Página Inicial Dicas Já pensou em fazer um cruzeiro marítimo?

Já pensou em fazer um cruzeiro marítimo?

Já pensou em fazer um cruzeiro? isso mesmo viajar pelos mares, conhecer os mais belos lugares que este nosso mundo tem a nos oferecer. Muitos tem este desejo mais logo se depara com a realidade e pensa que cruzeiros é apenas para pessoas ricas, engano seu, hoje os cruzeiros marítimos têm ganhado destaque no turismo em todo mundo. As agências de viagens tem facilitado e muito este tipo de passeio, existem empresas que parcelam seus cruzeiros a perder de vista.

 

Entre os principais atrativos dos cruzeiros estão a possibilidade de conhecer várias das praias as mais bonitas e em uma única viagem, o serviço a bordo de qualidade e a infra-estrutura dos navios. As gigantescas embarcações são verdadeiros “resorts flutuantes”, equipados com piscinas, quadras, academia, teatros, cassinos, diversos   restaurantes e até pistas de corrida.

Há opções de viagens para diversos países alguns podem  durar a partir de três dias que são os chamados “minicruzeiros” e outros até duas semanas.

A maior oferta de cabines levou também à segmentação do mercado. Existem cruzeiros “temáticos” destinados a públicos específicos, como universitários, solteiros, interessados em aulas de dança, artistas plásticos, fãs de tradições italianas, pessoas que gostam de axé music ou música eletrônica e muitas outras opções.

O que você precisa saber é escolher o tipo de cruzeiro, destino, acomodações e períodos de estadia, isso pode ser um desafio para os debutantes das viagens pelos mares. Mas, ai vai uma dica para os viajantes dos mares, o livro Guia de Cruzeiros Marítimos, de Bernardo Porfirio, da Publifolha, mostra em textos claros e objetivos, como escolher um cruzeiro, qual o navio mais adequado, destinos e portos, formas de comprar um cruzeiro, a melhor cabine para o seu bolso, serviços e culinária oferecidos, além dicas de segurança e entretenimento.

Guia ensina como realizar boas compras de viagens pelos mares

Guia ensina como realizar boas compras de viagens pelos mares

Em um dos trechos do livro que pode ser conferido abaixo, Porfirio ensina como fazer compra de um pacote, dá dicas de como conseguir um bom preço e como conseguir pagar valores mais baixos em mais de uma viagem.

As companhias geralmente lançam seus cruzeiros com 12 a 14 meses de antecedência.
Para encontrar um bom negócio boa tarifa e reserva da cabine desejada, faça a compra antecipada, quatro a seis meses antes de sua viagem.

Lembre-se: as melhores são as primeiras a ser vendidas. Em um mercado com constantes lançamentos de embarcações, que trabalha com taxa de ocupação de 100%, visando custo operacional mínimo, as companhias no exterior são obrigadas a praticar o lançamento de ofertas relâmpago, irresistíveis, semanas ou dias antes do embarque não reembolsáveis.

Fique atento aos cruzeiros comprados de última hora, porque não há muito o que escolher em matéria de turno de jantar e categoria de cabine. Imagine uma semana no Caribe por apenas US$ 399 por pessoa. O problema seria apenas conseguir uma tarifa aérea semelhante e férias de última hora. Privilégio maior são os que podem ir dirigindo até o porto melhor negócio não há.

Consulte a internet. As companhias oferecem bons descontos, como “pague dois e o terceiro é grátis”. Organizadores de grupos de dez a16 pessoas ou mais também viajam de graça, tem que pechinchar, porque, sempre, as companhias querem seus navios cheios.

Um grande negócio também é a compra de dois cruzeiros no mesmo navio. Por exemplo: se um navio faz em uma semana o leste e na outra o oeste caribenho, a segunda semana pode sair às vezes pela metade do preço nesses cruzeiros no exterior. E olhe que talvez a terceira saia grátis. Para encontrar essas “barbadas”, além de vasculhar bem a web, explore seu agente de viagem, mostre a ele a pesquisa inicial feita por você na internet. Mesmo assim, fique atento: há restrições e “pegadinhas” em qualquer tipo de oferta. Leia bem as letrinhas dos anúncios das promoções.

Outra boa barganha é fazer um cruzeiro quando o navio está mudando de itinerário/continente Mediterrâneo para Brasil ou Caribe para Alasca, por exemplo. As companhias também oferecem descontos imperdíveis ao terceiro e quarto ocupantes de uma cabine. Crianças de menos de 2 anos às vezes nem pagam. O Banco Fibra fez parceria com o Ministério do Turismo para financiar cruzeiros em até 40 vezes, com juros reduzidos, exclusivo para aposentados, pensionistas do INSS e servidores públicos aqui no Brasil.

Abaixo 15 dicas para se divertir em um cruzeiro

1- A dica mais importante é escolher bem em qual navio viajar. Hoje em dia há cruzeiros para todos os gostos, públicos e faixas etárias. Saídas temáticas destinadas a fãs de axé music, praticantes de corrida ou artistas plásticos também são cada vez mais comuns. Procure se encaixar em um cruzeiro que combine com seu perfil, pois a maior parte do tempo é gasto dentro do navio.

2 – Procure comprar a passagem com antecedência porque os preços costumam subir à medida em que a data da partida se aproxima e o número de vagas diminui. A maioria das empresas já vende pacotes para a temporada 2007/08.

3 – Não se esqueça de que além do preço do pacote também será necessário arcar com taxas portuárias, que variam de acordo com o cruzeiro, mas costumam ficar em torno de US$ 100 por pessoa.

4 – Costuma ser mais econômico ir de ônibus para o porto de Santos do que pagar o estacionamento no local. Verifique com a agência de viagem horários dos traslados oferecidos pelas empresas.

5 – Os navios costumam ter muitas opções de restaurante e refeições com comida à vontade várias vezes ao dia. A dica então é aproveitar que também há academia e outras opções para a prática esportiva a bordo para não voltar da viagem com quilinhos a mais.

6 – Já as bebidas são cobradas em dólar e têm preços salgados. Não adianta levar bebidas de casa, pois as garrafas poderão ser confiscadas caso sejam encontradas por camareiras ou funcionários do navio.

7 – Os navios possuem lojas do tipo “free shop” que funcionam apenas durante os deslocamentos entre cidades, e nunca quando a embarcação está atracada. Os preços são muitas vezes convidativos, mas bebidas, por exemplo, somente serão entregues aos passageiros ao final da viagem.

8 – Os transatlânticos possuem médicos e farmácia a bordo, mas os preços costumam ser bastante elevados e nem sempre é possível encontrar determinado medicamento. Procure levar de casa remédios de uso habitual.

9 – Nunca é demais levar um bom remédio para enjoo. Navios de grande porte balançam pouco e somente quando estão em movimento, mas durante os deslocamentos entre uma cidade e outra esse balanço é constante e dura várias horas. Sapatos de salto muito altos e bebida alcoólica em excesso não são recomendados pelo mesmo motivo. Uma boa Opção é viajar na cabine de baixo, pois lá o balanço não é muito forte, e além de tudo tem preços baixos.

10 – Informe-se na agência de viagem sobre os trajes da viagem, que variam de acordo com o navio. Há pacotes que incluem jantares de gala e chegam a exigir terno e vestido longo.

11 – Leve protetor solar. Boa parte das áreas comuns do navio é ao ar livre e provavelmente será desagradável não poder aproveitá-las devido a queimaduras.

12 – A forma mais simples de pagar as despesas a bordo é com cartão de crédito. Se levar um cartão, o passageiro só precisará de dinheiro vivo se desembarcar do navio. Lembre-se que a maioria das embarcações não aceita cheques.

13 – Informe-se sobre a voltagem utilizada dentro do navio e sobre possíveis diferenças entre as tomadas brasileiras e dos transatlânticos, que geralmente vêm da Europa ou do Caribe para a temporada na costa brasileira.

14 – Ferros de passar não costumam ser permitidos a bordo por representarem risco de incêndio. É necessário pagar pelos serviços de lavanderia para passar a roupa. Também para evitar incêndios, a tripulação aconselha que não sejam jogados cigarros para fora do navio porque o vento pode trazê-los de volta para um deck inferior.

15 – É possível fazer ou receber ligações e utilizar a internet de dentro do navio, mas fique atento às tarifas. Quando estiver ancorado em alguma cidade, a utilização do celular dentro do navio ou de um orelhão em terra pode ser mais econômica.

Espero que tenham gostado! Desejamos a todos que pretende ou já irá fazer um cruzeiro uma boa viagem.

COMPARTILHAR

12 COMENTÁRIOS

  1. gostaria de saber quanto fica 5 dias numa viagem de cruzeiro para um casal com taxa de embarque de onde sai e para onde vai, qual o navio e o que ele oferesse, qual o pagamento.

  2. Olá. gostaria de trabalhar em um cruzeiro maritimo, pois sou educada, disciplinada, discreta, falo inglês, gozo de excelente saúde física e mental e tenho disponibilidade para trabalhra a qualquer tempo e todo o tempo necessário, não sou casada e não tenho filhos. Disponibilizo-me para algumas funções que com certeza poderão me encaixar. Ah não sou casada e não tenho filhos.

  3. ola, vou me casar em maio do ano que vem, mas ja estou pensando na lua de mel, e pensei em fazer um cruzeiro, tem algo que pudesse me sugerir, algum site alguma agencia de viagens, qualquer coisa.
    fico no aguardo de uma resposta.
    grata

Deixe uma resposta