Página Inicial Destino Innsbruck uma joia no Tirol Austríaco

Innsbruck uma joia no Tirol Austríaco

O Tirol é um dos estados federados da Áustria, localizado no oeste do país, cuja capital é a cidade de Innsbruck, na parte principal do estado, na região dos Alpes Suíços. Innsbruck é atravessada pelo rio Inn, de onde tem seu nome. A palavra bruck tem sua origem na palavra de língua alemã Brücke, que significa “ponte”, o que leva a cidade a chamar-se “Ponte do Rio Inn” (foto 4). Localizada no vale do Inn, a cidade está no meio de altas montanhas, como o Nordkette (Hafelekar, 2.334 m) ao norte, o Patscherkofel (2.246 m) e o Nockspitze (2.403 m) ao sul.

No verão, entretanto, que a cidade fervilha com shows, tanto de música clássica, quanto de rock, para todo tipo de aficionados. Por outro lado, a hospedagem não é cara, restrita a hotéis de luxo, albergues, hospedarias e residências cujos simpáticos donos abrem as portas de suas casas para quem quiser ficar alguns dias desfrutando das belezas da cidade. Para se ter uma noção de preços, considerando alguns albergues da cidade, a partir de dados do site, para o mês de outubro de 2015, siga abaixo:

·         Hostel Marmota, sem café da manhã, suíte com 3 camas, 28 euros por cama;

·         Youth Hostel Innsbruck, filiado da IH, com café da manhã, dormitório com 6 camas, banheiro compartilhado, por 22,50 euros por cama;

·         Pension Steiner, sem café da manhã, suíte dupla, 35 euros por cama.

Tanto no inverno, quanto no verão, a cidade é uma delícia para se conhecer. Quem se aventurar a passear pela cidade no inverno, aguarde temperaturas que beiram os -5ºC, dias bastante curtos e secos, mas onde os esportes de inverno bombam. Afinal, Innsbruck é um renomado centro de esportes de inverno, sendo que sediou as olimpíadas de inverno nos anos de 1964 e 1976.

Innsbruck

A cidade sediou, também a primeira edição dos Jogos Olímpicos de Inverno da Juventude, em 2012.

No verão, entretanto, suas ruas recheiam-se de turistas, ávidos por uma história milenar e um centro histórico belo e riquíssimo, onde se destacam:

·         Maria- Thereien- Strasse:Maria- Thereien- StrasseCom uma história de mais de 700 anos, no início esta rua situava-se na periferia da cidade, na parte “nova”. O centro antigo foi cercado por um muro e o único acesso dos subúrbios ao centro da cidade estava fora da porta “St. Jörgen Tor”. Logo a rua era habitada por famílias nobres que procuram estabelecer-se perto das principais famílias da cidade. Estes primeiros edifícios foram transformados em palácios reais durante o período barroco. Felizmente, muitos palácios foram preservados, como o ‘Palais Gumpp’, antiga sede do parlamento tirolês, ou o Palais Trapp com o seu encantador pátio interior e café. A Coluna Santa Anna- “Annasaule”, a capela Georgskapelle no parlamento e o arco triunfal são outros testemunhos de um grande passado que coexistem em harmonia arquitetônica perfeita com novos edifícios e lojas de departamento da área comercial Kaufhaus Tyrol ou a nova Câmara Municipal “Rathauspassage “. Ao fundo, da rua tem-se uma belíssima imagem dos alpes austríacos;·

Telhado de Ouro: Telhado de OuroÉ o símbolo mais famoso da cidade, se encontrando no meio do bairro gótico, com alto nível de conservação. As fachadas, na sua maioria com detalhes góticos, datam de meados do século XVI. Na rua Herzog Friedrich, ocorre o ‘Telhado de Ouro’, um prédio com 2738 tijolos de cobre que o Imperador Maximiliano I construiu para homenagear seu casamento com Bianca Maria Sforza. Desde 2003, o prédio transformou-se em um escritório de convenções.

·         Palácio Imperial: Palácio Imperial

O arquiduque Siegmund der Münzreiche, conde do Tirol, construiu uma fortaleza medieval no século XVIII, ampliado, posteriromente, pelo seu sucessor, Imperador Maximiiano I, com estilo barroco, cujo passeio pelo interior inclui, com visitas guiadas, suntuosas salas e um magnífico jardim.

Um outro passeio muito interessante e agradável inicia na Igreja São Nicolau e culmina no Nordkettenbahnen, através de um parque verde, que inclui o jardim zoológico e inúmeras quedas d’água, pela Weiherburggasse. Nordkettenbahnen corresponde a uma estação teleférica que leva o turista a um dos pontos mais altos da cidade, o Seegrube.

Seegrube

No Seegrube, a vista espetacular da cidade, de um lado, e dos altos picos montanhosos, do outro, podem ser usufruídos de um restaurante ao sabor do prato típico- Tiroler Grustl o Speck (presunto defumado) ou Blunzgupf  (morcela de batata e chucrute).

Seegrube

Do Tirol, a um tiro curto, pode-se chegar na Baviera alemã, com seus castelos típicos (Neuschwanstein, por exemplo- 110 Km), Liechstentein (170 Km) ou davos, na Suíça (180 Km).

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta