial Estudar Bolsa de Estudos Governo japonês oferece auxílios para brasileiros

Governo japonês oferece auxílios para brasileiros

O principal programa do governo do Japão para a concessão de bolsas de estudos a estrangeiros é o Monbukagakusho, do Ministério da Educação, Cultura, Esporte, Ciência e Tecnologia. São seis modalidades voltadas à pesquisa e à graduação, em instituições públicas de ensino superior japonesas. Destas oportunidades, duas estão com as inscrições abertas: MEXT – Treinamento para Professores do Ensino Fundamental e/ou Médio – e de Língua e Cultura Japonesa. As candidaturas podem se realizadas até o próximo dia 15 de fevereiro.

A bolsa de Treinamento é específica para docentes, coordenadores ou diretores de escolas do Ensino Fundamental e Médio interessados em fazer pesquisas relacionadas à educação. O período de pesquisa vai de outubro de 2008 a março de 2010. O auxílio inclui passagem de ida e volta, isenção de taxas escolares e o valor mensal de 170 mil ienes (o equivalente a R$ 2.650) nos primeiros 13 meses. A partir do segundo ano a bolsa passa a ser de 160 mil ienes.

Já o programa de Língua é destinado a estudantes universitários do curso de Letras (habilitação em língua, literatura e cultura japonesa), que desejam aprimorar os seus conhecimentos. Os estudos têm duração de um ano, contados a partir de outubro de 2008. Os participantes recebem um auxílio mensal de 134.000 ienes, além de passagem aérea de ida e volta e isenção de taxas escolares.

As iniciativas são destinadas a brasileiros com bons conhecimentos do idioma inglês ou japonês. As inscrições podem ser feitas na Embaixada do Japão, em Brasília, pelos residentes em Goiás, Tocantins e Distrito Federal. Os demais interessados devem procurar o Consulado-Geral do Japão de sua jurisdição. Mais informações na página eletrônica da embaixada ou pelo telefone (61) 3442-4200.

Conheça a seguir detalhes de cada um das modalidades do Programa de Bolsas Monbukagakusho:

  • BOLSA DE PESQUISA (e PÓS-GRADUAÇÃO)

Esta modalidade é destinada à realização de pesquisas em universidades japonesas, com a oportunidade de o selecionado cursar o mestrado ou doutorado. Os bolsistas que não têm o domínio da língua japonesa terão direito a um curso básico de japonês a ser ministrado no Japão durante os seis primeiros meses da bolsa.

Para participar, é preciso ter nacionalidade brasileira (excluem-se brasileiros com dupla nacionalidade japonesa), idade até 34 anos, formação universitária e domínio da língua inglesa ou japonesa. A área de estudo desejada deve estar relacionada a formação do candidato. Há oportunidades nas seguintes áreas:

Ciências Humanas: Administração de Empresas, Artes e Design, Ciências Contábeis, Ciências Políticas, Ciências Sociais, Comércio Exterior, Comunicação, Direito, Economia, Educação, Filosofia, Geografia, História, Letras (Japonês), Marketing, Relações Internacionais, Sociologia etc.

– Ciências Exatas e Biológicas: Agronomia, Arquitetura, Biologia, Biotecnologia, Ciências da Alimentação, Ciências da Computação, Design Industustrial, Ecologia e Meio Ambiente, Educação Ambiental, Educação Física, Enfermagem, Engenharia Civil, Engenharia da Computação, Engenharia de Controle, Engenharia Elétrica, Engenharia Eletrônica, Engenharia da Informação, Engenharia de Materiais, Engenharia Mecânica, Engenharia de Produção, Engenharia Química, Farmácia, Física, Geologia, Informática, Matemática, Medicina, Nutrição, Odontologia, Química, Veterinária, Zoologia etc.

Os bolsistas recebem auxílio mensal de 175.000 ienes (valor sujeito a pequena variação), além de passagem aérea de ida e volta. O programa tem duração máxima de dois anos.

