Página Inicial Destino Custo de vida na Irlanda

Custo de vida na Irlanda

Você estudou bastante os custos de agência, passagem aérea, escola, curso e tudo mais e agora quer saber: “Quanto é que vou gastar mensalmente no meu novo destino?” Vou contar pra vocês a noção que meus dois meses morando em república e os oito meses de muitas liquidações e promoções me deram sobre gastos. Antes da mudança, temos que fazer algumas perguntas essenciais: “Onde, quanto, quando, com quem e por quê?” para podermos focar os objetivos, não perder tempo, muito menos dinheiro nessa nova empreitada que é o intercâmbio. A primeira pergunta a se fazer, é onde.

Onde vou morar? Cidade grande, cidade pequena, centro, subúrbio, interior…? Se for na capital, o mais provável é que você queira morar no centro, assim elimina gastos com transporte. Mas saiba que para isso, pagará aluguel mais caro e na redução de custos vai ter que se habituar a outras condições. Em contrapartida, morando afastado do centro você talvez tenha de tomar um ônibus, mas tem aluguel mais em conta. Aí é colocar tudo no papel pra ver o que compensa mais pra você.

A segunda pergunta é Quanto. Quanto é que eu estou disposto a gastar? Com base nos gastos é que decidi as questões posteriores. Decidi gastar até 200E mensais com aluguel quando cheguei. Como eu ainda estava no Brasil quando aluguei uma casa vazia para dividir com meus amigos, todos tínhamos uma base parecida e a mesma intenção, uma casa barata, pagando aluguel barato morando perto do centro. Resultado? Meu aluguel era de 150E mensais dividindo o quarto com uma amiga.

Depois de 6 meses trabalhando como au pair já estou procurando um novo lar. Com o procura daqui, procura dali cheguei às seguintes conclusões: Se sua intenção é ter um quarto só seu no centro da cidade, saiba que esse luxo não vai sair por menos de 350E mensais mais contas além do depósito de mesmo valor (que é a garantia de que você não vai abandonar a casa e deixar os ocupantes ou o landlord a ver navios) dando uma quantia de 700E só no primeiro mês de Irlanda. Achou salgado? Para dividir o quarto com alguém a média é de 250 euros.

Outra coisa que você também precisa perguntar antes de se mudar é se o chuveiro é elétrico, quanto costuma vir a conta de gás, internet, a casa tem tv a cabo? E se é apartamento, a gente precisa pagar a taxa do lixo? Tem ferro de passar, torradeira, secadora, a geladeira é espaçosa ou é frigobar?

Ainda tem seus gastos pessoais, na lista do supermercado pode pôr arroz, carne, vegetais, legumes, suco e tem ainda as coisas que a gente nunca pensou que precisamos comprar, a exemplo disso: esponja de lavar louça, papel higiênico, papel toalha, sabão em pó… A lista é grande, mas são itens que costumam ser baratos nos supermercados e feirinhas.

Uma dúvida muito comum de quem está pensando em mudar para esses lados é sobre o custo de bens de consumo. A Irlanda é um país em que eletrônicos são caros. Caros em comparação com os outros países da EU, baratos em relação ao Brasil. Um exemplo disso é o IMAC 3 vendido na Argos Irlandesa por 1.099 Euros contra 899 Libras na mesma Argos do Reino Unido. Convertendo para euros, a Argos Inglesa ainda sai ganhando com o IMAC custando 1031,00 euros, ou seja, 68 euros a menos.

Em relação a roupas, o cenário já é diferente, aqui fomos abençoados com as fast fashion como Primark (Penneys), Dunnes, No name, além das multinacionais que aqui se instalaram. Roupas, calçados e acessórios em geral são baratíssimos. Para quem está vindo eu aconselho que traga somente os documentos e a escova de dentes na mala. Aliás, nem escova nem mala, porque até isso nós achamos a preço de banana por aqui. O consumismo aqui é muito alto, tanto é que você que comprou aquela calça linda, o sapato bacana ou uma mochila boa para viajar mas acabou rasgando, furando ou se desgastando, não compensa consertar, compra um novo.

Quando eu vim trouxe duas malas de 32 quilos, uma com 31kg só de comida e a outra com 28kg só de roupas. As roupas que eu trouxe do Brasil foram quase todas doadas para a caridade no Inverno e com tantas promoções, saldões e liquidações eu enchi a mala de roupas novamente, a de comida até o extensor e recheei uma terceira de 10kg comprada para as viagens mais próximas. Lembrando que eu não sou consumista e mesmo só comprando o que preciso, é impossível resistir a um casaco de inverno que no Brasil não sairia por menos de 400 reais sendo vendido por 9 ou 5 euros.

Por isso eu digo a todos os meus amigos, tragam somente as roupas queridíssimas e o que você tem apego porque aqui, mesmo que não queira, não perceba, você vai comprar aos baldes sem gastar quase nada.

COMPARTILHAR

23 COMENTÁRIOS

  1. Olá Felipe, eu também pensei em ir à Malta, mas acabei escolhendo a Irlanda nem sei porquê. Atualmente voltei a pensar em estudar em Malta já que não aguento mais o frio e a chuva da terrinha. Se souber algo sobre lá por favor me informe!

  2. Alou Priscila, a mala de comida foi útil pra mim. Em 31 kg de comida eu trouxe bastante arroz, feijão, soja, fava, doces mineiros, doces nordestinos, um monte de coisas. Resolvi trazer comida porque queria gastar o mínimo possível no início. Muitas das coisas que eu trouxe, ficaram meses na mala, o caso dos doces, mas as cachaças que eu trouxe, vendi. O arroz me manteve por mais de um mês e o feijão por uns quatro. Acho válido trazer uma mala com comida, porque além de você economizar no início, depois de um tempo libera espaço na mala, espaço esse que se viesse em roupas/sapatos você ficaria com dó de doar ou jogar fora. Beeijo

  3. Oi.. estamos parecidas, exceto pelo rondoniense de coração e de certidão, paulistana residente rs
    Estou querendo ir até outubro fazer curso de idioma e o meu inglês é básico. NO momento estou fazendo cotação, o curso já está pré escolhido e o que está me preocupando são os gastos mensais ( aluguel, alimentação, etc) se você puder me ajudar… agradeço muito

    Ana

    • Tamara desculpa a ignorância mais é que não consigo te encontrar no facebook é que tem várias com seu nome ai fica complicado eu olhar de uma em uma. vc poderia me mandar o link por favor??

  4. Olá Károl eu te aconselharia a vir antes do verão – baixa temporada- porque você pagará menos em passagens, encontrará muitíssimas opções de hospedagem, quartos singles por 200, 230, 250 euros/mês em bons lugares, e é quando tem mais ofertas de emprego. Desde que cheguei ainda não tinha visto ofertas como vejo agora. Afinal a maioria está voltando pra casa e quem não tá voltando, tá viajando pela europa, portanto se programe para a próxima baixa-temporada antes do verão europeu!

  5. Oi Tamara tudo bem?

    Por favor me tire algumas dúvidas!
    Eu fechei um ano na Irlanda, pais no qual pesquisei muito a respeito. Embarco dia 12/03/2012 e gostaria de saber como está a relação emprego por ai, ja que, estarei chegando na baixa temporada!
    E em relação a grana, estarei levando cerca de 3500euros, dá pra se vira um tempo?

    Ah! te adicionai no fecebook, me aceita!

    Bjão

    • Edivania disse:
      6 de setembro de 2011 às 16:14
      Oi Felipe Eu li seu recado e gostaria que me passasse seu contato porque tb estou para a Irlanda em Março de 2012 e tenho um pouco de receio por nao conhecer ninguem por la adoria que escrevesse meu email é edivaniaab@gmail.com

  6. Oi Felipe, como já respondi anteriormente, as oportunidades de emprego estão começando a voltar, mas tudo depende do seu inglês, vontade de procurar, empregos na sua área, sub-empregos…
    Sobre o dinheiro, 3500 é muito dinheiro. Essa mudança na lei da imigração apesar de extrema, no fim das contas não é tão ruim porque quando vim pra cá trouxe 1700 euros e com um mês e meio, dois meses, arrumei emprego de babá e ainda tinha uma quantia guardada. Ou seja, se voce gastar moderadamente essa grana vai durar

  7. Olá Tamara, meu agente de viagens me ofereceu um intercambio para Dublin, e eu achei bem interessante pelo valor, mais eu tenho algumas duvidas, por exemplo, o inglês é parecido com o britânico? e arrumar um emprego é muito difícil?eu posso viajar para outros países da Europa sem visto ou algum tipo de autorização? se quiser pode me responder pelo meu facebook, http://www.facebook.com/profile.php?id=100001980879833.
    Valeu!

  8. Oi, Tamara, acabei de te add no fb.
    Sobre a sua mala de comida, nao deu zica na chegada? Só fiz uma viagem pra fora e neste destino que fui a alfandega passava tudo no raio-x e encrencava com qq coisa…
    Quanto q Malta, tb fiquei tentada a ir, mas acho q pra economizar Irlanda ainda é melhor. Malta nao da direito a estrangeiro trabalhar, embora nao tenha fiscalizacao. Por outro lado, é mais barato viver lá. Cotei algumas escolas e tem o blog das meninas de salvador q é bem legal, o Yes Malta.

  9. Olá Tamara te add no facebook para saber mais detalhes sobre sua experiencia no exterior, meu nome é fernando teixeira, espero que me aceito no facebook, vamos nos falando, bjuss

  10. Olá Priscila,

    Tenho muito interesse em conhecer e – talvez quem sabe – emigrar para Irlanda, posso te add no face pra conversamos algum dia?

    Trabalho com TI e moro em Natal/RN… estou extremamente decepcionado com minha área de atuação na minha região e estou disposto a uma mudança radical para não deixar de fazer o que gosto.

    Obrigado pela atenção!

Deixe uma resposta