Página Inicial Destino Américas Como fazer para imigrar para o Canadá?

Como fazer para imigrar para o Canadá?

Os primeiros passos de quem quer imigrar para o Canadá começa muito antes de arrumar o passaporte e tirar o visto canadense. Organizar a vida no Brasil impacta positivamente no processo

Quando a vontade de imigrar para o Canadá sai do mundo das ideias fazer contas vira uma rotina, uma prioridade. Dependendo da ambição, o plano de imigrar com a família inteira é descartado em um primeiro momento e, na maioria das vezes, o que determina isso é o custo de vida no Canadá e as perspectivas em relação ao mercado de trabalho canadense.

Quem planeja imigrar por estudo através de programas que incluem permissão de trabalho para si e para o cônjuge (Open Work Permit) não está imune ao planejamento financeiro, muito pelo contrário, pois o custo do curso pode pesar demais no orçamento e a permissão de trabalho não garante a vaga de emprego imediata.
Há muitas providências a tomar antes de sair do Brasil. O imigrante deve proceder com:

O que fazer antes de imigrar para o Canadá?

• Separação e arquivamento de documentos: Como se a vida fosse separada por setores, o imigrante deve agrupar documentos acadêmicos oficiais, documentos pessoais, históricos bancários, declarações de imposto de renda, processo de imigração e todos os documentos que podem ser solicitados pela imigração na chegada ao Canadá. Isso é importante para os procedimentos pós-chegada, tais como validação de diploma, por exemplo. Importante lembrar que, por segurança, essas pastas devem estar junto com o imigrante;

• Vender o que for possível e delegar, por meio de procuração, um responsável pelos negócios restantes;

• Providenciar a saída definitiva junto a Receita Federal (Imposto de Renda);

• Contratar seguro de viagem e avaliar a necessidade de contratar um plano de saúde até o final do prazo de três meses anteriores ao plano de saúde canadense a que o imigrante tem direito;

• Verificar se as vacinas estão em dia e transferir as informações para o certificado internacional para evitar problemas de regresso ao Brasil. O Canadá não exige vacina na entrada ao país, mas o Brasil sim;

• Pesquisar o local de moradia com antecedência, da mesma forma verificar a idoneidade do corretor de imóveis ou proprietários antes de comprometer suas informações pessoais e financeiras. E se a ideia é procurar a moradia na chegada ao Canadá, organize-se com os roteiros e dados do imóvel para facilitar na chegada;

• Providenciar a tradução do currículo e dos perfis profissionais para estar nos padrões do mercado de trabalho canadense;

• Se desvincular de instituições de classe, conselhos profissionais e órgãos reguladores brasileiros. Enfermeiros, médicos, engenheiros, fisioterapeutas, psicólogos e outras profissões devem ter atenção nisso para diminuir gastos com pagamento de taxas;

• Encerrar as contas bancárias nacionais e providenciar a abertura de outra em banco internacional, ou se informar como fazer isso assim que chegar ao Canadá;

• Cancelar os serviços contratados em seu nome: telefonia, internet, tv por assinatura, contratos de prestação de serviço pessoais… Fazer da mesma forma com os cartões de credito nacionais;

• Fazer a tradução juramentada da carteira de habilitação para ter tempo hábil de tirar a carteira do Canadá (normalmente, a permissão para um estrangeiro dirigir com a carteira do país de origem dura 6 meses, vale consultar o site da província);

• Faça seu roteiro da saída do aeroporto canadense até a chegada à casa, apartamento ou hotel. Nem sempre as pessoas dominam os itinerários e é importante ter o máximo de informação em mãos, se possível, imprimir mapas, guias e o seu roteiro pessoal;

• Planeje o máximo que puder. Qual o mês que vai imigrar? Se é mais fácil no inverno ou no verão? Como é a província para quem mora lá, a cidade, o bairro que vai morar? Procure saber onde são as lojas, supermercados, áreas de lazer em sua nova vizinhança. Da mesma maneira, os órgãos públicos que precisará ir quando chegar no Canadá, enfim… Todo e qualquer lugar que lhe interessa antes mesmo de sair do Brasil para evitar desperdícios com transporte e, claro, se perder e passar por transtornos desnecessários logo nos primeiros dias;

• Não se esqueça de pesquisar sobre a melhor maneira de levar dinheiro para o Canadá de acordo com suas necessidades e perfil;

• Arrume sua bagagem levando o que é realmente necessário, verifique as regras aduaneiras para levar tudo direitinho e não ultrapassar os limites de peso e volume dos seus pertences.

A vantagem disso é ter a oportunidade de organizar certos detalhes da vida e se preparar para uma nova realidade em um novo país.

COMPARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta