Página Inicial Dicas Como comprar moeda estrangeira

Como comprar moeda estrangeira

Ao viajar para o exterior, o turista deve levar uma moeda estrangeira que seja aceita no país que será visitado, ou que possa ser facilmente trocada por outras, como o Dólar norte-americano e o Euro.

Vale sempre se informar antes sobre moedas têm melhor aceitação no país visitado. As operações de compra e venda de moeda para pessoas que vão viajar ao exterior são feitas no chamado mercado de câmbio turismo. A cotação é expressa em R$ por unidade da outra moeda.

  • Limites para a compra

As normas cambiais não impõem limites para compra de moeda estrangeira em casos de viagens ao exterior. No entanto, de acordo com a resolução 2.524 do Banco Central, se o valor comprado ultrapassar R$ 10 mil é preciso declará-lo à Receita Federal, antes de sair do País. Não há prazo para viajar após a compra.

  • Documentos necessários para a compra

Para comprar moeda estrangeira, é preciso apresentar apenas o documento de identificação (RG). A compra deve ser feita pela própria pessoa. Para os valores acima de US$ 3.000, o correspondente em moeda nacional deve ser pago por meio de cheque emitido pelo comprador ou por débito em sua conta corrente. Abaixo deste valor, a compra pode ser paga em espécie (reais). Por conta deste limite para a compra em reais, alguns bancos só vendem moeda estrangeira para seus clientes, para reduzir seu risco de inadimplência.

Para a venda de moeda em espécie, para as instituições financeiras, não é preciso apresentar documentos. Para vender traveller check, no entanto, é preciso apresentar um documento de identidade e uma cópia (ou original) do passaporte.

  • Diferenças de preços entre o dólar turismo e o paralelo

O dólar turismo é negociado no mercado formal, por instituições financeiras autorizadas pelo Banco Central. Pessoas que tenham o objetivo de viajar ao exterior podem comprar dólar turismo (ou outra moeda estrangeira) em espécie e traveller check. Já o dólar paralelo é a moeda em espécie negociada fora dos meios oficiais, por doleiros. É um mercado ilegal. E a pessoa ainda corre um risco maior de comprar moedas falsas.

  • Dicas importantes

Valem algumas dicas sobre como funciona o mecanismo de câmbio, e os riscos que as oscilações cambiais podem trazer. Veja abaixo:

Não deixe para comprar a moeda estrangeira na última hora. Assim você tem mais tempo para fazer pesquisa de cotações.

Há bancos que cobram comissão sobre a compra e venda de moeda estrangeira. O turista deve perguntar se há cobrança, porque alguns funcionários de bancos não avisam, se o comprador não perguntar. Inclua esta comissão nos custos para fazer corretamente sua pesquisa de preços.

Além disso, há horários específicos para a compra e venda de moeda estrangeira. Geralmente, abrem mais tarde e fecham mais cedo do que as outras operações do banco.
Casas de câmbio e agências de viagem também podem negociar moedas estrangeiras, desde que tenham autorização do Banco Central.

Agências centrais de bancos em São Paulo e no Rio de Janeiro, especialmente os estrangeiros, operam com outras moedas estrangeiras mais negociadas, como libra esterlina, euro e iene. No entanto, é preciso se informar antes, porque nem sempre estas moedas estão disponíveis nas quantias desejadas.

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Meu irmão vive nos US. Ele quer vir ao Brasil fazer negocios, se os negocios não forem realizados, ele pode retornar com os valores em moeda dollares? Que quantidade ele pode trazer? É obrigado a declarar? Tem custos? Mesmo que ele já pagou impostos sobre este dinheiro aos US, terá que pagar novamente aqui? Por favor, preciso desta informações urgente. 14.03.2009

Deixe uma resposta