O catálogo das Universidades Japonesas está à disposição para consulta nas representações diplomáticas japonesas no Brasil. Para obter as homepages das Universidades, basta acessar os sites da Studying in Japan e Study in Japan: Comprehensive Guide. Este último site contém dicas de estadia no país, depoimentos de ex-bolsistas e relação de associações mundiais de ex-bolsistas.

  • BOLSA DE GRADUAÇÃO

O programa é destinado a brasileiros interessados em cursar uma graduação em universidades japonesas. Para participar, é preciso ter concluído o ensino médio, idade entre 17 e 21, domínio da língua inglesa ou japonesa e disposição para aprender a língua japonesa e assistir aulas em japonês.

Há oportunidades nas seguintes áreas de Estudos:

Ciências Humanas: Administração de Empresas, Artes e Design, Ciências Contábeis, Ciências Políticas, Ciências Sociais, Comércio Exterior, Comunicação, Direito, Economia, Educação, Filosofia, Geografia, História, Letras (Japonês), Marketing, Relações Internacionais e Sociologia.

Ciências Exatas e Biomédicas:

1- Ciências Naturais (A): Aeronáutica, Arquitetura, Biotecnologia, Ciências da Computação, Construção Naval, Design Industrial, Engenharia Aeroespacial, Engenharia Agrícola, Engenharia Civil, Engenharia da Computação, Engenharia da Comunicação, Engenharia de Controle, Engenharia Elétrica, Engenharia Eletrônica, Engenharia Industrial, Engenharia da Informação, Engenharia de Materiais, Engenharia Mecânica, Engenharia Metalúrgica, Engenharia de Minas, Engenharia de Produção, Engenharia Química, Física, Geociências, Geologia, Informática, Marinha Mercante, Matemática e Química.

2- Ciências Naturais (B): Agronomia, Biologia, Ciências da Alimentação, Ecologia e Meio Ambiente, Educação Ambiental, Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Nutrição, Piscicultura, Química Agrícola, Zoologia, Veterinária.

3 – Ciências Naturais (C): Medicina e Odontologia.

O programa oferece nos primeiros 12 meses de bolsa um curso de língua japonesa. Além disso, o candidato recebe 135.000 ienes mensais (valor sujeito a pequena variação) e passagem aérea de ida e volta. A maioria dos cursos tem duração de cinco anos, exceto Odontologia, Veterinária e Medicina que tem uma carga horária de sete anos.

  • ESCOLAS TÉCNICAS SUPERIORES

Os cursos das Escolas Técnicas Superiores do Japão têm a duração de cinco anos para os estudantes japoneses formados no 1º grau (equivalente a 9 anos de estudo). O programa permite que o bolsista ingresse no terceiro ano destes cursos, após um ano de curso de língua japonesa. Os participantes com bom desempenho poderão solicitar a prorrogação da bolsa por mais dois anos, transferindo-se para o terceiro ano do curso universitário, com exceção do curso de Marinha Mercante.

Para participar, é preciso ter nacionalidade brasileira (excluem-se brasileiros com dupla nacionalidade japonesa), idade entre 17 e 21, o diploma de conclusão do ensino médio, o domínio da língua inglesa ou japonesa e disposição em aprender a língua japonesa e assistir aulas em japonês.

Há oportunidades nas áreas de Engenharia e Ciência de Materiais, Engenharia Mecânica, Engenharia e Controle Eletrônico, Engenharia Elétrica e Eletrônica, Ciências da Computação e Engenharia da Informação, Arquitetura e Engenharia Civil, Marinha Mercante. Os candidatos devem optar por três áreas.

Os cursos têm duração de quatro anos, com exceção o de Marinha Mercante (quatro anos e seis meses). Os selecionados recebem 135.000 ienes mensais (valor sujeito a pequena variação) e passagem aérea de ida e volta.

Para mais informações sobre as Escolas Técnicas Superiores, acesse http://www.mext.go.jp/ ou http://www2.denshi.numazu-ct.ac.jp/koho.

