Página Inicial Destino Valência de bicicleta: pernas pra que te quero

Valência de bicicleta: pernas pra que te quero

Aterrissamos em Valência numa quarta-feira, e era a nossa segunda viagem à Espanha em 15 dias. O espanhol tornava-se cada vez mais natural e o ritmo de vida mais calmo inundava os nossos dias acostumados à rotina agitada de Londres. Valência era a primeira metrópole que a gente visitava naquela viagem, e assim que as escadas rolantes do aeroporto revelaram a estação de metrô, olhamos um para o outro com rostos indignados e cansados e pensamos: outra cidade grande europeia.

Morando na Europa há 6 anos, e já tendo percorrido as principais cidades, descobrimos um certo prazer em coisas simples, como caminhar. Foi o que fizemos em Gerona, uma pequena cidade catalã, com um centro histórico belíssimo em estilo medieval. Tudo estava ao alcance de alguns passos e transporte público era uma expressão que não se encontrava no nosso dicionário.

Na ida ao hotel, após sair da estação e pegar um táxi, abri o guia e li que Valência era perfeita para passeios ciclísticos. Um sorriso foi devolvido ao meu rosto. Fomos dormir e ficamos de checar pela manhã preços e locais para aluguel de bicicletas. Havia três opções e uma ficava na esquina do nosso hotel. Não pude acreditar… Parecíamos crianças outra vez, com o nosso brinquedo favorito.

Tomamos café da manhã e nos dirigimos à Orange Bikes. O aluguel custava 12 Euros por dia, cada bicicleta. Resolvemos tê-las por dois dias e apesar do preço nos parecer um pouco salgado para duas magrelas, a sensação de liberdade e a acomodação que Valência proporcionou foi indescritível. A sensação do vento no rosto, de não ter que esperar pelo ônibus ou metrô e de descobrir a cidade pelos nossos próprios caminhos foi incomparável.

Valência é uma cidade cortada pelos 9km dos Jardines del Turia, com vias para bicicletas, de início a fim. Os Jardines del Turia é um parque lindo, que tomou o lugar do rio que antigamente compunha a geografia valenciana, num projeto ousado. As pontes que interligavam a cidade continuam preservadas e se misturam ao verde do parque.

Então, fizemos o seguinte:  dia 1, percorremos todo o percurso dos Jardines. Saímos do hotel, entre as ruas movimentadas da cidade até o parque, e de lá visitamos as principais atrações. A ciudad de las artes y las Ciências fica numa das extremidades e é, sem dúvida, um ‘must-see’. Apenas 20 minutinhos de pedalada e chegamos. Não muito, concorda?

Na ‘ciudad’, o Oceanográfico é de tirar o fôlego, não apenas pelas suas diversas espécies de animais marinhos, golfinhos, tubarões, pinguins; mas pelo seu projeto arquitetônico.

Do outro lado dos Jardines, está o Parc de Capçalera, onde se pode parar e curtir uma cerveja ao Sol – Valência é uma das cidades mais quentes da Espanha e até em Novembro apresenta temperaturas agradáveis.

No dia 2, refizemos parte do percurso e fomos além da Ciudad de las artes y las Ciências. Estupendo rever os prédios e a sua arquitetura, porém a grande surpresa foi descobrir que o caminho até a praia acabava nos trilhos do trem. Era preciso pegar a esquerda, seguir pelo lado norte da cidade e continuar pedalando. Sem saber se estávamos no caminho certo, questionamos pela primeira vez a escolha pelas magrelas, mas logo avistamos o mar e ficamos gratos de poder parar na Casa de la America’s Cup e ver o pequeno porto, e de pedalar toda a orla marítma, beirada por restaurantes e turistas. O calçadão é bem largo e propício e é fácil encontrar lugar para estacionar as bicicletas e prendê-las a alguma estrutura de ferro – como se faz em toda a Europa. Almoçamos uma paella, depois de curtir a praia, e retornamos ao hotel, para nos preparar para a noite.

No dia 3, andamos pelo centro histórico e visitamos a Catedral – a vista da torre é inacreditável e custa apenas 2 Euros, o Mercado Central, La Lonja, praças e museus. Tudo está a cerca de 5 a 10 minutos a pé, e não vimos sentido em pedalar. Caminhar também foi interessante, observar a cidade com mais calma, se por assim se pode dizer.

Confira as 3 opções do guia:

A Do You Bike fica bem no meio do centro histórico, próxima a bons restaurantes. Orange Bikes 96 391 75 51 www.orangebikes.net C del Editor Manuel Aguilar 1

COMPARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta