Página Inicial Dicas Recomendações para quem vai para Argentina

Recomendações para quem vai para Argentina

Como em qualquer metrópole moderna, em Buenos Aires o turista está sujeito a assaltos e furtos em vias públicas e recintos fechados. Infelizmente, nota-se certo aumento do número de ocorrências policiais que implicam turistas brasileiros, como roubo de dinheiro e documentos, por vezes dentro dos hotéis.

O Consulado-Geral relembra a importância de se contratar um seguro de viagem que contemple assistência médica e repatriação em caso de acidente (ou falecimento) e, no caso de viajar em automóvel, verificar que o seguro contra terceiros seja válido, que se haja efetuado a extensão a terceiros países e que a companhia seguradora conte com um representante na Argentina.

Por outro lado, alguns outros conselhos aos viajantes são oferecidos por uma página da própria Chancelaria Argentina(www.cancilleria.gov.ar/consulares/viaje.html) que, resumidamente, são os que se seguem:

– antes de viajar, identificar corretamente a bagagem, etiquetando ou numerando. Nos aeroportos e em locais de muita circulação, como halls de grandes hotéis, não descuidar da bagagem – verificar que o carregador seja autorizado;

– trazer consigo os documentos pessoais e passaportes e trazer separadamente os dados de cartões de crédito e os telefones aos quais denunciar seu furto ou extravio;

– não deixar as bolsas de viagem abandonadas, penduradas em cadeiras ou poltronas: mantê-las a vista. Em restaurantes, não pendurar casacos e bolsas na cadeira nem deixar a bolsa sobre a mesa;

– no hotel, solicitar sempre caixa de segurança para depositar joias, dinheiro, documentos ou objetos de valor – e exigir recibo; fechar a porta do quarto com chave. Não deixar no cofre do hotel o passaporte e a passagem aérea;

– ao tomar um táxi, observar o cartão de identificação do motorista na parte traseira do assento. Dentro do táxi, não contar dinheiro nem exibir objetos de valor;

– não carregar grandes somas de dinheiro;

– evitar transitar em ruas ou praças desertas, à noite; depois de 22h, evitar tomar táxis na rua, preferindo radio táxis ou remises;

– desconfiar de quem, na rua, adverti-lo sobre manchas na roupa ou se ofereça para ajudá-lo a tirá-las, pois geralmente trabalham em grupos de duas ou três pessoas;

– contratar excursões apenas com companhias conhecidas do hotel, sem aceitar promoções oferecidas na rua;

– não trocar moeda na rua mas apenas em bancos, casas de câmbio ou no hotel em que se hospeda;

– não esquecer o telefone/endereço do hotel e do Consulado-Geral do Brasil (45156500), além de dados sobre indicações médicas (tipo sanguíneo, por exemplo), sobre alergias ou doenças.

Finalmente, o Consulado-Geral recorda que em caso de furto, assalto ou perda de documentos, o brasileiro deve seguir o procedimento seguinte (que consta de sua página na web: www.conbrasil.org.ar/htm/robo.php):

1. Comparecer à delegacia de polícia mais próxima do local onde o documento foi roubado ou extraviado para fazer a denúncia por roubo ou extravio;

2. Quem quiser novo passaporte (que é pago) deve telefonar para o Consulado entre 10h e 16h e apresentar-se com a denúncia policial, 3 fotografias 5×7 e seus documentos de identidade.

3. Já quem não tiver os documentos necessários para obter um passaporte pode receber o documento Autorização de Retorno ao Brasil-ARB, que é gratuito, válido por 30 dias e será apreendido pela Polícia Federal na entrada no Brasil. Nesse caso, entrar em contato com o plantão do Consulado-Geral [tel BIP 4527-9000/5288-9000 Código 4302 ou celular  15 4199-9668  ] e combinar o horário para ser atendido; apresentar ao agente consular a denúncia policial (entregue à Dirección Nacional de Migraciones, na saída da Argentina), duas fotos 3×4 de frente e comprovante da nacionalidade brasileira.

Roubo ou perda de documentos

Se você teve seu documento de viagem extraviado ou roubado siga as seguintes instruções:

Compareça à delegacia de Polícia da localidade em que seu documento foi extraviado ou roubado e faça uma denúncia por extravio ou roubo;

Se você deseja obter novo passaporte, chame o Consulado no horário de 10:00 às 16:00hs;

Se você tem vôo marcado para regressar ao Brasil fora do horário normal de atendimento ao público, e teve seu documento de viagem extraviado ou roubado, o serviço de plantão do Consulado, no horário das 8:00 às 10:00horas e das 16:00 às 24:00 horas, poderá expedir uma “Autorização de Retorno ao Brasil”. Nesse caso, você deverá contatar esse serviço de plantão e combinar um horário para ser atendido. Deverá apresentar ao agente consular a denúncia policial, uma foto 3×4 de frente e comprovar a nacionalidade brasileira. A “Autorização para Retorno ao Brasil” é um documento fornecido gratuitamente.

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Vi em uma lloja da AvSanta Fé uma mesa com 2 cadeiras muito bonita, o valor é em Real R$ 700,00.Poderia compprar e trazer ao Brasiil,mas qual a melhor forma ?Teriia que pagar imposto ?Poderia trazer no avião ou seria melhor avião de carga?Aguardo a reesposta,obrigada

  2. Viagei agora em novembro de 2010 para Buenos aires fiquei no Embajador hotel e abriram minha mala e furtaram um colar de ouro e um pingente, não estou conseguindo efetuar comentários no siste em espanhol e tudo ficou por isso mesmo…..passei de idiota e tive um prejuizo que não dará em nada para esse hotel…..Gostaria de saber onde mais posso realizar denuncia já que não sei escrever em espanhol.

Deixe uma resposta