  • BOLSA PARA CURSO PROFISSIONALIZANTE

Os Cursos Profissionalizantes no Japão têm a duração de três anos. Após um ano de curso preparatório e aprendizado de língua japonesa, o bolsista ingressará na escola profissionalizante determinada pelo governo japonês, para um curso de dois anos. Esta bolsa visa proporcionar o aprendizado de técnicas e conhecimentos necessários para a vida profissional.

Podem participar do programa brasileiros de 17 a 21 anos, como o diploma de ensino médio, conhecimentos em inglês ou japonês e disposição em aprender a língua japonesa e assistir aulas em japonês.

Há oportunidades das áreas de Engenharia Civil, Arquitetura, Engenharia Elétrica, Engenharia Eletrônica, Telecomunicações, Educação Infantil, Hotelaria, Moda, Fotografia, Nutrição, Secretariado, Turismo, Design etc.

A bolsa oferece auxílio mensal de 135.000 ienes mensais (valor sujeito a pequena variação) e passagem aérea de ida e volta. O período do programa é de três anos.

  • TREINAMENTO PARA PROFESSORES DO ENSINO FUNDAMENTAL E/OU MÉDIO

Bolsa para realização de pesquisas relacionadas à educação escolar em universidades japonesas. O público alvo (professores do ensino fundamental e/ou médio, orientadores pedagógicos, assistentes educacionais, diretores etc.) deve ter o domínio da língua japonesa ou inglesa e comprovar cinco anos de experiência.

– LÍNGUA E CULTURA JAPONESA

A bolsa é destina a estudantes universitários de língua, literatura ou cultura japonesas que visam o aprimoramento em universidades japonesas.

O catálogo das Universidades Japonesas está à disposição para consulta nas representações diplomáticas japonesas no Brasil. Para obter as homepages das Universidades, basta acessar os sites da Studying in Japan e Study in Japan: Comprehensive Guide. Este último site contém também dicas de estadia no país, depoimentos de ex-bolsistas e relação de associações mundiais de ex-bolsistas.

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Prezados senhores,
    Gostaria de algumas informações abaixo descritas:
    – por que é que os brasileiros com dupla nacionalidade não podem participar de bolsas de estudo para mestrado ou doutorado?
    – No caso de quem possui dupla nacionalidade , portanto, não dependendo do status de permanencia poderia exercer sua profissão no Japão se a Faculdade ou Universidade onde estudou e se formou tiver convenio ou interrcambio com alguma Faculdade ou Universidade japonesa que reconheça ou valide o diploma?
    – A Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo (USP) possui algum convenio ou intercambio com alguma Faculdade de Odontologia na cidade irmã Osaka ou qualquer outra no Japão?
    – Poderia prestar o exame nacional ( Shika Koka Shiken) para obter a licença concedida pelo Ministério da Saude e Previdencia Social mesmo tendo a inscrição no Conselho Regional do Estado de São Paulo?
    – qual o nível do exame de proficiencia em lingua japonesa (Nihongo Noryoku Shiken) que é exigido?
    Peço desculpas porque poderia ter tentado escrever em romaji.
    Agradeço muito pela atenção, aguardando pela resposta.
    Atenciosamente. Tadashi Yamada.
    PS: estou solicitando informações e não fazendo comentários. Grato.

  2. Tadashi Yamada, que eu saiba é porque existe outro programa de bolsas para nikeis, se eu não me engano é o jiica. Espero ter ajugado,
    Gwenaelle

  3. Gostaria de ir, aprender a língua em 3 anos e me formar em Nutricionista, é um sonho meu. talvez nem possa realizá-lo.
    Mas não desisto.

    Será o maior desafio da minha vida aprender essa língua. porém já sei algumas falas.

    gostaria de saber por onde começar, onde encontrar, e o que fazer.
    se alguém mais vivido, mais informado poder me ajudar agradeço.

Deixe uma resposta