Página Inicial Dicas Etiqueta social no exterior

Etiqueta social no exterior

Antes de mais nada, não saia cumprimentando as pessoas que você conhecer com beijinhos. Este é um costume latino que pode deixar os estrangeiros constrangidos.

Morando em casa de família, residência estudantil ou mesmo em dormitório universitário, você é responsável pela limpeza e conservação de seu quarto. Havendo qualquer problema com a sua moradia, a primeira pessoa a ser procurada é o coordenador de “housing” de seu programa. Ele poderá lhe ajudar com dicas e conselhos úteis. Você deverá saber os horários da casa onde está morando e, quando for atrasar ou dormir fora, avise-os sempre. Seja sensato!!


Recomendamos que leve um despertador. A pontualidade é uma fator muito importante para manter o bom relacionamento do aluno com a escola, os professores e também a família.

Não pense que você está no exterior só de férias. A presença às aulas é fundamental; sem ela você pode até perder seu curso. Evite faltar!

No que diz respeito ao transporte, muitas escolas têm boas dicas para passes de ônibus e metrô mais baratos. Informe-se!

É preciso saber também que existem algumas regras de comportamento em países estrangeiros:

Respeitar o regulamento da entidade de ensino e da moradia na qual você ficará. Se seu comportamento não for adequado, você poderá ser impedido de frequentar as aulas e ter que voltar para o Brasil.

Na maioria dos lugares nos EUA e Canadá não é permitido fumar. Respeite!

O consumo de bebida alcoólica nos EUA só é permitida para maiores de 21 anos.

Cuidado, não exagere! No exterior as penalizações são rígidas e, dependendo do caso, pode até resultar em prisão.

Cuidado por onde você anda! A atenção deve ser redobrada já que você não está no seu país. Como em qualquer cidade grande, lá também existe perigo. À noite você deve se precaver e não andar sozinho, e sempre escolher ruas iluminadas e mais movimentadas.

Mas se mesmo com essas precauções algo acontecer, não entre em pânico. Tome as seguintes atitudes:

Vá ao posto policial mais próximo e conte o que aconteceu;

Com a ocorrência em mãos, procure o Consulado Brasileiro;

Vá ao banco com a ocorrência policial e o documento de seguro do traveller-check e peça restituição.

COMPARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Oie,

    Estou pensando em ir para o Canda em Janeiro 2009, mas ainda estou em duvida onde ficar (Tonronto ou Vancouver) e qual a melhor escola!. Pois alem de estudar gostaria de me divertir (passeios, compras, balada etc…)

    sera que você poderia me dar umas dicas?

    Obrigada! bjao

  2. Esta história de dar beijinhos já deu o que falar aqui.. Agora já estamos acostumados e ficamos até mais contidos quando conhecemos pessoas novas, mas no começo demos vários foras pq era algo tão natural que qdo nos dávamos conta já tinha acontecido…

    No geral a maioria leva na brincadeira e até “adota” a nova forma de cumprimento quando nos vê novamente, mas todo cuidado é pouco.

    Abraços

Deixe uma resposta