Como enfrentar a distancia da família e amigos?

Esse é um assunto complicado e que divide muito as pessoas. Basicamente podemos definir que existem 2 tipos de viajantes. O que se desprendem completamente das suas raízes e aqueles que sentem muita saudade, chegando ao ponto de cancelar a viagem para voltar a ficar perto daqueles que gostam.

Quando pensei em escrever sobre esse assunto, foi justamente nessas pessoas que chegam a esse ponto que eu estava preocupado, pois na maioria das vezes esse sofrimento todo pode ser evitado.

Portanto, aqui vão algumas dicas que podem ajudar a amenizar a distancia e permitir que os mais ligados à família e amigos possam também aproveitar a viagem, independente da duração.

O que torna a vida mais difícil para essas pessoas é o pensamento de ficar longe por muito tempo, fazendo com que todos os tempos livres sejam dedicados a falar com os parentes que estão longe. Essa estratégia pode parecer confortante, pois o viajante acha que vai diminuir a saudade, mas na verdade é um tiro no pé. O contato constante com as pessoas que ficaram no Brasil gera uma grande dependência  e sensação de perda de tempo de estar longe e que poderia estar aproveitando os momentos juntos com a família e amigos, e assim, o viajante não só deixa de aproveitar a viagem como passa a querer voltar precocemente.

A estratégia correta para evitar essa sensação e conseguir aproveitar o máximo a viagem é restringir o contato com a família e amigos no Brasil ao ponto que o viajante se permita fazer outras coisas, conhecer novos amigos e consequentemente aproveitar mais.

Muitas vezes não é o viajante que quer manter o contato diário, mas os pais do viajante, por preocupação, medo e vontade de participar de tudo que esta acontecendo. A intenção sempre é valida, mas é preciso lembrar que o intercambio é uma grande chance que o viajante tem de poder ser virar sozinho e encarar o mundo.

Portanto, falar com a família, mesmo q seja por email, MSN, skype ou telefone, 2 vezes por semana é um bom numero. Permite ao viajante ter mais coisas legais para contar e diminui a sensação de saudade. Conforme o viajante vai contando as historias, ele vai se dando conta de que a viagem esta sendo divertida e que, ao contrario do que pensava-se, é sim possível passar um tempo longe das pessoas queridas e se divertir ao mesmo tempo.

Essa então é uma boa dica tanto para quem vai quanto para quem fica.

Na próxima matéria, irei abordar o tema sobre algumas razões que as pessoas não se acostumam com o Canadá.

Até semana que vem.

4 pensamentos sobre “Como enfrentar a distancia da família e amigos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *