Página Inicial Destino Américas Mudanças no processo de imigração: Classe Econômica e Idioma

Mudanças no processo de imigração: Classe Econômica e Idioma

Novidades aos imigrantes da classe econômica:

ma excelente novidade para os empresários e investidores tomou conta do noticiário canadense nos últimos meses. No último 26 de Junho, o Ministro da Cidadania, Imigração e Multiculturalismo, Jason Kenney, anunciou um plano de ajuste para o processo de imigração de 2010. O objetivo é colocar mais ênfase na recuperação econômica e ajudar na possível redução de funcionários do governo.Numa reunião com líderes das províncias, o destaque foi unânime a opinião de todos sobre a importância de uma política forte de imigração, assegurando a premente necessidade de trabalhadores suplementares no período de crise e notadamente a recuperação da economia do país.

Para 2010 o plano é aprovar entre 240.000 e 265.000 imigrantes distribuídos nas diversas categorias. A classe econômica, por exemplo, já alcançou o nível desejado se comparado com anos anteriores. Fazem parte da classe econômica os empreendedores, investidores e autônomos. Entre outros requisitos, o Canadá exige experiência gestão empresarial e um patrimônio legal de no mínimo CAD $300.000 (R$ 505.000) para empresários interessados em vir para o Canadá e contribuir com a economia, gerar empregos e criar oportunidades.

O número de interessados em imigrar para o Canadá é crescente, e mesmo a classe econômica tendo atingido o seu nível máximo, os escritórios do governo continuam a receber várias aplicações e pedidos de imigração. Kenney afirma que o Canadá vai continuar recebendo um alto número de novos imigrantes, porém precisa administrar as mais recentes aplicações para não criar um risco à estrutura do processo e desestabilizar a lei da oferta e demanda.

Os trabalhadores qualificados têm um grande valor para o Canadá, pois trazem muita experiência na bagagem e diversificam a cultura. Os que ingressam no país com diplomas e certificados, especializações e currículo forte, dão opção ao empregador e ajudam a competitividade. Ajudam também a melhorar o nível de profissionalismo das empresas. Muitos também trazem importantes contatos e clientes garantindo bons negócios para as empresas. Daí um dos motivos do incentivo do governo federal na classe econômica. O empresariado significa garantia de emprego para os trabalhadores qualificados que chegam ao país anualmente, além dos que aqui já estão.

Todo imigrante, independente da categoria, é também de fundamental importância para a estabilidade e volúpia da economia. Aqui eles viram verdadeiros consumidores. Obviamente, precisam de moradia e ajudam o setor imobiliário e a construção civil. Consomem também bens e produtos, sejam nacionais ou importados, do setor da saúde à supermercado, de turismo à serviços informais, o imigrante consume de tudo. Ele é, na verdade, um cidadão em trânsito. Independente de estar aqui definitivamente ou de passagem, ele e sua família são considerados como consumidores de ponta.

Ainda na classe econômica, o governo está propondo mudanças no programa de imigrante investidor. O programa propõe que o investidor tenha um total de CAD $1.600.000 (R$ 2.700.000). Este item ainda está sendo analisado. Se aprovado, esta nova medida será importante para o setor econômico do país, pois atualmente o Canadá é um dos países que menos exige do investidor no que se diz respeito ao valor a ser trazido e investido.

Mudança no requerimento da fluência na língua:

domínio na língua faz uma grande diferença na adaptação do imigrante. Anteriormente o governo aceitava os recém-chegados com nível básico ou intermediário e investia no aprendizado da língua aqui através de cursos gratuitos em escolas públicas. O investimento era na instituição, professores qualificados e materiais didáticos. Agora, o governo quer receber o imigrante com um nível avançado e mudou as regras no processo de imigração. Ao candidato a imigrante agora será exigido a inclusão de seus resultados nos testes de Inglês ou Francês.

A  mudança no requerimento da língua será benéfica tanto ao futuro imigrante quanto para o governo canadense. De acordo com pesquisas realizadas em 2005, o sucesso do imigrante no mercado de trabalho está diretamente ligado a sua fluência no Inglês ou Francês. Dependendo da cidade, a fluência nos dois idiomas é fator determinante. Ainda de acordo com pesquisas, foi analisando um aumento sensível de ganhos aos que dominam os idiomas oficiais do país.

O desejo do Canadá em receber o profissional já fluente nos idiomas faz sentido, pois o mesmo não vai precisar investir de 6 meses a 1 ano no aprendizado da língua. Já o recém-chegado vai estar confortável para se comunicar, procurar emprego e fazer entrevistas, além de estar pronto para exercer a sua função na sociedade e fazer parte do mercado de trabalho.

Aos que estão vindo é preciso se adaptar as mudanças. Se você alcança os pontos necessários e exigidos pelo governo, saiba que o Canadá está sempre recebendo novos imigrantes e investidores. Saiba também que quanto melhor for a sua fluência na língua, melhores chances você terá no processo de imigração e na conquista do mercado de trabalho, além da própria adaptação e inclusão na sociedade.

Para maiores informações, acesse o site oficial do governo federal canadense:

http://www.canadainternational.gc.ca/brazil-bresil/

COMPARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Rodrigo,
    Não ficou claro pra mim se essas mudanças no processo de imigração são pelo Federal ou no processo da provínica do Québec, pois vou aplicar pelo Québec e eles não anunciaram nenhuma dessas mudanças ainda.
    Agradeço desde já maiores detalhes, caso os tenha.
    Um forte abraço!

  2. Olá Thiago,
    As informações são referentes ao processo federal. O Québec estipula as próprias regras mesmo não que remeta o ducumento de imigração.
    Boa sorte no seu processo.
    Abraço,
    Rodrigo

  3. Bom dia!
    gostaria de saber qual a real possibilidade de uma pessoa não formada e com um minimo de Ingles ir para Ottawa se dar bem!
    Desde ja obrigado para quem puder me ajudar.

  4. Rodrigo,
    Não ficou claro pra mim se essas mudanças no processo de imigração são pelo Federal ou no processo da provínica do Québec, pois vou aplicar pelo Québec e eles não anunciaram nenhuma dessas mudanças ainda.
    Agradeço desde já maiores detalhes, caso os tenha.
    Um forte abraço!

  5. gostaria de saber se facilita no processo de imigração para o Canadá para uma pessoa que tem a nacionalidade européia ( portuguesa) além da nacionalidade brasileira.. ?????

    estarei no aguardo de uma resposta. Obrigado.

Deixe uma resposta