Página Inicial Emprego Com a mão na massa

Com a mão na massa

Conheça um pouco do trabalho dos bricklayers em Londres

“Fui  em  uma construção e pedi emprego ao mestre. Ele  mandou eu esperar, enquanto esperava fiquei limpando  o setor. Aí, um passava, dava bom dia, eu respondia. No intervalo,  eles me perguntaram quando eu tinha começado a trabalhar e eu disse que estava lá procurando emprego, e eles me deram a maior força. Quando o mestre  chegou  no outro dia, eu estava trabalhando. Uma boa experiência”.
Foi assim, na cara e na coragem (e com pouca experiência), que o brasileiro Rogério Firmino de Arcanjo, 33 anos, conseguiu o primeiro emprego em Londres.

Com uma pequena noção da área, ele começou como ajudante de obras (chamados por aqui de bricklayers ou general labourers) e hoje trabalha com reformas com carteira de clientes própria.

Londres está sempre em construção e reforma, o que oferece inúmeras oportunidades de empregos nessa área. Não é necessário muita experiência e um razoável nível de inglês ajuda bastante. Quanto mais experiência, claro, mais se pode faturar. Em média, um ajudante de obras ganha de £ 5 a £ 7 por hora. Já quem tem experiência em plaster (espécie de gesso) pode ganhar de £ 15 a £25.

Porém, a rotina é puxada e exige determinação e muito fôlego. Foi o que levou o economista peruano, David Torres, 38 anos, a seguir em frente.
Trabalhando há 3 meses como bricklayer, em média 10 horas diárias, ele afirma que o trabalho é pesado mesmo. “No primeiro dia tive que carregar 7 toneladas de pedra de um lugar para outro. Foi dolorido, mas às vezes se trabalha com pintura, carpintaria, encanamento, não é tão difícil. O que acho mais difícil é a longa jornada diária”, afirma.

Existem várias agências especialiazadas nesse tipo de mão-de-obra, mas Rogério aconselha que o melhor caminho é a indicação dos amigos e a já famosa “cara de pau” para bater de porta em porta. Ele declara também que os bons profissionais brasileiros são muito respeitados aqui.

Apesar da puxada rotina, ambos são unâmines ao afirmar, a experiência vale muito a pena.  “Enquanto estou melhorando meu inglês e me estabelecendo aqui, não é nada mal, só me faz ter certeza que quando você quer muito fazer uma coisa, tudo é possível”, diz  David. Então, mãos à obra, literalmente. Afinal, o que seriam dos mais famosos edifícios do mundo se não fossem as talentosas mãos dos bricklayers?

Links agências para trabalho de Bricklayer

www.bluefirerecruitment.co.uk

www.workgateways.com

www.jobsnation.net

www.londonbricklayers.co.uk

www.citypeople.co.uk

www.agencycentral.co.uk

Por Val Oliveira

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Tambem gostaria de mais informacao sobre o curso se e que existe, curso de plaster ou de algum seguimento dentro da construcao civil em Londres e claro. Desde ja o meu muito obrigado

Deixe uma resposta