O que há de melhor em Roma

Cidade de grandes monumentos históricos, de ruas charmosas e lojas sofisticadas, Roma está entre os principais destinos turísticos da Europa. E essa preferência foi percebida, em especial, pelos brasileiros. Certamente você irá cruzar com um conterrâneo diversas vezes durante seu passeio.

Assim que cheguei, peguei um mapa no hotel, e tracei o roteiro para os três dias na cidade. Por conta do pouco tempo disponível, foi um pouco corrido, mas deu pra ver tudo que eu queria. Fica a dica, antes de reservar seu hotel, certifique-se que há uma estação de metrô por perto, pois é muito mais prático e rápido. Além disso, é possível comprar um bilhete válido por um dia inteiro. No meu caso, fiquei em um bed & breakfast bem fofo perto da estação Tiburtina.

No primeiro dia, comecei o passeio pelo Coliseu. Majestoso e imponente é um ponto imperativo da viagem. Embora a fila estivesse absurdamente grande (algo muito comum em Roma e no Vaticano), acabei economizando um bom tempo comprando o bilhete com o guia do próprio Coliseu. Valeu muito a pena. A fila estava bem menor e o valor era bem mais barato que dos guias de fora e a explicação foi ótima, dada por uma arqueóloga do Coliseu. Um máximo! Vale lembrar que o ingresso do Coliseu também é válido para o Paladino que fica logo ao lado. Só no Paladino, dá pra ficar horas. As ruínas da antiga Roma são fascinantes e o local é muito grande. Outro ponto legal de conhecer ali bem pertinho são as antigas termas romanas.

Coliseu

Interior do Coliseu


Paladino

Para o segundo dia, separei o Vaticano. Vale a pena cada minuto esperado nas filas gigantes. Comecei pela basílica de São Pedro com o auxílio de um áudio guia em português. Visitei a cúpula, muito linda e fascinante mesmo após uma subida fatigante de míseros 520 degraus. Você pode encurtar a viagem pagando por um elevador, mas de qualquer forma você vai ter que subir pelo menos 320 degraus. Após passear pela basílica, você pode também ver os túmulos dos papas e uma das atrações mais importantes de Roma: o museu do Vaticano.

Praça São Pedro

Catedral de São Pedro vista da cúpula

O grande problema do museu é que além de ser lotado, o caminho que eles fizeram para visitação faz com que você ande o museu inteiro antes de ver a capela cistina. Isso me deixou um pouco irritada, porque ficam milhares de pessoas andando como se fosse uma procissão por todo o museu, seguindo as placas da capela cistina achando que a qualquer momento ela pode chegar. Mas ainda sim é ótimo. Quando eu cheguei de fato lá, me fascinei com sua beleza. É simplesmente maravilhoso.

Castelo de Santo Ângelo


Fonte de Trevi

No terceiro dia, é só curtir as lindas piazzas e fontes (a de Trevi principalmente), o Castelo de Santo Ângelo (um dos pontos que eu mais gostei), passear pelas incríveis lojas chiques e, é claro tomar um delicioso gelatto, típico italiano.

E se sobrar alguns dias na sua viagem, faça um tour pela Itália. Suas belas cidades são interligadas por uma imensa rede ferroviária, o que facilita muito a locomoção por lá.

Beijos e até!

Thaís Costa

Turismóloga atuante desde 2007 e amante das viagens, é claro. Gosto de natureza e de vivenciar diferentes culturas mundo afora, no estilo mochileira de ser. E também adoro escrever sobre as minhas aventuras para contribuir com as viagens de outros andarilhos com eu.

5 pensamentos sobre “O que há de melhor em Roma

  • Pingback: Tweets that mention O que há de melhor em Roma | Sair do Brasil -- Topsy.com

  • 20 de janeiro de 2011 às 23:26
    Permalink

    Sem duvida Roma é um dos lugares que quero conhecer!
    Parabens pelo port Thais!
    😉

    Responder
  • 15 de fevereiro de 2011 às 22:45
    Permalink

    Fuja da piazza del popolo!!! Lá uns senhores quando veem um casal, oferecem rosas à mulher, por mais que vc nao aceite, ele insiste que é um “regalo” (presente) e colocam a rosa em qq lugar que ela fique. (sobre a bolsa, braço, ombro, tudo!) qd vc dá as costas eles cutucam o homem e ficam pedindo 1 euro pela rosa. Eles nao aceitam a rosa de volta, e se vc nao da o dinheiro, eles te ofendem. Fujam deles e faça cara de bravo antes q te entreguem a rosa! kkkkk

    E suba mesmo à cupula da catedral da basilica do vaticano,. A vista é linda! vale a pena!
    A piazza navona tb achei legal, com suas feirinhas e caricartunistas.

    Outra dica, é visitar a fontana de trevi de dia, e voltar a noite. É linda!

    E parabens pelo post! 😉

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *