Página Inicial Emprego Informações úteis para quem quer trabalhar no Japão

Informações úteis para quem quer trabalhar no Japão

Empregos no Japão

Desde 1986, milhares de brasileiros descendentes de japoneses embarcaram rumo ao país de origem de seus pais e avós, para trabalhar e economizar dinheiro suficiente para investir no Brasil, adquirindo bens imóveis e carros, enfim, para melhoria de nível de vida que infelizmente aqui não conseguiram. Ao longo desses anos, eles vão e retornam, alguns depois de 01 ou 02 anos e outros permanecem por mais tempo. As empresas oferecem emprego garantido e moradia e todas as despesas com a passagem aérea e documentos são financiados pela empresa contratante e pagas em parcelas fixas, no Japão. Os requisitos necessários variam de acordo com a empresa, o mais importante é:

  • Ter a descendência japonesa

OBS.: Os brasileiros não descendentes serão aceitos quando casados (as) com   japoneses ou descendentes. Porém, estão fazendo uma triagem bem mais rigorosa na imigração, a fim de impedir casamentos por contrato.
Os homens, mulheres, casais e famílias serão contratados com idade até 60 anos.

Como vimos, então, para ir  ao Japão, você precisa ser descendente de japoneses, ou estar casado com um descendente.

Para pessoas que moram no estado de São Paulo, os descendentes têm que tirar o passaporte na polícia federal e solicitar uma Carta de Garantia, emitidos por um parente no Japão ou por uma empreiteira que se responsabilize por todos os atos do imigrante que quer ir para o Japão. Depois,  é só ir à Embaixada do Japão e tirar o visto.

Para pessoas que moram no estado do Paraná, o Consulado Geral do Japão em Curitiba exige uma Carta de Elegibilidade. Esta Carta deve ser dada por um parente que está trabalhando no Japão a mais de três meses. Nesta carta o parente fica responsável por quem vai para o Japão. O parente tem que entrar junto à imigração no Japão com a sua documentação e solicitar a Carta de Elegibilidade para o parente que vai para lá. Demora por volta de 90 dias para a imigração no Japão emitir esta carta.

  • Para Sansei (neto de japoneses) e não descendentes:

As pessoas que desejam o visto de permanência no Japão, deverão solicitar à imigração, através de um parente, o Certificado de Elegibilidade  (Zairyushikakuninteishomesho) e dar entrada para obtenção do Visto Especial de Permanência: 01 ano ou 3 anos.

Procure orientação no consulado japonês sobre a documentação necessária ou consulte uma agência de turismo.

IMPORTANTE. TOME MUITO CUIDADO COM AGÊNCIAS INESCRUPULOSAS. ALGUMAS SE INTITULAM “AGÊNCIAS”, PORÉM O QUE ELAS MAIS QUEREM É PEGAR O SEU DINHEIRO.

PROCURE SEMPRE UMA AGÊNCIA CONHECIDA, QUE TENHA REFERÊNCIAS E QUE ESTEJA AUXILIANDO NESSA ASSESSORIA Há BASTANTE TEMPO. SE INFORME COM QUEM JÁ UTILIZOU OS SEUS SERVIÇOS.

ÀS VEZES O BARATO SAI CARO!

Sabemos o quanto é difícil providenciar toda a papelada para depois receber a documentação de volta e ter um visto negado. Dá uma enorme decepção e a sensação de impotência é horrível. Por isso tome bastante cuidado na escolha da pessoa que vai te assessorar.

Documentação necessária para solicitar visto de permanência no Japão:

  • Para Nissei, Sansei.

– Passaporte válido;

– 02 fotos 5×7 recentes;

– Atestado de residência (Comprovante de residência dos últimos seis meses no nome do requerente);

– 02 Cópias autenticadas do RG, CPF e Título de Eleitor com comprovante da última eleição do requerente;

– 02 cópias autenticadas da Certidão de Nascimento próprio + tradução;

– 02 cópias autenticadas do RG dos pais, se falecidos, atestado de óbito + tradução;

– 02 cópias autenticadas da Certidão de Casamento dos pais + tradução (se não constar no Kosseki Tohon);

– Kosseki Tohon original + 01 cópia

– Formulários em português e em inglês preenchido e assinado conforme passaporte.

  • Se Sansei, acrescentar os documentos  abaixo:

– 02 cópias autenticadas da certidão de nascimento dos pais + tradução (caso falecidos atestado de óbito);

– 02 cópias autenticadas da certidão de casamento dos avós + tradução (se não constar no Kosseki tohon);

– 02 cópias autenticadas do RG dos avós (caso falecidos, atestado de óbito).

  • Para Nissei ou Sansei casado com brasileiros acrescentar os seguintes documentos:

– Original do inteiro teor do casamento próprio + 02 cópias autenticadas;

– 02 cópias autenticadas da certidão de casamento próprio + tradução;

– fotos de namoro, cartas de namoro, fotos de casamento;

– 02 cópias autenticadas da certidão de nascimento dos filhos (se tiver);

– Pedido de visto assinado, com foto colada.

Obs: Se nissei ou sansei mestiço, acrescentar:

– Original do inteiro teor de nascimento próprio + 02 cópias autenticadas;

– fotos de infância junto com os pais.

  • Documentos necessários para solicitar o Certificado de Elegibilidade no Japão através de Parente:

-01 Cópia autenticada do passaporte págs. 1,2 e 3

-02 Fotos 3×4 recentes

02 Cópias autenticadas das certidões abaixo e traduções em japonês:

-Certidão de nascimento e casamento do solicitante;

-Certidão de nascimento do cônjuge, se o solicitante não for descendente;

-Certidão de nascimento do pai ou da mãe (do sogro ou sogra) de quem for o Kosseki Tohon;

-Certificado de casamento dos pais (ou dos sogros);

  • Para Yonsei: O fornecimento de visto somente para crianças até 6 anos de idade.

-01 Cópia autenticada do passaporte págs. 1,2 e 3

-02 Fotos 3×4 recentes

-Certificado de nascimento do avô ou avó, de quem for o Kosseki Tohon (para Yonsei);

-Certificado de casamento dos avós (para yonsei).

  • Documentos a serem enviados do Japão:

01- Carta de garantia (Mimoto rosho-sho);

02- Atestado de residência (Gaijin oroku Zumi Shomei-sho) requere-se na prefeitura;

03- Certidão de Trabalho (Zaishoku Shomei-sho) requere-se na empresa;

04- Declaração anual de renda (Gensenchoshu-hyo) solicite na empresa;

05- Cópia do passaporte da pessoa que mandar a carta de garantia páginas 1, 2, 3 e todas as que contêm carimbos;

– 06 Holerites dos três últimos meses;

– 07 Cópias do Gaikokujin Toroku.

Obs. Todos os documentos devem ser de uma só pessoa, isto é, de quem assina Carta de Garantia (parente)    .

Obs.2 Importante: Verificar se existe algum dado errado no documento brasileiro (como data de nascimento errada, nome de parente errado ou faltando). Caso exista, é necessário fazer  a correção por escrito em japonês justificando o erro no documento. Caso esse erro for no Kosseki-tohon, deve-se  solicitar a correção e pedir novo Kosseki atualizado para poder pedir o visto. Você terá que guardar uma cópia desta justificativa para que nas renovações de visto você tenha este documento para mostrar caso solicitado.

Obs.3 Todo documento japonês deve ser assinado com caneta preta. A cor da tinta do  carimbo para colocar a impressão digital ao lado da assinatura deve ser vermelho.

Obs.4 Todo documento escrito em japonês deve ser assinado em japonês.

  • Kosseki Tohon

O kosseki Tohon é um documento japonês da sua ascendência. Nele consta toda a sua genealogia. Para conseguir o seu, é interessante procurar uma empresa de turismo que providenciará a solicitação do Kosseki Tohon de sua família. Não esqueça de levar as documentações acima.

Dekassegui é todo aquele que abandona sua terra natal para trabalhar em outra cidade, estado ou país.

Os dekasseguis revitalizam economias, diminuem as diferenças culturais e religiosas, estreitam os laços de amizades entre os povos, derrubam preconceitos.

OBS.:A JT Noticias do Japão não se responsabiliza por eventuais alterações nas exigências da documentação pelo consulado japonês.

COMPARTILHAR

19 COMENTÁRIOS

  1. ola tudo bem ja tenho a elegibilidade quanto tempo demora visto em curitiba?sou casado com uma descendente e ela ja esta la a 6 meses no nihon.grato sandro aguardo resposta

  2. Olá tenho muita vontade de ir para o japão para trabalhar, tenho uma namorada que já está no japão a 9 anos ela e toda a familia. Mas ela não pode voltar agora. Se eu tirar o visto de turista será que eu consigo me casar lá com ela? Eu retorno pro Brasil e depois volto ou será que existe um outro meio tipo casamento por cntrato funciona? espero que possam me responder a estas perguntas desde já obrigado.

  3. Namorei 4 anos pela internet, quando fez 4 anos, este ano fui para o Japao, me casei 10 de julho estava com visto de turista, como o correio do brasil nao mandou a tempo por causa da greve o documento necessario , precisei voltar, meu visto ia vencer dia 21/07 meu voo estava marcado para 17/07 , meu casamento nao foi registrado no consulado brasileiro somente na prefeitura do japão.. meu marido esta no japao ha 13 anos , tem trabalho , visto de 03 anos, sera dificil ele conseguir a elegibilidade? sera dificil eu voltar para japao? depois ele mandando certidao de casamento para brasil eu da entrada no meu visto de casada? eu moro no ES e vou da entrada no Rio de Janeiro.. agradeço se me responder, mais ou menos quanto tempo devo ficar no brasil esperando. Temos fotos, temos depositos feitos no brasil mais de 02 anos .. tenho chances.. meu email é valfialho7@hotmail.com

  4. olá ´sou descendente de japones eu tenho 32 anos faz 7 anos que fui reconhecido pelo meu pai, mas aqui no Brasl esta dificil no meu caso para retirar o visto de trabalho, eu tenho acidadania italiana gostaria de saber se posso retirar o visto de trabalho no consulado italiano na italia??? e quais os documentos necessario???.quem poder me orientar eu agradeço!!!

  5. Experiencias como todo mundo diz é sempre bom compartilhar com as pessoas,espero que sirva pra alguem..
    Morar no Japão ?
    Nossa antes eu não me imaginava morando nesse país com pessoas de uma cultura um tanto bem diferente da nossa.
    Primeira coisa que dou uma dica ai pra quem um dia gostaria de viver essa experiencia de viver no Japão!
    Fundamental. Aprender o Nihongo Japones antes de estar aqui,por que é horrivel voce ter que depender da empreiteira pra ficar falando por vc,muito ruim,muito mesmo,alias, voce acaba passando nervoso por que em certas situações voce quer se defender de japoneses um tanto precontceituosos com estrangeiros ..e ai? Não sabe fala um A.
    Então estude no Brasil,faça o possivel pra que quando chegar ja pode se virar pra poder ir em mercado,saber nomes das coisas,isso éh muito importante,porem tem muitos nikkeis que acham que não precisam aprender por que chagendo aqui aprende,vai de cada um,aqui trabalhamos só com Brasileiros ai voce nem liga pra esse peuqeno e enorme detale que faz toda a diferença.
    Vir preparado para enfrentar pessoas de todas as raças,e ter muita mas mutia pascienica,por que geralmente nas fabricas os problemas não são as outras raças,tambem mas não tanto quanto os próprios Brasileiros !é isso mesmo,aqui voce desconhece,não to generalizando,mas uma boa parte não é unida,ao contrario querem mais é passar por cima de todos e salvar a própia pele,pessoas que ja estão a mais tempo no Japão e não são nenhum um pouco gentis,são revoltadas com a vida de fabrica,e acabam descontando no primeiro que vem pela frente ex. Voce esta na fabrica e precisa saber o que o japones esta falando pra voce,voce vira pro lado,e pergunta pra um dos varios Brasileiros que estão ali,o que acontece? Ninguem te ajuda em nada,simplesmente viram as costas e deixam voce ali com cara de bobo!
    Outro ex. Braisleiro chega aqui,só porque começa a ganhar um pouco de dinheiro,isso que agora nem se ganha mais igual a antes,acha que tem o rei na barriga… Aquela pessoa que um dia foi humilde que comprava qualquer marca,qualquer coisa estava bom,se transforma em um monstro que só pensa em dinheiro,marca,dinheiro,marca…meu Deus..
    Não estou generalizando,é claro que aqui voce faz amizade,e conhece pessoas legais,mas nem todas.
    Ao meu ver aqui as pessoas que vem pra ca. Se são nóvinhos,acabam arrumando namorada ou namorado o que éh mais normal ai vão morar juntos,levam vida de casados e na maioria a menina fica gravida,ai ou eles brigam por que são imaturos e não sabem nem cuidar de si próprios quanto mais de uma outra vida,se separam ai a menina fica sozinha ow vai embora pro Brasil larga o filho com a familia e essa mesma menina sem coração volta ao Japão como se fosse dolteira novamente,e o garoto como se nunca tivasse acontecido nada na vida dele. não são todos mas eu conheço assim.
    Ow o casal tem filho,volta pro Brasil pra mulher ter a criança,ai eles voltam ao Japão ai o que acontece? Os pais precisam passar a maior parte do tempo na fabrica para ganhar dinheiro para retornar ao país e na maioria das vezes pagar uma créche para a pobre crinça que sai bem cedo e fica até o hora em que os pais sairem da fabrica,isso é 12 horas… alguem ache que isso é vida ?
    As pessoas não todas,são carentes de informação,ignorantes com si próprias…aqui ninguem pensa no próximo,é só guardar dinheiro e ter produtos eletronicos da ultima geração,é claro todo mundo quer mas sóbe a cabeça,as pessoas aqui começam a pensar tanto em coisas coisas.ficam ambiciosas,ai vão ficando,ficando,e o tempo passando….
    Outra coisa médico,médico aqui é uma tristeza pode acreditar, voce paga caro de seguro saude,vai ao medico ele sempre diz que é gripe,não tem a tecnologia igual a do Brasil,e parecem que não sabem muito bem exercer a prória função,aqui se ouve muito falar em varias histórias de Brasileiros que vão ao médico com uma certa coisa,ai o doutor diz ser uma coisa,ai a pessoa passa por vairos médicos até chegar ao ponto de retornar ao país de origem e descobrir que é grave..Um absurdo!!!
    Empreiteira,o que eles puderem sugar de dinheiro,eles irão sugar,por isso que digo quanto mais voce puder se virar sozinho melhor,principalmente com o dinheiro da passagem!
    As agencias cobram um horror pelo valor da passagem,ai se a pessoa vem sozinha tem que ficar trabalhando e pagando uns 6 meses ai depende do serviço que irão arrumar pra voçe,isso é ruim por que voce chega aqui…trabalha ai no pagamento ja vem aquela tonelada de dividas,e voce mau começou a trabalhar…
    O bom é vir com a passagem paga,mas eu,exemplo próprio, vim ro Japão por que estava sem dinheiro,e na minha opinião,a pessoa que tem a grãna pra bancar a passagem,ótimo,mas sera que relamente precisa vir pra ca ?Outra coisa essencial aqui é voce ter carteira de motorista do Brasil,da pra tirar aqui tambem mais é caro,e trabalhando eles na maioria das vezes a empreiteira nao gosta que voce falte,por nada!
    Aqui não é luxo é necessidade,carro,por que dependendo da cidade que móra onibus? esquece,quase nao tem,estação fica longe pra ir a pé,então nada melhor do que ter um carro pra que quando voce precise ir ao mercado,médico ,quando néva,frio,aqui é tudo ao extremo,frio,é muito frio,calor ,parece o deserto,eu falo por experiencia própria eu não tenho carta do Brasil,e tudo que vou fazer aqui é normal todos terem bicicleta,todos tem,pra ir pegar trem,ir no mercado,não é igual no Brasil,que tem onibus a toda hora,sem contar a dificudade,com os nomes dos pontos todos em kanji,ai meu Deus… e pra dizer aonde quer ir…afff um sufoco.
    uma ultima coisa muito importante,é vir focado a guardar dinheiro,disseram isso pra mim,e eu só ouvi,não coloquei em pratica,e fazem 9 anos que estou aqui,e não guardei nada,podem achar um absurdo,mas tem muitos assim como eu,voce chega querendo guardar ai voce passeia,quer comprar de tudo,tudo o que voce nunca viu,nunca teve,é uma tentação,mas quem quer experiemntar venha com um objetivo…é a melhor opção.
    São muitas coisas boas e ruins,mas é vivendo e aprendendo,aqui amadurecemos,criamos responsabilidade,e enchergamos a vida que tinhamos depois tudo de uma outra maneira,pode ter certeza,voce começara a dar valor em coisas que nem dava importancia,coisas simples que só na nossa terrinha tem,ir na feira,encher o carrinho de frutas,aqui é caro pra voce encher o carrinho.
    Muitas coisas…
    Saudades do Brasil.

  6. bomdia sou brasileiro gostaria de ir para o japao trabalhar na recuperaçao das maquinas e fabricas industriais que foram danificadas pela tragedia grato

  7. Sou Repórter da agência japonesa de notícias Kyodo News no Rio de Janeiro. Precisamos entrevistar por telefone um yonsei (homem ou mulher) que não tenha conseguido renovar seu visto para morar e trabalhar no Japão e que tenha retornado para o Brasil a partir de 2008. Nossos telefones de contato são (021) 2553.5561, 2551.8263 e 9872.2924. Nosso e-mail e kyodonews@uol.com.br. Esta entrevista será usada para ilustrar uma matéria que será publicada em jornais do Japão. Agradecemos antecipadamente. Cordialmente, Lenilson Ferreir

  8. Olá.
    Sou sansei e gostaria de morar, aproximadamente, 2 anos no japão para trabalhar. Tenho um noivo que vai comigo. Gostaria de saber como faço para levá-lo junto, o que precisamos fazer para legalizar esta situação. Sei que precisamos estar casados, mas tem tempo mínimo de antecedência?
    Obrigada.

  9. Ola sou sansei e quero morar no japao e trabalhar por la tenho marido e uma filha mais nao sou casada no civil,quero me casar e organizar os documentos pra irmos pro japao,eu meu marido e filha tenho fotos de namoro nao temos antecedendentes criminais mais moro em santa catarina,como faco pra poder facilitar minha viajem ja que por estar fora de sao paulo e um pouco mais burocratico?

  10. Olá tenho 31 anos sou sansei tirando visto permanente , mas agora são de 3 anos . Acho uma bênção morar no Japão apesar de todos os contras q dizem. Eu acho uma benção ter visto e queria compartilhar isso com alguma garota brasileira . Mas não quero casar por contrato e o principal fator q conta e ser fiel pois algumas brasileiras ou descendentes nao sei o que acontece aqui no Japão q não tem fidelidade . Nunca fui traído mas conheço muitos casos.sou divorciado fui casado alguns anos com uma japonesa então consigo me virar na língua não precisando de tradutor . Espero q quem queira me conhecer seja bonitinha pq não sou feio , ganhei até um concurso de mais bonito da escola quando estudava mas estou um pouco mais cheinho e isso foi há 11 anos atrás .primeiro quero conhecer e não prometo q vou casar com a primeira q aparecer. Deixo meu Whats +818050171985 atualmente tenho 1 ,70 m 82 kg mas emagrecendo sou pardo não negro e nem branco .moreno médio .pode ser de qualquer lugar do país mas de preferência em estados ou lugares q tenha empreiteiras p fazer a documentação

Deixe uma resposta