4# Você pergunta e eu respondo – Irlanda

Alou pessoal, você que teve o e-mail capturado na caixa de mensagens da última semana, saiba que sua dúvida, assim como nos tempos do colégio, também é a dúvida do colega! E conforme prometido trouxemos uma convidada especial para a edição de hoje respondendo as perguntas que nem Jesus conseguiria responder.

Vamos começar?

A Letícia do remetente letsfigueiredo@gmail.com mandou as seguintes perguntas:

1.Há muitos brasileiros em Dublin. Isto “prejudica” o aprendizado da língua inglesa, uma vez que a necessidade de falar o idioma (inglês) para sobreviver torna-se menor? Na sua opinião e experiência, o intercâmbio em Dublin, para quem deseja aprender e desenvolver a fluência do inglês, é interessante?

Que perguntona! Pois vamos por partes.

Dublin tem muitos brasileiros e cada vez mais essa comunidade se fortalece. Isso vai me prejudicar? Vai te prejudicar se você não souber ajustar o  foco. Costumo frisar bastante para quem está vindo que é interessante manter uma relação perto-longe com nossos compatriotas. Perto porque eles vão te dar as primeiras manhas, afinal se não for quem fala a sua língua pra mostrar onde vende a melhor carne, quem é que vai ser? Mas longe, pra não deixar isso te atrapalhar, pra você ir conversar com os nativos e não para acabar os fins de semana assistindo o jogo e fazendo churrasco.

Dublin é interessante? É interessantíssima,  mas tem que exercitar o ofício da disciplina.

2. Quanto tempo é suficiente para sair com fluência no inglês?

Essa é uma pergunta que é resultado de outras como: “Em quanto tempo quero estar fluente? Quanto tempo tenho pra ficar fluente? Quantos estágios eu tenho que subir pra ganhar fluência? Qual seria minha carga de estudo? Que tipo de vida vou levar pra chegar a esse resultado?” Papo chato eu sei.
Bem, eu acredito que tudo na vida depende de vontade, vontade daquelas fortes, daquelas de queimar o peito de tanta vontade! Digo isso porque assim que cheguei, ainda ensaiando o inglês que esteve trancado aqui dentro por duas décadas, comecei a frequentar a aula de business gratuita que o colégio aqui em Dublin oferecia, então numa delas conheci uma menina que gostava de falar. Ela falava pelos cotovelos,  gesticulava, mexia os braços, dava gargalhadas e falava tão rápido que meu cérebro ainda travado entre qual dos idiomas processar não acompanhava. Isso em português. A aula começou e pasmem, ela tinha a mesma desenvoltura e até o professor ficou abismado.

Depois da aula perguntei há quanto tempo ela estava em dublin e me arrepiei quando ela respondeu “5 meses”. “Mas você já falava né?” “Não, não, eu nem travesseiro sabia falar, passei tanta vergonha… Aí comecei a andar com o dicionário na bolsa, até pro pub levava, anotava tudo que os irlandeses falavam, gíria, anotava até o som das palavras, aí fui exercitando as novas palavras e foi saindo. “

Esse é o maior exemplo que eu conheço sobre o assunto, por favor, anotem!

(Agora se o relato não atendeu às necessidades, a cada dois meses geralmente as escolas fazem provas de nível, estudando, nos seis meses que os cursos costumam durar, você sobe três vezes.

3. Como você avalia o custo de vida em Dublin?

Essa pergunta já foi respondida aqui ó!

Agora dando voz à convidada especial, ela, a Poliana Ghiotti da Mango Intercâmbios -  Vem responder as perguntas capciosas dos intercambistas mais incisivos da acumulativa caixa de mensagem.

Manda bala, Poliana!

4. Ouvi falar do cartões VTM (visa travel money) é recomendável fazer?

Sim, ajuda bastante pois são aceitos em qualquer lugar que tenha bandeira VISA. Também são seguros, pois você pode cancelar caso perca o cartão, preservando seu credito.
A cotação do VTM depende da casa de câmbio que o vende, geralmente eles cobram um pouco mais que a cotação do dia. A maioria dos clientes estão optando por comprar no Banco do Brasil, em traveller cheques ou papel moeda
já que a cotação do Banco do Brasil esta saindo mais em conta ultimamente.

5. Em relação aos documentos, é interessante levar cópia ou o documento?

Documentos como CPF e RG podem ser deixados no Brasil mesmo, não tem validade nenhuma na Irlanda, aqui você precisa apenas do seu PASSAPORTE.

6. Minha escola tem uma classificação ACELS, o que é isso?

A Acels é um órgão irlandês que fiscaliza as escolas na Irlanda, eles verificam alguns requisitos de qualidade e dão um certificado para as escolas. Escolas que estão na lista da Acels, significa que foram avaliadas e estão no padrão exigido pelo governo da Irlanda.

7. Posso dirigir na Irlanda?
Com sua habilitação do Brasil você pode dirigir (mesmo a que está em português), mas geralmente o pessoal faz PID (Permissão Internacional para Dirigir), dá uma olhadinha no Detran da sua cidade.

Opa, depois desse A++ da Poliana no seu caderninho de dúvidas eu-du-vi-do que você ainda esteja perdido. Ainda está? Então aproveita o navegador aberto, abre o e-mail e me pergunta porque semana que vem estamos aí de novo com mais um “Você pergunta e eu respondo – Irlanda”.

Até a próxima!

Categoria: Dicas, Guia para estudar fora

Tags: , , , , , ,

Matérias relacionadas:



Esta matéria foi escrita por:

- que escreveu 10 artigos para o Sair do Brasil.

Brasileira, estudante e residente na Europa. Moro em Dublin – Irlanda e além de falar sobre essa terra gelada, conto também as aventuras da vida de intercambista e eventuais novidades sobre o velho continente. Duvidas? basta mandar sua pergunta para o meu email tamara.lorena@hotmail.com

10 Respostas para “4# Você pergunta e eu respondo – Irlanda”

  1. Elisangela disse:

    boa noite apos casar com um luxembourgues no brasil o que devo fazer antes de sair do brasil e viajar ao pais dele?, e necessario pedir visto de reagrupamento familiar para viver elagl em seu pais? e ond edevo pedir este visto obrigado.

  2. Muito bom este bate-papo, valeu!!

  3. Priscilla disse:

    Tamara, parabéns pelo blog.

    Eu havia enviado uma pergunta, para o email, sobre os “snackers”. Tenho visto pouca coisa sobre isso e o pouco que li pode não ser tão real. Então, se vc puder esclarecIe-la no próximo “Você pergunta e eu respondo” seria ótimo.

    Obrigada, Priscilla

  4. ALEXANDRE disse:

    O teu comentario no inicio do texto, aquele de JESUS, foi, sisplesmente ri-di-cu-lo. Quanta falta de critividade. Lembre-se, se tu nao respeita, tu jamais sera respeitada…

  5. Renato Morbs disse:

    Este foi um dos melhores artigos que eu já vi para ajudar quem está indo para a Irlanda.
    Muito bom!!!

  6. Letícia disse:

    Olá, Lorena! Conheci a sair do Brasil a pouco tempo, mas tive muito interesse no site, infelizmente ainda não tive como devora-lo, mas gostaria de algumas informações… não sei se você poderia me ajudar, você estuda na irlanda? Faculdade ou alguma coisa do tipo?

  7. erika nobre disse:

    ola querida eu queria muito saber sobre servisos sinples arrumadeira , ajudante geral se acha facil esse tipo de serviso ai eu sou cidadã espanhola ajuda para poder entrar numa boa nesse pais lindo e gelado aguardo

  8. aline disse:

    ola tenho documento italiano e minha filha ainda nao tem o passaporte porque o pai vive no brasil e diz que nao vai fazer a autorizacao para fazer o passaporte dela vivo em londres oq devo fazer?

  9. Letícia disse:

    Valeu, garota! Respondeu à minha pergunta e ainda trouxe outras dúvidas que me ajudaram.
    Obrigada!
    Bjos

Trackbacks/Pingbacks


Deixe uma Resposta