Página Inicial Dicas Bagagem, tudo que você precisa saber

Bagagem, tudo que você precisa saber

O que vou levar na minha viagem?

Num momento de sossego, faça a sua própria lista que poderá seguir quando estiver a preparar a mala para a sua próxima viagem. Recomendamos uma lista para cada tipo de viagem que faça regularmente: viagens de negócio, viagens intercontinentais, viagens curtas, etc.

Qual o limite máximo de bagagem que posso levar gratuitamente?

O limite de bagagem permitido pelas companhias aéreas pode variar de 20 Kg a 32 Kg. A Air Canada e as companhias filiadas a ela permitem que cada passageiro leve até duas bagagens de até 158 centímetros (a soma da largura + altura + comprimento) e com no máximo 32 quilos cada uma. É importante lembrar que caso o limite seja excedido, o passageiro terá que pagar uma taxa, que deverá ser paga no próprio aeroporto. As bagagens que possuírem mais de 45 quilos não serão aceitas pela companhia. Verifique sempre as restrições de peso e tamanho permitidos com sua companhia aérea, para evitar custos de excesso de bagagem.

É permitido uma bagagem extra com medida inferior a 115 centímetros à passageiros com crianças que não ocupem um assento.Vale lembrar aos passageiros que possuem bebês, que a companhia não cobra taxa extra pelo transporte de assento para carro, assento de bebê, carinho de bebê. As bagagens de mão também têm restrições: 5 Kg de peso e no máximo 115cm (somando a altura, comprimento e largura). É válido pesar suas malas antes de ir para o aeroporto e, se for o caso, refazê-las.

O que acontece com o excesso de bagagem ou com bagagem especial?

Se exceder o seu limite máximo de bagagem transportada gratuitamente ou se leva bagagem muito grande ou frágil (bicicletas, pranchas de surf e de snowboard, esquis, instrumentos musicais grandes, malas enormes, etc.), terá de pagar uma taxa adicional antes da partida. Consulte as condições na sua cia aérea.

O que posso levar como bagagem de mão?

Na bagagem de mão, não é só importante a quantidade mas também o conteúdo, que tem de ir ao encontro dos nossos regulamentos. Certos objetos não podem ser levados na bagagem de mão.

Como devo transportar objetos de valor?

Todos os objetos de valor, como por exemplo, computadores portáteis, celulares, PDAs, documentos, jóias, etc., deverão ser levados na sua bagagem de mão.

Posso levar animais a bordo?

Pode levar animais a bordo sob determinadas condições. Por favor, consulte a sua cia aérea.

Que objetos não se podem ter a bordo?

Antes de ir para o aeroporto, por favor certifique-se que não tem produtos perigosos na sua bagagem.
Objetos proibidos ( ANAC – Portaria 676, artigo 48 .)

  • Dispositivos de alarme;
  • Explosivos, inclusive cartuchos vazios, munições, material pirotécnico, armas de caça, armas portáteis e fogos de artifício;
  • Gases (inflamáveis, não inflamáveis e venenosos), tais como butano, oxigênio, propano e cilindros de oxigênio;
  • Líquidos inflamáveis usados como combustível para isqueiros, aquecimento ou outras aplicações;
  • Sólidos inflamáveis, tais como fósforo e artigos de fácil ignição;
  • Substância de combustão espontânea;
  • Substância que, em contato com a água, emita gases inflamáveis;
  • Materiais oxidantes, tais como pó de cal, descorantes.
  • Junto das autoridades alfandegárias do seu país, pode informar-se sobre que produtos pode exportar do seu país e importar para o seu país de destino.

Como devo marcar a minha bagagem?

Cada peça de bagagem deverá ter uma etiqueta ou um porta-etiquetas em local visível contendo o seu nome e o seu número de telefone (melhor ainda, o número do seu celular). Pode obter etiquetas gratuitas no balcão de check-in.

Retire todas as etiquetas de viagens anteriores pois podem causar confusão e a bagagem ir para um destino errado.

Para evitar que a sua bagagem seja confundida com a bagagem de outros passageiros, marque-a com algo especial, como por exemplo, um autocolante diferente, uma cor forte, um cinto especial, etc.

O que faço se a minha bagagem for extraviada?

Em caso de danos ou sinais de violação, a bagagem deve ser retirada da esteira do aeroporto pelo passageiro, que precisa comunicar o problema imediatamente à companhia aérea. Normalmente há um despachante da empresa perto. Será preenchido um relatório contendo os detalhes sobre os danos causados.

A empresa aérea deverá ser responsabilizada e pagar indenização ou reparo da bagagem. Em caso de extravio, o passageiro deverá comunicar o problema antes de deixar a área de entrega das bagagens. A empresa tratará de localizar a bagagem e se não tiver êxito, será obrigada a indenizar o passageiro.

Dicas para brasileiros sobre bagagem trazida do exterior

  • Esteja atento aos bens que não podem ser trazidos ou levados pelos viajantes. Consulte as páginas viajante chegando ao Brasil ? o que você precisa saber e viajante saindo do Brasil ? o que você precisa saber e tire suas dúvidas.
  • Todo viajante que ingressa no Brasil, ou dele sai, com recursos em espécie, cheques ou cheques de viagem, em moeda nacional ou estrangeira, em montante superior a R$ 10.000,00, é obrigado a apresentar a Declaração Eletrônica de Porte de Valores (e-DPV).
  • No seu retorno ao Brasil, você pode trazer mercadorias, sem o pagamento de tributos, desde que estejam incluídas no conceito de bagagem, não permitam presumir importação com fins comerciais ou industriais e observado o limite de valor global de:
    • a) US$ 500,00 (quinhentos dólares dos Estados Unidos) ou o equivalente em outra moeda, quando o viajante ingressar no País por via aérea ou marítima; e
    • b) US$ 300,00 (trezentos dólares dos Estados Unidos) ou o equivalente em outra moeda, quando o viajante ingressar no País por via terrestre, fluvial ou lacustre.
  • Além das isenções a que têm direito todos os viajantes em geral, você pode ter direito a isenções concedidas a viajantes em situações especiais. Verifique se é o seu caso.
  • Pergunte a um funcionário da aduana brasileira se você tiver dúvidas sobre as isenções de tributos a que você tem direito sobre os bens trazidos do exterior.
  • Observe os limites e condições que lhe permita utilizar os regimes de isenção de tributos ou de tributação especial sobre a sua bagagem. Evite ter que utilizar o regime de tributação comum.
  • Os bens sujeitos ao pagamento de tributos ou dos quais se deseje comprovar a regular entrada no País devem ser apresentados à fiscalização aduaneira localizada nos pontos de fronteira, nos portos e nos aeroportos, no momento da chegada ao Brasil.
  • Embale os produtos a serem declarados de forma que eles estejam acessíveis para a inspeção aduaneira. Isto ajuda a agilizar o desembaraço de sua bagagem.
  • Providencie medicamentos suficientes para a sua viagem. Verifique com a representação diplomática do(s) país(es) que você pretende visitar para se assegurar que seus medicamentos são legais nesses locais. Obtenha, com o seu médico, uma receita atestando que o medicamento é para você e a dosagem recomendada. Mantenha a embalagem original do medicamento.
  • Saiba que penalidades por posse de drogas podem resultar em multas pesadas, prisão ou mesmo pena de morte em alguns países estrangeiros.
  • O viajante que se destinar a qualquer país pertencente à União Européia e estiver portando dinheiro ou meios de pagamento ao portador em montante igual ou superior a EUR 10.000,00 (dez mil euros), deverá dirigir-se à Alfândega do país de destino para declarar, em formulário próprio, esses valores.
  • A bagagem desacompanhada recebe um tratamento tributário diferente do aplicado a bagagem acompanhada, não fazendo jus, por exemplo, à cota de isenção.
  • NÃO transporte objetos para outras pessoas. Se você o fizer e for uma mercadoria proibida ou restrita, você será o responsável.
  • NÃO acredite que você “não é o tipo”. Os funcionários aduaneiros podem selecionar pessoas e bagagens para inspeção detalhada por diversas razões. A seleção não deve ser vista como um reflexo da integridade, do caráter ou da aparência do viajante.
  • NÃO forneça informações falsas para a Aduana. As penalidades por falsas informações (como faturas forjadas) são severas e podem resultar em apreensão das mercadorias e em processo criminal contra os responsáveis.
  • NÃO traga para o Brasil mercadorias pirateadas ou contrafeitas. A pirataria de direitos autorais e a contrafação de marcas são ilegais. As mercadorias contrafeitas ou pirateadas importadas para o Brasil estão sujeitas a apreensão pela Aduana e os seus portadores podem ser processados civil e criminalmente.
  • NÃO traga bens e mercadorias com finalidade comercial. Se trouxer, declare-os na Declaração de Bagagem Acompanhada e informe, antes de qualquer ação da fiscalização aduaneira, que eles serão submetidos a despacho comum de importação caso contrário, você será multado e até mesmo poderá perder a mercadoria.
  • NÃO é permitida a importação de mercadorias para fins comerciais ou industriais por pessoas físicas.

Dicas em Geral

  • Antigamente um passageiro em voo internacional podia despachar apenas uma mala, gratuitamente. Hoje esse limite é de duas malas, com peso máximo de 32 kg cada uma e dimensões máximas de 158 cm (62 polegadas) cada.
  • O Sistema Por Peça (Piece Concept) independe da casse da passagem (Econômica, Executiva, Primeira) e é aplicada igualmente para adultos e crianças para e de destinos como Estados Unidos/ Canada, entre América do Sul e Europa/ Oriente Médio/ África do Sul; entre o continente americano (área 1) e o continente asiático via pacífico.
  • Todavia, é muito importante lembrar que mesmo vc fazendo um vôo internacional, se voar internamente (domesticamente) por países para onde for, estará sujeito às regras de vôos domésticos para efeito de franquia de bagagem. Isso quer dizer que vc pode carregar duas malas, das mesmas dimensões, porém com 23 kg cada uma, apenas. E mesmo em vôos internacionais entre países, dependendo da classe de sua passagem, poderá ter apenas 20 kg de bagagem, sem pagar excesso, que pode custar até 20 euros por quilo! Portanto, pergunte ao agente de viagens ou à cia. aérea sua franquia de bagagem.
  • Programe-se para não exceder esse peso/volume em vôos domésticos, caso contrário pagará por excesso nos vôos internos.
  • Outra dica importante é não exceder o peso máximo por mala, isto é, não aianta carregar uma com 42 kg e outra com 22 porque o peso total permitido (64 kg) não é a soma dos dois volumes, mas sim o máximo permitido por volume. Distribua bem sua bagagem entre as malas e lembre-se de retirar ?peso-morto?, como embalagens, shampoo e sabonete, etc. Livre-se de tudo o que não for necessário na hora de arrumar sua mala. Posos garantir que é um exercício gostoso vc radicalizar, como se estivesse tentando bater um record eliminando coisas absolutamente desnecessárias.
  • Despachar bagagem pode sair mais barato, mas aos custos devem-se somar os gastos com despachante aduaneiro, armazenagem e liberação na alfândega. E sua bagagem será despachada em avião de carga.
  • No entanto você pode despachar quantas malas quiser, pagando por isso, evidentemente, ao custo de US$ 75 a US$ 100 por cada mala de até 32 kg cada uma, igualmente dentro das dimensões permitidas (158 centímetros cúbicos).
  • Nenhum pacote ou caixa poderá ser despachado como bagagem, salvo se estiver dentro de uma mala. Assim, se você adquirir qualquer aparelho eletro-doméstico ou eletrônico, compre uma mala de baixa qualidade (do tipo daquelas de muambeiros do Paraguai) e ponha nela os produtos devidamente protegidos. Estando dentro das dimensões e peso estabelecidos, nenhum problema.
  • Recomendo consultar os sites das Cias. aéreas no capítulo ?Bagagem?. Lá você ficará a par de tudo o que é permitido, as regras e as dicas para evitar transtornos e despesas adicionais.

Cuidados básicos com sua bagagem

  • Coloque, na parte externa e interna de valises, bolsas, malas e sacolas, uma etiqueta com nome, endereço e telefone do proprietário, independentemente da identificação colocada pela empresa no momento do check-in. Cuidado para não usar materiais que se despreguem facilmente e não deixe a etiqueta exposta em lugar fácil de ser arrancada, como próxima a fivelas.
  • Personalize a mala, com adesivos e fitas coloridas. Por mais fora de moda ou extravagante que isso lhe parece, facilitará o reconhecimento da mala.
  • Na hora do check-in, verifique se a funcionária da companhia aérea etiquetou corretamente a sua mala, identificando o destino certo. Da mesma forma, confira os canhotos de recibos de entrega de bagagem. Para cada volume, é necessário um comprovante.
  • Retire as etiquetas com códigos de aeroporto coladas em vôos anteriores. Isso é um dos maiores responsáveis por extravio.
  • Utilizar o sistema de proteção com plástico também ajuda a diferenciar a mala. Este serviço é oferecido por empresas nos principais aeroportos do mundo.
  • Ao retirar a bagagem na esteira, verificar se não há outras iguais. Por engano, você pode levar a mala de outra pessoa. Como a lei proíbe que em vôos internacionais seja exigida a apresentação do tíquete de bagagem na saída, o problema é mais comum do que se pensa.
  • Jamais colocar objetos de valor na mala. Dinheiro, documentos, máquinas e jóias devem ir na bagagem de mão. Bagagem é roupa, sapato e objetos de higiene.
  • Toda mala deve estar fechada e lacrada. Usar cadeados é fundamental.
  • Se for necessário fazer conexão e houver tempo suficiente, prefira sempre retirar a bagagem e fazer novo check-in. Na pior das hipóteses, você sempre saberá em que vôo ela desapareceu.
  • A pontualidade na hora do embarque é importante para evitar afobamentos e conseqüente perda de objetos. Se o passageiro chegar em cima da hora, a companhia poderá não conseguir embarcar sua bagagem no mesmo vôo, provocando atrasos na entrega.
  • Leve somente o essencial. E não se esqueça de levar alguns medicamentos de primeiros socorros, enjôos e desarranjos intestinais, analgésicos, antiácidos, antigripais e remédios específicos com receitas médicas.
COMPARTILHAR

Deixe uma resposta