Página Inicial Destino Verão europeu – Quem não tem praia, caça com piscina.

Verão europeu – Quem não tem praia, caça com piscina.

Férias. Verão europeu. Calor de 39,5ºC. Pouco vento, muito sol. Os euros estão curtos e o jeito é se conformar com as piscinas públicas de Madrid.

Eu já falei aqui que eu odeio piscina? Pois então, eu odeio piscina! Acho nojento. E eu não confio no cloro. Foi uma das primeiras coisas que eu falei pro meu namorado quando nos conhecemos. “Sou Danyella, encantada. Sou brasileira, faço Mestrado em Televisão e Cinema, a minha bebida eu mesma pago e eu odeio piscina!”

E a vida no verão de Madrid não é fácil para pessoas como eu. Já ouvi milhões – repito milhões – de vezes que o único defeito de Madrid é não ter praia. Moro com uma carioca que morre de saudades de virar um croquete bronzeado nas areias do Rio.

E foi por causa dela que pela 1ª vez fui a uma piscina pública em Madrid. Só o nome já me assustava. Juntar na mesma frase as palavras piscina e pública me deixavam arrepiada.

São cerca de 20 piscinas ao ar livre em Madrid que funcionam de maio a setembro. A entrada custa em media 4€ e tem até carteira abono, com descontos para os packs de 10 entradas.

E não, a coisa não é assim tao ruim. Existem piscinas espalhadas no centro da cidade e algumas mais distantes. Todas elas têm vestiário, chuveiros, lanchonetes. Algumas tem quadra de esportes, outras mais afastadas ficam em meio as montanhas, com uma bela paisagem natural. Até biblioteca tem em algumas.

Coisa normal mesmo são as mulheres em topless. Jovens, mães, avós, com namorados, com grupos de amigas. Todo mundo ali como se estivesse no quintal de casa. Ainda bem que meu lado europeu já se acostumou com isso.

As piscinas são algo super difundido na cultura de Madrid. “Voy a la piscina” é o que mais se ouve por aqui. E quem mora em edifício com piscina se vangloria do que tem.

E aí tem as piscinas que apesar de públicas, não são pra todos os públicos. Umas das piscinas mais bem frequentadas de Madrid, a do terraço do hotel Roommate custa 40€, por exemplo. Gente bonita, drinques caros e muita paquera estão na ordem do dia.

É coisa pra poucos.

Eu, com meu orçamento apertado, estou mais pra acompanhar minha amiga nas piscinas públicas baratas, ficando longe dos mergulhos e longe do calor. Me satisfaço com o chuveiro. Filtro solar, revistas, ipod, tinto de verano e boa companhia garantem uma folga do calor europeu e o bronzeado pra enfrentar o inverno.

COMPARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta