Página Inicial Dicas Sair do Brasil dá trabalho. E se desesperar um pouco é parte...

Sair do Brasil dá trabalho. E se desesperar um pouco é parte do processo.

Informações, links, burocracia, falta de tempo, ansiedade… É assim mesmo. Um desespero básico é item essencial na preparação pra Sair do Brasil.

A decisão já está quase tomada e você está afogado em sites de Universidades, lista de possíveis cursos, burocracia, regras da imigração… Tem que ver onde vai morar, seguro de saúde, preços, datas, cópias, e-mails, autenticações. Para tudo que eu quero descer!

Não. Fácil, fácil, o que se diz fácil, não é. Mas também não é o fim do mundo. Ao contrario, é só o início. E se desesperar faz parte. Eu, você e todo mundo já se desesperou e se descabelou um pouco no meio do processo de organizar a vida pra ir morar fora. E todo mundo já pensou em desistir. Mas é o tipo de pensamento que dá e logo passa.

Quando se decide ir morar em outro país você precisa ter claro e assumir pra si próprio que para um estrangeiro, as coisas sempre dão trabalho dobrado. Tudo é um pouco mais difícil e paciência e organização são itens essenciais.

Quando bater o desespero, assuma seu momento. Se desesperar é essencial. Roas as unhas, ligue pra um amigo, alugue o ouvido de um colega de trabalho e reclame da incrível dor de cabeça que dá ir morar em outro país. E quando estiver mais calmo, mãos a obra outra vez.

Primeiro de tudo: o que você vai fazer fora?

Vai fazer pós graduação? Comece por aí: procure uma Universidade no país que você quer. Procure o curso ideal. Veja datas de início das aulas, período de inscrição, documentação necessária, processo de seleção. Se for preciso, mande e-mail pedindo mais informações. Mas antes, leia tudo o que puder sobre curso e a Universidade.

Saiba desde o princípio que você vai passar horas lendo milhões de coisas na internet.

Decidido Universidade(s) e curso(s), descubra mais sobre o país. Burocracia, documentos necessários, vistos, tempo de permanência, passagens, procure opiniões de quem já viveu ou vive no lugar. A internet está cheia de portais e blogs pra ajudar.

Depois: o que eu preciso pra chegar lá?

Essa é a parte mais legal e que exige maior atenção. Digo que é a mais legal porque uma vez que você já tem a lista de documentos necessários, cada item riscado é uma felicidade, um passo mais em direção ao outro país.

Mas antecedência é essencial. Alguns documentos demoram pra chegar e o próprio visto pode demorar um pouco. Por isso, quanto antes começar a se organizar, melhor. Eu sempre digo que 1 ano é o período ideal.

É o tempo essencial pra economizar, conseguir documentação, ir tranquilizando família, amigos, namorado, patrão.

E no meio disso tudo, não esqueça: desespere-se. Faz parte.

Quando essa fase de organização tiver passado, e você já estiver morando fora, com outros amigos, outras paisagens, outro clima, outras comidas e outras bebidas, vai lembrar dos momentos de desespero e vai ver que tudo valeu muito a pena.

COMPARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. E eu bem sei disso, pois passei exatamente uns 9 meses navegando na Net,a procura de cursos. Hoje graças a Deus, já decidi por qual mestrado optar, em março iniciasse o processo de seriaçao na universidade pretendida, porem resolvi iniciar o processo desde ja para evitar esse dito desespero.
    bacio

  2. Incrível como estou passando por tudo isso, estou na parte do desespero novamente, pois já tem 40 dias que solicitei meu visto para ir estudar na Espanha e a unica informação que eles me dão é vc precisa aguardar que entraremos em contato. =/ Putz custa dar uma previsão?!!!

    Mas tenho certeza que vai valer muito a pena!

  3. Eu tô na fase do desespero tb, são muitos lugares; mas a gente tem que ser prática. Eles pedem uma lista imensa pra visto e tem um monte de brasileiro que vai só com o passaporte.

  4. Eu fui aceito em uma universidade de Tarragona, Espanha.
    Vou entrar com pedido de visto agora, e as aulas começam em Outubro.
    Mas eu não vi informações no site do consulado de que documentos preciso levar para pedir visto.
    Além disso a universidade está pedindo legalização do meu diploma e do meu histórico escolar junto ao Ministério da Educação e das Relações Exteriores, além do consulado espanhol.
    Você teve que fazer isso também para ser aceita no mestrado em Madrid?

Deixe uma resposta