Página Inicial Destaques Trem Europa – Como viajar de trem pela Europa

Trem Europa – Como viajar de trem pela Europa

viajar de trem

Quem gosta de viajar ou vai para a Europa nos próximos meses, já deve ter ouvido falar e até já vivenciado a maravilha das ferrovias europeias. As opções são quase infinitas, pois o continente pois mais de 25 mil quilômetros férreos, que são utilizados tanto para o transporte de passageiros quanto de cargas. Você pode fazer uma viagem despreocupada pelos Alpes da Suíça, visitar grandes cidades na Alemanha, ver os campos floridos no Sul da França e se deliciar em uma viagem gastronômica pelo Sul da Itália, além de milhares de outros destinos para viajar de trem!

Viajar pelas linhas férreas europeias tem suas vantagens: geralmente as estações de trem são no centro da cidade, se livra da burocracia dos aeroportos, aproveita a paisagem da sua janela e mais um detalhe: os trens são rápidos! Então na maioria dos casos, se incluirmos a parte de chegar no aeroporto, fazer check in, passar pelo raio-x e aguardar o embarque, é mais ágil ir de trem, com certeza você vai chegar antes.

Se nunca viajou de trem ou está planejando sua viagem pela Europa, agrupamos as principais dicas e informações importantes neste artigo para que você não tenha imprevistos, confira abaixo!

Trem Europa - Como viajar de trem pela Europa

1 – Comprando o bilhete

Existem dois tipos de bilhetes para viajar de trem: os ticktes avulsos e os passes. Ambos podem ser comprados de três maneiras: online, nas máquinas localizadas nas estações e no guichê com o atendente. Os avulsos são passagens compradas para viajar de um local ao outro, pagando pela tarifa do trecho. Já os passes permitem viagens ilimitadas dentro das regras de cada companhia e país. Algumas delimitam as viagens, outras requerem reserva de assento antecipado e cobram por isso e também temos empresas que não requerem prévia marcação de poltronas.

Por isso, o mais indicado é colocar tudo na ponta do lápis e descobrir qual das duas formas vai sair mais em conta. O deslocamento por meio das ferrovias costuma ser barato, então, por vezes, as passagens avulsas custam menos que o passe. Outra dica importante é comprar os bilhetes com antecedência, caso seja possível. Geralmente você consegue adquiri-los cerca de 100 dias antes da data e, quanto antes comprar, melhor a tarifa.

viajar de trem

2 – Pontualidade e viagem

Por todo o continente existem aeroportos com estações de trem dentro deles. Não são todos, mas um bom número possui. Por serem mais afastados, na maioria dos casos é uma linha especial que chega ao local e o deslocamento tem um preço fixo diferenciado. Portanto, vale verificar o site da companhia e da cidade para onde você está indo e pesquisar o valor. Para os que não possuem a comodidade, um metrô ou ônibus dedicado a levar os viajantes a estação central sempre é disponibilizado nos terminais aéreos.

Existem diferentes classes no trem e elas possuem nomenclaturas distintas nos diversos países da Europa. Claro que, quanto mais premium for a passagem que escolher para viajar de trem, maior o preço. Por vezes vale a pena adquirir a primeira classe, caso a viagem seja mais longa, na ocasião da compra antecipada. Elas podem ter diferenças de preço pequenas e o espaço é maior, além de possuir serviço exclusivo e algumas comodidades como wi-fi e bar nos vagões.

viajar de trem

Em 95% dos casos os trens europeus são pontuais e, caso ocorram atrasos, eles são avisados com alguns minutos de antecedência pela comunicação de alto-falantes das estações e também nos painéis luminosos. Por isso é necessário programar-se para chegar pelo menos 20 minutos antes, procurar a plataforma e encontrar a localização do seu vagão. Não arredonde horários e não acredite que o trem irá ficar tempo parado na plataforma. Se a partida está marcada para 15h13, o trem não sairá 15h15. Além disso, quando a locomotiva é proveniente de outras cidade e seu embarque é em uma das estações intermediárias entre a origem e o destino final, ele ficará no máximo dois ou três minutos na estação, somente até dar o horário exato para prosseguir viagem.

Outro detalhe importante é que em muitos países, como na Itália, por exemplo, é preciso convalidar o ticket antes de embarcar. Você verá máquinas espalhadas pela estação onde se insere o bilhete e ele sai estampado com o dia e hora, pois muitos deles não constam horário e data, somente partida e destino. Fique com seu bilhete em mãos pois, durante a viagem, um fiscal irá passar conferindo o ticket e se ele está convalido, quando necessário.

3 – Bagagem e descontos

Uma desvantagem de viajar de trem: sua bagagem viaja com você o tempo todo. Porém, não existe limite de peso e dimensão da mala. Não são em todas as estações que rampas de acesso estão disponíveis e, por vezes, o embarque no vagão é realizado por degraus. Então caso viaje com muitos volumes, reserve um tempo a mais para se locomover.

Os locais para acomodar as malas são limitados. Existe um bagageiro em cima das poltronas, mas ele não é muito grande, geralmente acomoda bem uma mala média ou aquelas bagagens de mão levadas nos aviões. Os volumes maiores são colocados em um guarda malas logo na entrada do vagão ou em um espaço vazio reservado a isso. Outra dica é tentar prender sua mala com alguma corda ou cadeado. Os países europeus são seguros, em sua maioria, mas existem pessoas mal intencionadas em todos os lugares.

Com relação aos descontos e isenção de tarifa, crianças com menos de quatro anos não pagam e até os 11 elas possuem redução de 50% da tarifa. Em alguns países, jovens até 30 anos têm um preço diferenciado, em outros esta dedução se aplica somente até os 25 anos, portanto vale verificar a regra de cada local. O desconto também se aplica a viajantes com mais de 60 anos.

viajar de trem

*Veja como adquirir bilhetes com desconto para viajar de trem na Suíça clicando aqui e roteiros para um mochilão neste link.

Lista com companhias que operam as ferrovias nos países europeus:

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta