Página Inicial Destino Américas A crise da classe média canadense.

A crise da classe média canadense.

Crise da classe média canadense…

A classe média canadense está em crise. A afirmativa é do Mark News, importante veículo jornalístico do Canadá, publicada no último dia 18 de Junho. A reportagem também revela detalhes sobre a diferença entre o crescimento de trabalhadores comuns e de executivos de grandes empresas. Recentes relatórios mostram que 1% dos ricos ficou com 32% de toda receita entre 1997 e 2007. Este índice foi o maior da história e se deve graças aos altos ganhos, bônus e compensações de executivos, caracterizando no aumento da diferença entre ricos e o resto da população.

O Mark News exemplifica esta situação no que vem acontecendo recentemente com a multinacional Air Canada, empresa líder no setor aéreo no país. Na última década a mão de obra canadense vem sofrendo uma constante turbulência financeira e, mesmo assim, no mesmo período de 1997 e 2007, à época o Chefe Executivo da Air Canada, Robert Milton, ganhou $86 milhões entre salários, bônus, extras, etc., de acordo com estudos da Auto Worker’s (maior sindicato privado do Canadá). Enquanto isso, milhares de trabalhadores da empresa foram forçados a cortes que chegou a 10 mil por ano por empregado, onde se inclui congelamento de salário, perda de férias, alimentação paga e outros benefícios.

Crise da classe média canadense

Os empregados da Air Canada fizeram enormes sacrifícios, onde a empresa exigiu mais responsabilidades e pesadas cargas de horários em troca dos cortes de direitos dos mesmos. O trabalho e a produtividade foram intensificados, onde a média no aumento da produtividade por empregado chegou a ser de 75%. Mesmo aqueles antigos funcionários que receberam aumento perceberam a diluição na qualidade de trabalho, completa o artigo.

Este é somente um exemplo dentre vários outros que tem ocorrido em grandes empresas em toda América do Norte e não somente no Canadá. O artigo ainda diz que esta tendência tem se espalhado rápido pelos diversos setores do mercado de trabalho. Todo tipo de profissional tem aceito que a lógica da “nova economia” é a do emprego inseguro. Planos de aposentadoria, por exemplo, tem sido um enorme desafio para o profissional e para as empresas também, além de aceitarmos a teoria de que cada vez a realidade de estabilidade vai simplesmente desaparecer para as futuras gerações.

Ainda de acordo com o Mark News, esta atitude deve-se mudar e para benefício de todos. O esmagamento e a dificuldade da classe média podem trazer sérias conseqüências para o coletivo. A receita gerada pela classe média direciona a economia, para os serviços públicos, dá suporte a saúde da família e serve de proteção ao bem comum. Os trabalhadores não devem aceitar a lógica dos cortes e sacrifícios para justificar os ganhos absurdos dos executivos de alto escalão.

Não é surpresa a demonstração de frustração por funcionários da Air Canada em todo território canadense. Uma greve chegou a ser anunciada no começo de Junho. Ainda não ocorreu, mas a possibilidade é eminente. O governo federal, a empresa e o sindicato ainda negociam. Apesar do caos que poderíamos ter, uma greve teria um impacto positivo aos empregados.

Crise da classe média canadense
Dólar Canadense

Para quem mora no Canadá e faz parte da classe média é possível sentir a crise revelada pelo Mark News. Além de cortes em quase todos os setores, a vida no Canadá tem ficado mais cara e houve certa diminuição na tão falada qualidade de vida. Exemplo maior é a baixa nos serviços públicos como: saúde, transporte, educação e serviços comunitários, para citarmos alguns.

E você que mora no Canadá, tem sentido a crise que atinge a classe média? Deixe o seu comentário.

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta