Página Inicial Vistos Visto para o espaço Schengen mudam as regras

Visto para o espaço Schengen mudam as regras

A União Europeia vai simplificar e acelerar o processo de concessão dos vistos de curta duração para os países do Espaço Schengen.

Espeço Schengen é a região geográfica da Europa constituída de 24 Países que fazem parte do Acordo de Schengen; Acordo este que garante aos visitantes a circulação entre esses 24 Países sem a necessidade de apresentação de passaporte nas fronteiras.

Até à presente data os candidatos a uma estadia no espeço Schengen se desesperavam com o tempo de espera para obter um visto. Para se ter uma ideia, os candidatos a um visto belga  por exemplo, demoravam até três meses para juntar os papéis, efetuar o pedido e obter uma resposta.

As regras vão mudar a partir de 5 de Abril, mas a aplicação das novas normas pode demorar alguns meses. O objetivo é reduzir substancialmente o tempo de espera, mas os consulados passam igualmente a ter que justificar as recusas e oferecer a possibilidade de um recurso aos requerentes.

Michele Cercone, porta-voz da Comissão Europeia:
“Nós pretendemos introduzir, pela primeira vez, prazos claros para tratar um pedido e para formular uma resposta final. De forma a assegurar que os Estados-membros apliquem os mesmos procedimentos, o novo código de vistos estabelece um prazo máximo de duas semanas para a obtenção de uma entrevista e um prazo máximo de 15 dias para que um Estado-membro tome uma decisão.”

Atualmente são concedidos todos os anos cerca de dez milhões de vistos de curta duração no espaço Schengen. Trata-se de autorização de estada de 90 dias válida por seis meses.
A Alemanha e a França lideram o número de respostas favoráveis com mais de um milhão e setecentos mil vistos concedidos em 2008. A República Checa e a Polônia são os países mais requisitados entre os Estados-membros mais recentes da União Europeia. Portugal concedeu pouco mais de cem mil vistos de curta duração no mesmo período.

Fazem parte do Acordo de Schengen os Países:
Áustria, Bélgica, República Checa, Dinamarca, Estônia, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Hungria, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Países Baixos, Polônia, Portugal, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Suécia, Noruega, Islândia e Suíça.

COMPARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Bom dia, gostaria de um esclarecimento.

    Sei que os brasileiros tem uma permissão que desobriga a apresentação de um visto específico de 90 dias, concedido para países do espaço Schengen.

    Gostaria de saber se:

    * Se dentro destes 90 dias o visitante for visitar outros países que não façam parte deste espaço, tendo o passaporte carimbado com a saída e entrada em novo país não componente do tratado ao retonar novamente (visto que o voo saí de um país do espaço schengen) receberá novo carimbo de entrada?

    Ex: Brasil- Frankfurt – Paris – Marrocos (fora do espaço schengen)
    Marrocos – Cape Town – Italia – Frankfurt – Brasil

    *Supondo que receba novo carimbo de entrada, valida-se esta nova data permitindo mais 90 dias visto que houve uma saída migratória ou permanece o período inicial visto que não houve retorno a terra de origem?

    Poderiam me esclarecer por favor?

    Grata

    Vitória.

  2. Gostaria de tirar uma dúvida.
    Estive na França por 3 meses como turista e agora pretendo viajar para a Eslováquia para passar mais 2 meses. Será possível?

  3. oi quando um brasileiro fica num pais como noruega excede mais que 90 dias e quando volta recebe carimbo de volta normal mais alguns dos policiais dizem que e dificil de retornar entrar novamente o que isso quer dizer nao e expulsao nem deportacao mais o que isso significa

Deixe uma resposta