Página Inicial Destino Por que Portugal? Por que ainda estou aqui?

Por que Portugal? Por que ainda estou aqui?

Sem nunca imaginar viver em Portugal, resolvi conhecer o país e me mudar para Lisboa em 2009. Meu objetivo era realizar a pós-graduação em Turismo e voltar para São Paulo, minha cidade natal. Fiz a pós, mas acabei me encantando por Portugal e por um português, que não me deixa retornar.

Portugal é uma Graça

A paulistana aqui, que de Portugal só conhecia as castanhas, as azeitonas e o Roberto Leal, ficou apaixonada pela cidade assim que colocou seus pés nela. O ar puro, a arquitetura, os vinhos e a culinária fizeram eu ter a certeza que é aqui que queria viver. Meus primeiros dias foram num hostel de um dono sueco no miradouro da Graça e foi aquela vista da cidade que me conquistou.

Com um guia de bolso e um mapa, fui me perdendo pelas ruas e pelos sabores da cidade, sem medo nem preconceitos.

Hoje em dia

Dedico-me a prática do turismo por Portugal e arredores, guio amigos e parentes por estas terras magníficas, além de entender melhor o português (o idioma, o povo e o “namorido”).

Sou feliz em Lisboa, de onde tiro inspiração para escrever sobre a cidade e sobre esse país surpreendente chamado Portugal.

O meu blog, Na Terra dos Bules que Babam, compartilha minhas experiências nestas terras lusitanas. Com dicas de turismo, gastronomia e curiosidades.

Além do meu blog, colaboro aqui no Sair do Brasil com informações sobre Portugal e também com o Conexão Portugal, outro blog sobre Portugal e suas curiosidades.

Acompanhe o Sair do Brasil, o Conexão Portugal e o Na Terra dos Bules que Babam para saber mais sobre Portugal e tudo que você precisa ou gostaria de saber desse país encantador.

Um abraço a todos direto de Lisboa.

COMPARTILHAR

14 COMENTÁRIOS

  1. Oi Debora,
    Adorei o seu blog. Parabéns! No próximo dia 15, estarei indo para Portugal com a minha namorada. Visitarei o Porto, Coimbra, Lisboa e Algarve. Adoro o turismo gastronômico. Vc tem alguma dica imperdível para cada um desses lugares?
    Abs Mario

  2. Esta sensacional essa materia Dé…Você realmente esta sendo muito feliz ai em Portugal e adorei conhecer esse pais em sua companhia minha “amigairmã” querida. Te amo… Beijos(Suzy, Rafa e Vitor)

  3. Olá, Debora! Meu nome é Gilson Di Souza.
    Sou Contador de Histórias, Arte-educador, Manipulador de bonecos e Musicista (Violoncelo, Violino, Violão e Percussão). Sou estudante de Pedagogia da Universidade Estácio de Sá. Tenho a pretenção de quando terminar a faculdade fazer o Mestrado em Filosofia da Educação em Portugal (País que sou apaixonado).

    Minha esposa é Contadora de Histórias, Arte-educadora, Manipuladora de bonecos e Palhaça-Atriz.

    Minha pergunta é a seguinte. Como estudante de Mestrado (2 anos de duração) eu poderia levar minha esposa?

    Para o nosso tipo de trabalho haveria mercado em Portugal e poderiamos desenvolver?

    Obs.: Temos uma empresa de produção cultural legalmente constituida e um nome conhecido, na área cultural e ducacional, no Brasil.

    Parabéns pelo seu trabalho que é de grande relevância para futuros imigrantes no escuro.

    Um grande abraço e muito sucesso.

    Gilson Di Souza

  4. Vale a pena se mudar para Portugal considerando a crise? Eu ODEIO viver no Brasil!!!! Sou cidadão Português e queria usar isso para me mudar para a Europa. Meu plano é Londres, onde já fiz mestrado e conheço bem, mas como o UK está cada vez mais querendo sair da UE, estou com medo de ir para lá e acabar, em alguns anos, tendo que sair… Por isso penso em Portugal já que de lá ninguém pode me chutar. Eu seria uma mão de obra bastante qualificada por causa do meu background, mas tenho medo de mesmo sendo português, o fato de ter sido criado no Brasil e ter o sotaque brasileiro dificulte as coisas e gere preconceito. Além disso, tenho medo de a crise estar tão ruim que não arrange emprego… por mais que minha parceira manteria o emprego do Brasil e a renda de quase 4000 euros/mês…

  5. Olá , sou portuguesa mas fui criada em São Paulo, capital, ou seja uma portuguesa paulistana,rs. Estou me organizando para viver em Portugal, minha mãe e do Porto mas já ouvi dizer que se encontra emprego mais rápido em Lisboa. Como está essa questão de arrumar emprego por aí? Está muito difícil mesmo? Sou formada em Comunicação Social e minha irmã trabalha com turismo, acha que teríamos chances de arrumar emprego? Aceitamos qualquer coisa no início, pois queremos sair do Brasil. Obrigada e parabéns pela iniciativa!

    • Minha cara amiga. Frontalmente:
      A crise de emprego atinge cerca 15% (uns 40% entre os jovens). E refiro-me a jovens com qualificações idênticas ou mesmo superiores às suas.
      Emprego, está muito difícil, talvez seja possível, mas provavelmente só haverá empregos em áreas muito diferentes e de salários mais baixos (por exemplo, servir em restaurantes, ou assim.)E a ganhar apenas uns 500/600 euros que (na minha opinião) é manifestamente muito pouco

  6. SUGESTÃO DE FÉRIAS PARA ESTE VERÃO: VIAJAR DE CARRO POR PORTUGAL E CONHECER O MELHOR LOCAL DE FÉRIAS NO MUNDO, A QUINTA DOM JOSÉ, TURISMO RURAL NO NORTE DE PORTUGAL.
    Já imaginou uma quinta onde acorda com os pássaros a cantar, onde se vê vales verdes sem fim, onde se respira ar puro, onde a água dos riachos é cristalina, onde se pode praticar ténis, futebol, basquetebol, badminton, natação, paintball, escalada, canoagem, matraquilhos, snooker, entre outras diversões e por fim ainda se pode fazer uma festa com os amigos numa churrasqueira ou na nossa cozinha tradicional com sala para 20 pessoas, já imaginou isto tudo num só local? Isto tudo é possível na Quinta Dom José – Turismo rural no centro do Minho, é uma mansão do séc. 19, construída por emigrantes no Brasil que tinham a casa de férias em Portugal, esta unidade hoteleira conta com 7 quartos e 1 apartamento com casa banho privativa. Fica a 5km de Braga (Lage-Vila Verde), no centro do Minho, a região com mais história de Portugal, de onde partiram muitos emigrantes para todo o mundo e e onde divulgaram as tradições desta rica região. Venha sentir-se em casa enquanto está de férias na Quinta Dom José.
    http://www.quintadomjose.com

  7. Olá, estou na luta por sair do Brasil, muita corrupção, criminalidade, imoralidade, falta de educação, de respeito, de saúde e de segurança. Não tenho descendentes europeus pra conseguir um visto mais rápido. Sou simplesmente um brasileiro que quer sair do Brasil. Sou bombeiro e Guarda-vidas, sei que a melhor maneira séria conseguir um emprego aí em Portugal pra sair daqui. Já enviei alguns currículos, espero que alguma empresa aí me chame. Mas, teria alguma outra maneira de conseguir ir pra Portugal, conseguir um emprego, moradia? Brasileiros têm mais facilidade de viver em Portugal, devido à nossa história? Poderia me dar alguma dica?
    Desde já agradeço

  8. Olá,

    Primeiramente quero lhe parabenizar pelo seu blog!

    Tenho pretensão em fazer Pós Graduação em Turismo em Portugal em 2017, porém, não gostaria de ir sozinha.

    Se alguém tiver interesse no mesmo, ir para estudar e trabalhar, vou deixar meu e-mail aqui para contato: r.s.b@hotmail.com.br

    Desde já agradeço;

  9. Sei que a vida de imigrante não é fácil, já fui imigrante e conheçon as dificuldades de uma pessoa que sai do seu país de origem.
    Tenho uma página no facebook, nela dá pra conhecer melhor Portugal a realidade da vida Num Pais estrangeiro… deixei o link pra vocês conhecerem.

  10. Olá, Débora.
    Ainda bem que gosta de Portugal e se dá bem por cá
    Para reforçar a sua escolha, aqui vão alguns pontos sobre o país que certamente cimentarão a sua decisão. Quem sabe eles ajudarão muitos outros brasileiros de bem a atravessar o Atlântico.

    1.Esperança de vida:
    – Portugal: 21º (acima de 80 anos)
    – Brasil: 67º (75 anos)
    https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_countries_by_life_expectancy

    2.Saúde pública:
    – Portugal: 12º
    – Brasil: 125º
    http://thepatientfactor.com/canadian-health-care-information/world-health-organizations-ranking-of-the-worlds-health-systems/

    3.Pacifismo:
    – Portugal: 5º
    – Brasil: 105º
    https://en.wikipedia.org/wiki/Global_Peace_Index

    4.Segurança:
    – Portugal: 5º
    – Brasil: 59º MENOS seguro (em 198 países)
    http://www.worldatlas.com/articles/safest-countries-in-the-world.html
    http://www.atlasandboots.com/most-dangerous-countries-in-the-world-ranked/

    5.Mortalidade infantil:
    – Portugal: 23º 23 ‰
    https://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_pa%C3%ADses_por_%C3%ADndice_de_mortalidade_infantil

    6.Criminalidade:
    – Portugal: 35,39
    – Brasil: 70,62
    https://www.numbeo.com/crime/gmaps_rankings_country.jsp

    7.Cuidados de saúde
    – Portugal: 27º > 70%
    – Brasil: 72º < 52 %
    https://www.numbeo.com/health-care/rankings_by_country.jsp

    8.Custo de vida (Nova Iorque 100)
    – Portugal: 26.22
    – Brasil: 53,07
    https://www.numbeo.com/cost-of-living/rankings_by_country.jsp


    9.Desemprego:
    – Portugal: 12,4 % (2016)
    – Brasil: 10,9 % (2016)
    https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_countries_by_unemployment_rate
    Aqui (aparentemente) estamos «pior» do que o Brasil mas a verdade é que em Portugal (devido aos generosos subsídios estatais) há muita gente que prefere não trabalhar e viver à custa da Segurança Social com prejuízo de quem contribui.

    10.Literacia
    – Portugal: 95,7 %
    – Brasil: 92,6 %
    https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_countries_by_literacy_rate

    11.Universidades portuguesas: (ranking mundial) {excelência}
    – Porto: (167ª) {206ª}
    – Lisboa: (250ª) {145ª}
    – Coimbra: (275ª) {380ª}
    – Minho: (320ª) {448ª}
    – Nova de Lisboa: (394ª) {458ª}
    – Aveiro: (430ª) {404ª}
    http://www.webometrics.info/es
    Ou seja, em 11.996 universidades existentes no mundo, as principais universidades públicas portuguesas estão TODAS entre as TOP 500 (melhores 5%)
    Nota: Por área de estudo convirá consultar o site:
    http://uniarea.com/5-universidades-portuguesas-destacadas-ranking-areas/

    12.Ensino público não universitário (qualidade a nível global)
    – Portugal: 30º
    – Brasil: 56º
    https://www.theguardian.com/news/datablog/2010/dec/07/world-education-rankings-maths-science-reading

    13.Inovação
    – Portugal: 30º
    – Brasil: 69º
    https://www.globalinnovationindex.org

    14.Competitividade
    – Portugal: 36º
    – Brasil: 57º
    http://www3.weforum.org/docs/WEF_GlobalCompetitivenessReport_2014-15


    15.Terceira idade (acima dos 60 anos)
    Índice global
    – Portugal: 38º
    – Brasil: 56º
    Esperança de vida aos 60
    – Portugal: 24 anos
    – Brasil: 21 anos
    Esperança de vida saudável aos 60
    – Portugal: 17,6 anos
    – Brasil: 16,1 anos
    Cobertura de pensão de reforma
    – Portugal: 100 % da população
    – Brasil: 86 % da população
    http://www.helpage.org/global-agewatch/population-ageing-data/global-rankings-table/
    (convém ver detalhe sobre pontos fortes e fracos dentro do site)

    16.Qualidade geral de infra-estruturas
    – Portugal: 16º
    – Brasil: Não consta dos TOP 100
    https://www.statista.com/statistics/264753/ranking-of-countries-according-to-the-general-quality-of-infrastructure/

    17.Adaptabilidade (Notre-Dame Global Adaptation Index)
    Resume a vulnerabilidade de um país a alterações climáticas e outras mudanças globais em combinação com a sua prontidão para implementar resiliências
    – Portugal: 26º
    – Brasil: 75º
    http://index.gain.org/ranking

    18.Energia eléctrica
    – Portugal: 100 %
    – Brasil: 99,5 %
    Access to electricity (% of population) | Data

    19.Inflacção (2016)
    – Portugal: 0,90 %
    – Brasil: 6.29 %
    http://www.tradingeconomics.com/country-list/inflation-rate

    20.Protecção do meio ambiente
    – Portugal: 15 º
    – Brasil: 77º
    http://archive.epi.yale.edu/epi/country-rankings


    21.Poluição
    – Portugal: 16 º
    – Brasil: 53 º
    https://www.numbeo.com/pollution/rankings_by_country.jsp

    22.Percepção de corrupção
    – Portugal: 29 º
    – Brasil: 77 º
    https://en.wikipedia.org/wiki/Corruption_Perceptions_Index

    Felicidades

Deixe uma resposta