Página Inicial Destino Procurando lugar para morar em Sevilha, Espanha

Procurando lugar para morar em Sevilha, Espanha

Não é difícil encontrar moradia em Sevilha, mas sugiro iniciar a busca pelo menos um mês antes de viajar. Ou então, chegar à cidade até duas semanas antes de começar as aulas e iniciar a busca pessoalmente (o que, em minha opinião, é mais aconselhável).

Importante: não trate com imobiliárias. Além da imensa burocracia e pilhas de papel, sempre há uma taxa alta pelo serviço. Sem contar que, como há um contrato, você não tem a mesma liberdade de mudar a hora em que quiser, dividir o apartamento com quem quiser, etc. Os corretores são espertos, sempre dão um jeito de enrolar os estudantes e fazê-los pagar mais.

Se você pensa em iniciar a busca do Brasil, comece procurando imóveis no http://www.enalquiler.com/ Além de ser uma ótima fonte, é confiável e, na maioria dos casos, dá para tratar o aluguel diretamente com o dono. Contudo, fique atento aos anúncios, alguns são vinculados a imobiliárias. Mesmo negociando com o proprietário, não faça pagamentos adiantados; espere até chegar lá e ver o apartamento, para aí sim dar a entrada em dinheiro.

No caso de já estar em Sevilha, sugiro fazer a busca no jornal “Cambalache”, o periódico mais popular entre os estudantes da cidade. Outra maneira é ir até o SACU (Servicio de Asistencia a la Comunidad Universitaria), fazer seu cadastro e buscar apartamentos para dividir, homestay ou mesmo residências universitárias. Particularmente, gosto de dividir apartamento. Não apenas pela liberdade maior, mas por poder escolher quem vai morar com você e por essa convivência bacana com os estrangeiros. Não aconselho morar com brasileiros. Seu aprendizado do idioma local e até mesmo o principal propósito do intercâmbio não será o mesmo, garanto. O bom da experiência é, justamente, mudar os ares e conhecer novas culturas.

Outra boa opção de achar moradia é ir aos campi e ficar atento aos murais espalhados pelas paredes. Há sempre um montão de gente procurando e oferecendo lugar para morar. Foi assim que encontrei o apartamento que aluguei… Falando nisso, segue um trechinho dessa busca épica por moradia, que contei no meu blog , em setembro de 2007:

Pati e Gabi resolvem passar na universidade pedir informação sobre a matrícula. Na saída da sala de atendimento aos alunos intercambistas, Gabi começa a ler o mural novamente em uma busca frenética por alguém querendo compartilhar “un piso”. Após uns 5 minutos, duas meninas baixinhas puxam papo com Gabi e Pati: “Estão procurando apartamento?”, “Sim, mas está difícil, tudo está alugado”, “Sim, estamos ficando desesperadas, já pusemos este anúncio aqui…”. Gabi e Pati ainda não haviam lido aquele anúncio e, até aquele momento, tinham entendido que as chicas também estavam procurando apartamento (elas falavam um pouco rápido demais). Papo vai, papo vem, as italianinhas explicam que já tem um apartamento, mas que só poderá ser alugado se elas encontrarem com quem dividir, caso contrário, será vendido. Seria piada? Pegadinha? Sorte? As chicas nos convidaram para ver o apartamento: Pati e Gabi quase tem um treco não acreditando na própria sorte. Um apartamento lindo, 3 quartos, 2 banheiros (com banheira, huuuuuum), 2 salas, totalmente mobiliado, cozinha equipada, terraço enorme, 1 por andar, EM FRENTE A CATEDRAL (simplesmente um dos lugares mais famosos da cidade, BEM no miolo do centro, perto de tudo). Não podíamos acreditar, era bom demais para ser verdade. Quando conhecemos Jesus (o dono), ele deixou claro “Esse apartamento vale 100.000.000 de pesetas (alguns milhares de Euros), vou alugar porque gostei de vocês e porque as meninas já tinham me pedido por ele. Não vou vender até vocês irem embora, prometo”. Acertamos tudo, na sexta a noite estávamos dormindo em “nossas” camas. As italianas vieram a noite. A propósito, seus nomes são Antonella e Alessandra, 23 e 24 anos, respectivamente. Estudam Filologia hispânica e italiana, são professoras, tradutoras e intérpretes. Aliás, já acertei minhas aulas particulares de italiano!”

Para quem tem mais condição financeira e faz questão de algumas mordomias, as residências universitárias são uma ótima opção. Elas também são encontradas pelo site do SACU. Para dividir apartamento, o preço varia entre 200 e 300 euros por mês, dependendo da região. Já uma residência universitária custa, no mínimo, 400 euros por mês. As melhores localidades para morar são: El Arenal, Alameda de Hércules, Plaza de Duque, Alfafa, Menéndez Pelayo, Nervión, Los Remedios, Triana e Macarena.

Por hoje é isso, pessoal! Não percam o próximo texto, no qual falarei sobre um tópico muito importante: VISTO. Até lá!

COMPARTILHAR

15 COMENTÁRIOS

  1. Excelente iniciativa Gabriela. Estou no meio de um processo para ir pra Universidad de Sevilla no segundo semestre de 2011 pela PUC-PR e ~com certeza suas dicas vão ser muito importantes, espero que continue escrevendo.

    • Que bacana, Rodrigo! Já tem mais uns três ou quatro textos depois desse, se você clicar na minha foto ali do lado você encontra. Ainda não terminei a série de intercâmbio porque estou cheia de coisas, mas vou terminar até o final do ano! Boa sorte e boa viagem!!!

      • Oi Gabriela, tudo bem?
        Eu tenho muita vontade de estudar fora do Brasil, eu só tenho apenas 16 anos, mas quero organizar tudo para quando eu tiver 18 ano ir pra sevilha , como que é estudar fora do país??
        Bjos

        • Oi, Aline! Que bom que tu tens planos de estudar fora, é uma experiência maravilhosa. Se eu fosse você, a primeira coisa que faria é começar a estudar espanhol, assim já chegas no país com a língua num nível intermediário. Aconselho que tu inicies a faculdade e tente um intercâmbio, para aproveitar e fazer matérias do teu curso fora. A viagem vale muito a pena, boa sorte!

  2. Gabriela, acabei de achar esse site, li seus posts sobre Sevilha e estou curiosa pelos outros. Também faço faculdade na UNIVALI e em abril presto a prova para tentar ir pelo mesmo programa que tu fostes, também para a Universidade de Sevilha.
    Com certeza vou ler e reler seus posts, e prestar muita atenção nas dicas.

    • Oi, Sarah! Que bacana, espero que os outros postas tenham te ajudado também. Tenho estado ausente do site por conta do trabalho, mas ainda quero fechar a série de posts sobre Sevilha. Qualquer coisa é só me escrever!

  3. Olá Gabriela, tudo bem? maravilhoso o seu site, eu fui selecionada para o programa de intercâmbio na Universidade de Sevilla, pra começar as aulas no segundo semestre de 2011. E como vc, também estudarei jornalismo. Como e recebi a carta de admissão nessa semana, começarei correr atras do visto de estudante. Vc acha que existe a possibilidade de trabalhar? nem que não seja na area? aonde fica o campus de comunicação? qual seria o melhor bairro pra morar? de preferencia proximo ao campus de jornalismo, e que de pra morar numa area que de pra ir a pé, ou de bicicleta pra faculdade…estou indo sozinha..provavelmente chegarei umas duas semanas antes do inicio das aulas pra procurar um apartamento ou um lugar pra ficar. Quanto em euros por mes vc recomenda pra viver em Sevilla, pagando aluguel, comida e alguma coisa extra, mas sem esbanjar? Aguardo seu contato, desde já agradeço, abraços.

    • Jordana, até existe a possibilidade de trabalhar, mas não legalmente. Como vais com o visto de estudante, acho que tem um limite de horas por semana (20, se não me engano). Sem contar que as oportunidades surgem em trabalhos pesados (restaurantes, bares…), não em jornalismo em si. De qualquer maneira, te aconselho a falar com o pessoal da revista Café Babel. Eu trabalhei pra eles, quem sabe tu não consegues um estágio remunerado… O campus de comunicação fica em La Cartuja, e o restante das tuas perguntas estão todas respondidas no post 😉 Qualquer coisa me adiciona no MSN gabriela.forlin@hotmail.com que eu te dou mais algumas dicas!

  4. Olá Gabriela, adorei tudo que escreveu e me interessei mais ainda.
    Queria fazer uma pós em psicologia por lá, sabe algo a respeito?

    E quanto você gastava por mês lá? era bancada por teus pais? Qual era seu salário trabalhando pro Café Babel?

  5. Olá… Adorei seu post! Sou Treinador de Futebol aqui no Brasil, tenho 35 anos e estou indo embora agora no meio do ano… Vou com minha esposa e duas filhas. queria saber se podemos conversa por e-mail pra tirar algumas dúvidas minha e da minha esposa. Quem sabe você não pode nos ajudar falando de moradia, gastos, e lugares para trabalhar… Temos a Cidadania Portuguesa o que nos ajuda um pouco! Desde ja agradeço. Meu e-mail eduheadcoach@hotmail.com

  6. Oi Gabriela,
    Cai no seu site procurando por moradia em Sevilha. Meu marido vai fazer doutorado em Sevilha, vamos passar 1 ano lá junto com a nossa filhinha.
    Gostaria se você pudesse me passar dicas de onde alugar casas, escolinha pra criança, se eu posso trabalhar em qualquer área. Há sou jornalista também, mas penso em trabalhar de garçonete, vendedora…o importante para mim é ganhar um pouco de dinheiro e desenvolver meu espanhol.
    Meu email é: patriciadantaspb@gmail.com.com

    Parabéns pelo site! É um farol para navegantes como eu.
    Abraços.

Deixe uma resposta