Umas com tanto, outras com nada – Blogagem Coletiva

“Semanas atrás, numa tweeting conversation entre a Cláudia, Natalie, Carina, Patricia, Carmem e Marcie, surgiu a ideia de listar os lugares que cada uma considerava “viu-tá-visto”. Aí a conversa evoluiu e decidiram fazer também uma segunda lista – com cidades ou países para onde voltariam sempre. Como a ideia parecia boa, uma comentou aqui, outra comentou ali… no fim, a notícia se espalhou e conquistou dezenas de adeptos. Diante disso, decidiu-se fazer uma blogagem coletiva.”

Esse foi o email que recebi da Marcie, do Abrindo o Bico, uma das cabeças da blogagem coletiva. A ideia é realmente boa e, mas do que me contentar lendo os textos, resolvi participar também. Já que eu já vinha ensaiando esse tema nos últimos posts. Então vamos lá e seja o que Ele quiser nos comentários.

Cidades e lugares com nada:

Caminito (Buenos Aires) – Taí o primeiro lugar disparado de lugares que não deixam saudade. Pintaram umas casas de uma antiga favela de Buenos Aires, colocaram um cd velho de tango na rua e vários malandros para dar golpe em turista. Esse é o caminito. Ricardo Freire resumiu bem ao dizer que o melhor de conhecer o caminito é nunca mais ter que voltar lá.

Caminito - Buenos Aires

Caminito – Buenos Aires

Empire State Building (Nova York) – Outra roubada turística. Uma fila enorme só para entrar nos elevadores. Ao chegar lá em cima, uma vista maravilhosa, em que você pode contemplar uma paisagem cheia de…prédios! Quer uma vista incrível? Faça um passeio de helicóptero ou cruze a Brooklyn Bridge e tire uma foto do skyline da cidade.

Empire State Building - Nova York

Empire State Building – Nova York

San Pedro de Atacama (Chile) – O deserto de Atacama tem que estar em todas as listas de viagem. Mas só de pensar nas 24 horas de ônibus até lá e nas pirambeiras de passar uns dias no deserto, posso cravar: vá só uma vez!

San Pedro de Atacama - Chile

San Pedro de Atacama – Chile

Salar de Uyuni (Bolívia) – Conhecer um deserto de sal é impressionante. O chão todo branquinho de sal e as lagoas em que você não afunda por causa da quantidade de sal é realmente uma experiência única. Mas é preciso levar 10 litros de água para tirar o sal do corpo e voltar confiando na experiência do motorista boliviano que, sem estrada nem placa, se guia por longínquas montanhas para achar o caminho. É ir e riscar da lista para sempre.

Salar de Uyuni -Bolívia

Salar de Uyuni -Bolívia

La bodeguita del medio (Havana) – Diz uma lenda milenar que Hemingway tomava mojitos lá. Pode até ser, mas hoje é barzinho pega-turista total. Mojito a dez doletas não dá, né?

Cuba Havana La Bodeguita del medio Hemingway bar mojito

Cuba Havana La Bodeguita del medio Hemingway bar mojito

Cidades com tanto:

Buenos Aires – não sei porque brasileirinho encrespa com os hermanos. A cidade é foda e está sempre em ebulição, com novos lugares para ir e se divertir. Aproveite que eles estão quebrados e quebre tudo por lá.

Buenos Aires

Buenos Aires

Bocas del toro (Panamá) – Essa cidade-dormitório é um dos melhores lugares para aproveitar as praias paradisíacas e caribenhas do Panamá. Tem praia deserta, reserva natural, com infra-estrutura. Todas no esquema coqueiro e areia branca. Volto sempre.

Miramar, Bocas del Toro, Panamá

Miramar, Bocas del Toro, Panamá. Foto: Lon&Queta

Nova York – precisa explicar por quê?

Nova York

Nova York

Playa del Carmen (México) – Imagine Cancun sem os americanos, sem as boates e com um centrinho típico das nossas cidades praianas. Essa é playa del carmen.

Playa del Carmen (México). Foto: Christopher William Adach

Playa del Carmen (México). Foto: Christopher William Adach

Vou parando por aqui. Quero ler a listinha de vocês. E aí? Qual cidade tem tanto e qual não tem nada? Diga aí.

Jarbas Pereira

Graças a Deus e ao bom Alá, largou cedo essa vida de turista para ser viajante. Não sabe ao certo quantos países visitou, mas sabe bem quantos amigos fez por lá. Publicitário, fã de cinema, fotografia, arte e afins, criou um blog com tudo aquilo que o impressiona no mundo visual. Já suas peripécias pelo mundo são contadas aqui no SairdoBrasil.com. Trabalha incansavelmente para aprender a falar na terceira pessoa.

12 pensamentos sobre “Umas com tanto, outras com nada – Blogagem Coletiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *