Página Inicial Destino Guia de viagem- Praga e Cesky Krumlov na República Checa

Guia de viagem- Praga e Cesky Krumlov na República Checa

2
Guia de viagem - Praga e Cesky Krumlov na República Checa - Sair do Brasil

A história da República Checa é muito sofrida; daí talvez o comportamento de seus habitantes para com os turistas, a falta de tato. Todos sabemos que os eslavos não são um primor de educação ou amabilidade. Mas a arquitetura especial e as paisagens belíssimas valem a visita. República ChecaApesar de a Tchecoslováquia ter surgido no mapa da Europa Central apenas após o fim da Primeira Guerra Mundial, os povos eslavos ocupavam a região desde centenas de anos. Com a anexação de seu território pelos soviéticos, após a Segunda Guerra, a falta de autonomia e a repressão russa moldaram sua personalidade de maneira mais incisiva. A ‘independência’ da Tchecoslováquia do jugo soviético, ocorrido em 1989, associado à fragmentação do seu território, em 1993, fez surgir a República Checa, do qual este texto faz parte. O que vou escrever agora pode gerar polêmica, mas considero Praga a capital mais linda da Europa. E muito desta beleza pode ser justificada por uma arquitetura toda especial, condensada em um centro histórico pequeno e charmoso. Em 3 dias, você pode conhecer a cidade, reservando um quarto dia para se deslocar para Cesky Krumlov, a 180 Km sul da capital, quase fronteira com a Áustria. Duas cidades maravilhosas que merecem ser visitadas.
Praga possui um pouco mais de um milhão de habitantes, é uma cidade relativamente plana (sua mais importante elevação são os arredores do Castelo) e é cortada pelo rio Vltava. Possui 22 distritos administrativos (Praga-1, Praga-2, e assim por diante), divididos em 122 áreas cadastrais. O Centro Histórico pertence ao distrito Praga-1. Praga é uma cidade muito barata, e que apenas recentemente está aderindo ao Euro. A maior parte das lojas e restaurantes já está aceitando a moeda europeia.

Hospedagem em Praga (preços de julho de 2011, alta estação, site Hostelworld.com):
• Clown and Bard (18 euros, quarto privativo, sem café da manhã, boa localização- Praga 3);
• Prague Center Hostel (20 euros, 3 camas, sem café, boa localização- Praga 4);
• Petrinska Hostel & Apartments (24 euros, 2 camas, sem café, boa localização- Praga 2)

Pontos turísticos: dividiremos a cidade em 3 áreas de visitação, descrevendo suas principais atrações. São elas:

República Checa, Praga• Área 1- Hradcany e Malá Strana: Castelo de Praga (Castelo de Praga) com e Catedral de St Vitu (Igreja St Vita) ea Alameda Dourada (Golden Lane), Loreto (Loreto Prager), Igreja de São Nicolau (Igreja de São Nicolau) e Torre de Petrin (Petrin Rozhlenda);

Área 2- Josefov (Bairro Judeu) e Stare Mesto (Cidade Antiga): Ponte de Carlos (Karlúv Most), Velha Nova Sinagoga (Staronova Synagoga), Velha Prefeitura (Staromestska Radnice), Relógio Astronômico (Orloj), Igreja de N. Sra em frente ao Tyn (Týnsky Chram), Teatro dos Estados (Stavovske Divadlo), Torre da Pólvora (Prasná Braná), o Convento de St Agnes da Boêmia (Klaster Sv Anesky Ceske) e o Cemitério Judeu;

• Área 3- Nové Mesto (Cidade nova): Teatro Nacional (Narodní Divadlo), Palácio Zofin (Zofín), Abadia de Slavs-Emauzy (Kláster na Slovarech- Emauzy), Nova Prefeitura (Novométska Radnice), Museu Nacional (Narodni Muzeum) e Výsehrad;

 República Checa, Praga. Foto: Luciano Schaefer

Área 1: na margem esquerda do Rio Vltava temos o Hradcany, uma colina na qual foi assentado o principal ponto turístico da cidade (Castelo de Praga), extremamente fotogênico quando visto do nível do rio e que possui uma vista extraordinária da cidade.

• Castelo de Praga: foi fundado no século IX e atualmente serve como a residência presidência. É uma fortaleza cercada de muros, e no seu interior figura a Catedral de St Vitu, de origem católica romana, com uma arquitetura gótica e local de morada do arcebispo de Praga. Sua construção data de 925.

No portão do Castelo, soldados fazem guarda como estátuas, e não se importam quando os turistas se aproximam para tirar fotos.

República Checa, Castelo de Praga. Foto: Luciano Schaefer

Dentro da fortaleza temos a Alameda Dourada, uma rua com 11 casas, que datam do século XV e vendem souvenires sobre o período medieval e excentricidades.

• Loreta: sua construção data de 1625, é uma igreja destino de peregrinações, com estilo barroco.
• Igreja de St Nicolas: igreja jesuíta dedicada a São Nicolau, com estilo barroco, foi completada em 1735.

Igreja de St Nicolas. Praga

• Torre de Petrin: é uma pequena versão da Torre Eiffel, construída em 1891, apresenta uma bela vista da cidade.

Área 2: corresponde ao Centro Histórico propriamente dito, nas imediações da área anterior, porém na margem direita do rio Vltava.
• Ponte Carlos (Charles Bridge): é o elo de ligação entre Malá Strana e a Cidade Antiga (área 2). Data de 1537, possuindo uma arquitetura gótica toda empedrada, cujo construtor foi o mesmo da Igreja de St Vitu. Ao longo da ponte, várias estátuas emolduram a paisagem.

• Velha Nova Sinagoga: um dos primeiros edifícios góticos da cidade, foi completada em 1270. Durante sua história, sofreu muitos baques mas mantém-se firme e forte. Está no coração de Josefov (Bairro Judeu). A um custo 20 euros, pode-se usufruir de todos os atrativos do bairro judeu, a exemplo do cemitério judeu e museu, entre outros.

• Velha Prefeitura: possui uma fachada no estilo gótico e renascentista, iniciou sua construção em meados do século XIV. Possui uma torre de 70 metros que foi concluída em 1364. Sofreu muitos danos durante a II Guerra mas foi reformada, e serve de portão de entrada para o Centro Histórico (e Cidade Antiga).

Velha Prefeitura - Praga

• Relógio Astronômico: diz a lenda que o relojoeiro local, ao construir este relógio, acabou sendo cego para não construir nada tão bonito em outro local. Acima do relógio, a toda hora inteira, os apóstolos desfilam, fazendo com que o espetáculo se torne um dos pontos turísticos mais visitados de Praga. A praça em frente ao relógio, num passado remoto, era frequentada pelo escritor tcheco Franz Kafka, que costumava tomar um chá quando fazia seus passeios matinais.

 Relógio Astronômico - Orloj Praga

• Igreja de Nossa Sra. em frente ao Týn: a primeira igreja data do século XII, mas esta remonta de dois séculos após. Sua parte externa possui um clássico estilo gótico, enquanto o interior demonstra traços do barroco. Curiosamente, casas e prédios foram construídos ao redor da Igreja, que acabou literalmente aprisionada dentro de uma quadra (!???).

Igreja de Nossa Sra. em frente ao Týn - Praga

• Teatro dos Estados: talvez um dos mais belos teatros da Europa. Quando de viagem para Praga, Mozart sempre visitava este teatro, cuja companhia se especializou em representa-lo. Em 29 de outubro de 1727, o próprio executou sua ópera Don Giovani. Sua construção, portanto, data do século XVIII.

Teatro dos Estados - Praga

• Torre da Pólvora: construída em 1475, durante o reinado do rei Vladislav II no local de um portão de século 11, um de 13 portas da cidade de Praga original.

Torre da Pólvora. Praga

• Convento de St Agnes da Boêmia: provavelmente fundada em 1231, foi o primeiro convento das Clarissas, da Boêmia, atualmente é um centro de exposições de arte medieval.
• Cemitério judeu: o cemitério é muito interessante, com mais de 12 mil túmulos cercado por árvores suntuosas, num cenário muito bucólico.

Área 3: nas proximidades da Estação Central, temos o distrito de Nové Mesto (ou Cidade Nova), cuja ponto central é a Praça Wenceslao, em frente ao Museu Nacional. Foi nessa praça, em 1989, que iniciou a revolta popular que resultou na queda do socialismo e o fim da repressão soviética à Tchecoslováquia.

Teatro Nacional. Praga

• Teatro Nacional: a pedra fundamental data de 16 de maio de 1868, sendo considerado pelos tchecos como um dos principais patrimônios culturais do país.

• Palácio Zofin: fica em frente ao Teatro Nacional, em uma ilha, sendo um edifício neo renascentista neo, onde concertos de música clássica e outros eventos sociais acontecem desde o século 19.
• Abadia de Slavs-Emauzy (Virgem Maria Abençoada e São Gerônimo): igreja Mosteiro Beneditino da Virgem Maria foi fundada por eslavos em 14 de dezembro de 1347, se tornando um centro de aprendizagem e artes.
• Prefeitura Nova: é a ex-Câmara Municipal da Cidade Nova, se localiza em frente a praça Carlos IV e data de 1348, possui uma torre proeminente de 65 metros.
• Museu Nacional: é o principal museu da capital, construído entre 1885 e 1891, expõe permanentemente a pré historia da Bohemia, Morávia e Eslováquia, exibição mineralógica e litológica, paleontologia, osteologia e antropologia, zoologia, além de decoração e medalhas de países europeus.

• Vysehrad: traduzindo, significa ‘castelo das alturas’ corresponde a uma fortificação em uma colina, com um castelo, que data do século X, logo após o Castelo de Praga. Curiosamente, do ponto de vista turístico é a menor área conhecida de Praga, onde a maioria dos guias nem sequer o menciona em suas páginas. Mas é um local muito interessante: em seu interior, além do castelo, repousa a Igreja de São Pedo e São Paulo, um parque belíssimo e o cemitério.

A 180 Km sul de Praga, temos a pequena e atraente cidade de Cesky Krumlov. Até la, tem-se duas opções: via ônibus, a um custo de 5 euros, chegando em 3h15 min; ou de trem, mais caro ( 10 euros) e mais devagar (3h40 min). A estação de trem fica no alto de uma colina e bem mais distante da cidade que a rodoviária, ao lado de um posto de gasolina.

Cesky Krumlov: sua fundação data de 1253, misturando uma população de alemães e checos. No século XV foi adicionado Cesky ao nome, que se origina do alemão (‘curvado sobre um prado’). Atualmente, sua população é de 14 mil habitantes, sendo a cidade cortada pelo rio Vltava (o mesmo de Praga). É uma cidade com topografia ondulada, portanto descer o rio de barco é uma emoção que turistas procuram na cidade.

Cesky Krumlov

O grande ponto turístico é o Castelo de Krumlov, construído no século XIII, e sua torre, cuja vista panorâmica da cidade é belíssima.

Castelo de Krumlov

A cidade apresenta casas com arquitetura medieval gótica, renascentista, e barroca, entre as quais se destaca o teatro do castelo.
Depois de conhecer o castelo e seu jardim e torre, é muito agradável caminhar por suas ruas estreitas e sinuosas, várias vezes cortadas pelo rio, até chegar à praça central (Svornosti Square), patrimônio da UNESCO desde 1993.

Da ponte Lazebnicky têm-se uma bonita vista do paredão do castelo. Várias cenas do filme ‘Albergue II’ foram gravadas em suas ruas, assim como ‘O Ilusionista’ mostra a entrada principal do castelo.
A Igreja Jodocus, que data do século XIV, iniciou sendo católica, depois protestante e retornou, até os dias atuais, a igreja católica novamente. Sua torre pode ser vista de várias partes da cidade, apesar da maior igreja da cidade ser a de St Vitius, construída no século XV, cujos altares em seu interior a tornaram um ponto de visitação turística muito importante. É a segunda mais importante construção da cidade, atrás apenas do Castelo.

Não me constranjo em escrever que considero Praga, e a República Checa como um todo, o local mais lindo da Europa, mais peculiar, mais especial. E a única cidade que visitei mais de uma vez nas minhas visitas ao Velho Continente. Merecidamente!

COMPARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Obrigado meu chapa, sou português moro em lisboa e viajo para praga dia 29 de Março e queria saber quantos klms eram de praga a cesky crumlov.
    1 saravá pra vossê meu chapa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui