Página Inicial Destino Américas Agricultura

Agricultura

A agricultura tem sido há séculos uma força vital na economia canadense e hoje, continua sendo um importante fator para o comércio do Canadá em mercados internacionais. Um dos principais produtores de alimentos do mundo, o Canadá é mais conhecido por seus excelentes grãos, sementes oleosas, verduras e legumes, carnes e laticínios. As práticas de cultivo, as tecnologias de fertilizantes e forragem, as técnicas de equipamento e controle, tudo isso contribui para as abundantes safras e rebanhos do Canadá.


O setor agrícola canadense consiste de aproximadamente 487 000 fazendeiros, que representam cerca de 2% da produção total do país e 3.4% da força de trabalho. Os outros 1.8 milhões ou 15% da força de trabalho total, trabalham no processamento de alimentos, serviços alimentícios e indústrias relacionadas ao sistema agro-alimentício. Juntos, eles geram cerca de 8% do PNB do Canadá.

As Fazendas

O Canadá é uma espetacular terra de contrastes no seu clima, geografia e solos. É o segundo maior país do mundo e ocupa mais de 9.900.000 Km2 dos quais apenas 7%, ou 70 milhões de hectares são férteis. Esta área produtiva forma uma faixa estreita ao longo da fronteira meridional.

O inverno canadense, que traz consigo temperaturas baixíssimas a muitas regiões do país, age como um controle biológico poderoso, uma vez que muitos insetos e organismos não conseguem sobreviver ao frio. A diversidade das condições climáticas e tipos de solo divide o Canadá em quatro regiões agrícolas principais: a Atlântica, a Central, as Pradarias e a região Pacífica.

A Região Atlântica

Nesta região, plantam-se uma das melhores batatas da América do Norte. Maçãs e blueberries também produzem safras abundantes. A maioria dos fazendeiros se dedica a safras rentáveis como frutas, vegetais e forragens, assim como ao gado de corte e o leiteiro. Grandes instalações para o processamento de alimentos também estão presentes nesta área.

A Região Central

As planícies férteis do Rio São Lourenço, nas províncias de Ontário e Quebec, estendem-se pela área mais populosa do Canadá. Tal área é uma combinação de cidades modernas e grandes fazendas. É a maior área produtora de grãos e é famosa por seus rebanhos e setor de horticultura. O mel e o xarope de bordo também são importantes. O sul de Ontário, com seu clima ameno, oferece muito sol e chuva e produz excelentes safras de uvas, cerejas, pêssegos e outras frutas.

Devido à grande população local, a indústria bem desenvolvida e excelentes rotas de navegação para os mercados internacionais, a maioria das fábricas de processamento de alimentos está localizada na região central do Canadá.

A Região das Pradarias

Nas planícies da região das Pradarias ficam 75% da área de cultivo do Canadá. Os invernos são severos e longos, os verões são quentes e ensolarados, com pouca chuva. Apesar dessas condições, a tecnologia moderna transformou a porção sul em uma terra seca produtiva. Há apenas 50 anos, o vento combinado ao calor abrasador do verão e às poucas chuvas levantavam tempestades de areia que a cada ano carregavam consigo a camada fina e fértil do solo. Através do desenvolvimento de uma tecnologia de cultivo totalmente nova, os canadenses converteram tais áreas em uma das regiões de plantio de grãos mais prósperas do mundo, produzindo mais de 50 milhões de toneladas de trigo, aveia, cevada, centeio, canola e linhaça. Além disso, as planícies do interior mantêm alguns dos maiores rebanhos de gado de corte e leiteiro do Canadá, em 20 milhões de hectares de pastos.

A Região do Pacífico

Os climas e solos variados da região do Pacífico, situada a oeste das Montanhas Rochosas, permitem uma grande diversidade nos rebanhos e safras. A agricultura no nordeste é semelhante à das Pradarias, produzindo grãos e sementes oleosas, assim como uma variedade de safras e forragens. As fazendas dominam as atividades agrícolas do vasto interior, espalhando-se sobre os vales dos rios e extensões de pastos. O clima quente e seco dos vales do sul é ideal para as hortas e vinhas. As árvores frutíferas, as forragens e os grãos são importantes produtos da parte montanhosa do sudeste da região.

O clima ameno e úmido da costa e as ilhas permitem uma abundância de produtos especializados, como viveiros, floricultura, vegetais de estufa e colheita de bagas. Os rebanhos, a avicultura e a produção de laticínios contribuem para o fortalecimento e estabilidade do setor agro-alimentício. Além disso, o processamento de alimentos e peixes geram vendas e empregos significativos. A região do Pacífico é o maior porto de entrada e saída de produtos. Cerca de 30% dos embarques de longo curso são agrícolas, sendo formados, na sua maioria, por grãos e produtos agro-alimentícios.

Grãos e Sementes Oleosas

O trigo é a colheita mais importante do Canadá e o produto agrícola mais exportado. Todo ano, quase 14 milhões de hectares da região das Pradarias são plantados com trigo a fim de se produzir uma safra de mais de 32 milhões de toneladas. Cerca de 80% desta safra é exportada.

A cevada também se constitui em uma safra de grãos importantíssima para o país e um produto de exportação importante. A cevada, aveia, centeio e milho produzidos no Canadá são primeiramente utilizados como alimento para os rebanhos e aves.

A canola, derivada da semente de colza, é a nova semente oleosa desenvolvida pelos cientistas canadenses, através da engenharia genética. A canola produz um óleo comestível de alta qualidade, usado na culinária, da mesma maneira que a margarina e a manteiga. A sua farinha, de alto valor proteico, é a semente esmagada após a extração de óleo que é adicionada à ração do gado. A canola e os seus derivados vêm ganhando popularidade no mercado internacional.

Os Rebanhos

O Canadá tem grandes rebanhos de gado de corte, leiteiro e de suínos.

O rebanho de gado de corte conta com mais de 12 milhões de cabeças e é famoso por suas características de crescimento e reprodução e pela qualidade de sua carcaça. A melhoria genética deste tipo de gado tem sido acelerada nos últimos anos, através do uso da inseminação artificial e da transferência embrionária.

Das 1.8 milhão de vacas leiteiras do Canadá, 85% são da raça Holstein. Cerca de 75% das vacas leiteiras são resultados de reproduções feitas com sêmen congelado. Assim, os criadores canadenses desenvolveram animais famosos por sua produção leiteira e longevidade. A produção média de uma vaca leiteira de raça Holstein, criada sob as condições de controle canadense, é de 7700 litros/ano.

A produção de suínos excede as 10 milhões de cabeças, das quais cerca de 1.1 milhão são reprodutores. Criados para suportar condições intensivamente desfavoráveis, o suíno canadense é famoso por sua carne quase sem gordura, resistência e qualidade total.

Os excelentes reprodutores do gado de corte, gado leiteiro e suínos são selecionados para a melhoria dos rebanhos do mundo todo.

A indústria avícola canadense está distrubuída de acordo com a concentração populacional de cada região. Devido às condições climáticas, as aves são quase que totalmente produzidas em granjas particulares. Com um sistema altamente eficiente e mecanizado, uma pessoa consegue administrar uma granja com capacidade de produção de mais de 1 milhão de dúzias de ovos por ano. Para o abate de aves, uma só pessoa consegue manipular 350 000 frangos por ano, que vão produzir 640 toneladas de carne.

Equipamentos

A indústria de equipamentos agrícolas fornece uma completa rede de maquinário para o preparo da terra, drenagem, irrigação, criação de rebanhos e produção de laticínios, cultivo de terrenos áridos (dry-faming), manipulação, armazenamento e processamento de grãos, assim como equipamentos para horticultura e colheita de especialidades.

A indústria é considerada líder mundial de cultivo de terrenos áridos, em tratores grandes de quatro rodas, ceifeiras e debulhadoras, colheitadeiras de tabaco e exporta mais de 60% da sua produção.

Processamento e Industrialização

O setor de processamento e industrialização de produtos agrícolas, que contribui em 2.3% para o PNB, é um dos cinco principais setores econômicos em termos de embarques e empregos. Também representa um importante mercado para os 290 000 fazendeiros e 100 000 apanhadores de peixes, rendendo $ 25 bilhões em colheitas, rebanhos e peixes por ano.

Isso, juntamente com $ 5 bilhões em importação de alimentos como a cana-de-açúcar, soja e alimentos tropicais é convertido em $ 55 bilhões de alimentos e vegetais processados. Deste total, $ 12 bilhões são exportados, o que representa 4% do mercado mundial e 8.1% das exportações totais canadenses.

Em 1991, havia 3100 estabelecimentos de processamento de alimentos no Canadá. Embora mais de 50% dos estabelecimentos estejam localizados em Ontário e Quebec, as operações de processamento são efetuadas em cada uma das províncias e territórios canadenses. Em termos de números, os produtos derivados de carne bovina e aves lideram o caminho com 607 estabelecimentos, seguidos por produtos de panificação, grãos, peixes e laticínios, indústria de bebidas, indústria de frutas e vegetais, indústria confeiteira e de outros produtos alimentícios.

Pesquisa e Desenvolvimento

Os cientistas canadenses estudam todos os aspectos relevantes da produção de rebanhos e safras, em um esforço contínuo de melhorar a criação dos rebanhos, a variedade das safras e a produção.

A pesquisa sobre o gado de corte, por exemplo, concentra-se na produção de animais com taxas de crescimento altas, excelente qualidade de carcaça, melhor qualidade de forragens e maior tolerância ao frio e adaptação ao clima canadense.

O Canadá também tem um papel importante no desenvolvimento da irradiação alimentícia segura, uma técnica que destrói bactérias e aumenta o tempo de conservação de produtos agrícolas, ingredientes alimentícios e comida fresca ou congelada.

A indústria agrícola canadense é próspera. A sua eficiência e alta produtividade são os resultados de pesquisas, tecnologia de reprodução, gerenciamento de fazendas, equipamentos eficientes e serviços de apoio abrangentes de modo a trazer o produto agrícola ao mercado.

Textos preparados pelo Consulado Geral do Canadá em São Paulo – Ministério de Relações Exteriores e Comércio Internacional do Canadá

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta