Página Inicial Oceanía Austrália Trabalhar Legalmente na Austrália

Trabalhar Legalmente na Austrália

Se existe uma coisa que o governo e o departamento de Imigração pegam duro em cima na área de trabalho, é o trabalho ilegal. Tem gente que até consegue se esconder por algum tempo trabalhando para amigos lojistas, que de amigos não tem nada, porque normalmente exploram a vítima, pagam menos e não tem direito algum. Tem outra coisa, a Austrália tem somente 10% da população dos Estados Unidos, e portanto, fica muito mais fácil pegar uma pessoa Ilegal.

Denúncias podem ser feitas anonimamente à imigração, e não falta gente interessada em fazê-las (exemplo: um “colega” de trabalho que quer o seu cargo para ele ou alguém mais). Em tempo, trabalhar ilegal na Austrália pode acarretar numa multa de até A$ 10.000, sem contar com prisão, deportação, e proibição de retornar à Austrália por um determinado período, além de multas para o empregador. Não vale a pena o risco.

Trabalhar legalmente na Austrália é muito mais fácil do que se pensa, e seguindo uma meia dúzia de normas e burocracias, as chances são muito boas de se receber uma permissão.

Não existe uma só maneira, muito pelo contrário. A quantidade de vistos e situações que um estrangeiro poderia obter uma permissão de trabalho legal é bastante ampla. Claro que proteger os empregos e status social dos australianos, é prioridade e obrigação do governo, principalmente pela ameaça de mão de obra mais barata vinda de fora. Tanto australianos quanto governo, não querem que isso aconteça. Mesmo assim, existem diversas áreas em que a demanda por trabalhadores especializados é maior que a oferta, e isso têm aberto caminho para muitos pedidos para trabalho legal serem dados. O mais importante de tudo, é fazer as coisas pelas vias legais, se aplicando conforme as diretrizes do Departamento de Imigração.

Existem vários tipos de vistos para trabalho legal na Austrália. Desde para trabalho temporário, passando por participação em feiras e eventos, divulgação ou contatos comercias com empresas australianas, e até mesmo para um empreendedor que queira por exemplo, abrir ou comprar um negócio na Austrália. Além desses, existem também vistos para trabalhar enquanto de férias na Austrália, chamados de Working Holiday, vistos para pessoas que querem trabalhar e residir na Austrália para sempre, chamado de Skilled Migration, além do visto de estudante que permite 20 horas de trabalho semanais. As opções são muitas, e cada qual vem com condições agregadas, mas nada que seja impossível de conseguir.

O melhor que você faz é consultar com calma o site da Imigração, e analisar qual o tipo de procedimento que se aplicaria ao seu caso específico. O site da Imigração as vezes é complicado de se ler e entender, ainda mais para quem não domina o Inglês. O segredo é ter paciência e explorá-lo com calma (palavra por palavra), principalmente os arquivos em PDF, que é onde as regras estão escritas em detalhes. Existem tantas opções para se trabalhar legalmente na Austrália, que chega a ser um absurdo alguém pensar em fazê-lo ilegalmente. Como exemplo, se um empregador precisar dos seus serviços e quiser lhe contratar, ele poderá se aplicar junto ao DIMA para ser seu Sponsor (patrocinador), e caso aprovado, esse trabalho poderá perdurar por até 4 anos, caso você e o empregador queiram ( você pode ser convidado ou propor também num local que lhe interesse ou que já esteja trabalhando, conhecemos muitos casos que foram bem sucedidos). Leia com atenção essa página em PDF, e note que no que chamam de Regional Austrália (uma das cidades é a capital de SA Adelaide e na Tasmânia, que são consideradas Regional Austrália, além de outras cidades grandes e pequenas, onde até o estado pode ser o seu Sponsor), e o empregador pode ficar isento de justificar falta de mão de obra local. Exemplo: colheitas, trabalhos em lojas e indústrias de cidades pequenas, etc. Ou seja, existem muitos caminhos. Só não trabalhe ilegal, pois além do risco, isso suja o nome do seu país perante a Imigração, e acordos diplomáticos que poderiam facilitar mais ainda a vinda patrícios seus para a Austrália, podem enfrentar um retrocesso, ou até mesmo acabar em portas fechadas por muitos anos. É só seguir as exigências direitinho como numa Bíblia, que tudo pode acabar se encaixando. Como dissemos antes, tem que ter paciência para pesquisar as regras de cada permissão, e descobrir qual delas suas chances seriam as melhores.

Boa Sorte.

Por Portal Oceania

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta