Página Inicial Outros Notícias Seguindo os passos do Canadá

Seguindo os passos do Canadá

A Grã-Bretanha está introduzindo um novo sistema de pontos para garantir que apenas “os melhores” imigrantes de fora da União Europeia tenham direito a vistos para entrar no país. O novo programa dividirá os imigrantes em cinco categorias e exigirá que eles atinjam uma determinada pontuação, baseada em suas habilidades e potenciais benefícios para a economia do país, para ter o direito de trabalhar na Grã-Bretanha.

O programa, de acordo com a BBC Brasil, introduz as maiores mudanças nas regras de imigração britânicas em 45 anos, substituindo as 80 regras atuais, consideradas “extremamente complicadas”. A primeira fase do programa diz respeito aos “imigrantes altamente qualificados”, incluídos na primeira categoria, e começou a valer a partir deste mês de março.

Imigrantes deste nível que desejarem entrar ou permanecer no país, sem uma proposta de trabalho, terão de atingir 75 pontos para conseguir o visto. A pontuação é concedida de acordo com o nível educacional, conhecimentos de inglês, renda e idade. Empresários, cientistas, investidores, pessoas com mestrado e doutorado cursados fora ou dentro da Grã-Bretanha estão incluídos nesta categoria. De acordo com o Ministério do Interior, 40 mil estrangeiros entraram com pedido de visto de “imigrante altamente qualificado” em 2006 e só a metade obteve a permissão.

A segunda fase do pacote de medidas, a ser adotada na segunda metade deste ano, abrange profissionais qualificados com propostas de trabalho na Grã-Bretanha. Nesta categoria estão incluídos profissionais da área de saúde e comerciantes, entre outros. As categorias 3, 4 e 5 abrangem trabalhadores de baixa qualificação (que desejam trabalhar em restaurantes e hotéis, entre outros), estudantes e trabalhadores temporários (atletas e músicos), respectivamente. As regras para essas categorias ainda não foram detalhadas e devem entrar em prática até o ano que vem.

Matéria feita por: brasilnews.ca

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Gostei muito do blog, parabéns!
    Muito esclarecedor para os que se interessam em viver experiências fora do Brasil.
    Sobre a autorização de trabalho para profissionais da área de saúde no Reino Unido, desde que a universidade esteja na lista das que têm convênio com o UK e o profissional tenha menos de 45 anos, tenha nota 7,0 no IELTS é possível que o estrangeiro de fora da UE possa vir a trabalhar na Grã-Bretanha.
    Abraços!

Deixe uma resposta