Página Inicial Destino Bricolage em Paris?

Bricolage em Paris?

Dica para se tornar o rei ou a rainha da Bricolage… Ou simplesmente pendurar suas cortinas

Tudo começou com uma cortina. Mal cheguei ao apartamento de Paris, abri a janela com a delicadeza de um hipopótamo e o varão da cortina despencou na minha cabeça. A partir desse momento começo a viajar acerca da possibilidade de conseguir uma furadeira emprestada e, ao mesmo tempo, em um curso pela internet para usar a ferramenta, que nunca passou nem perto das minhas mãos. A zeladora! Isso vou pedir a furadeira da zeladora. Ou posso perguntar para ela onde contrato alguém para esses pequenos serviços, já que a queda da cortina não será o único reparo doméstico a fazer. Ou mesmo os vizinhos, posso pedir ajuda dos vizinhos. Mas antes eu precisaria conhecer algum. Opções difíceis.

Varão escondido atrás da porta, cortina dobrada no armário, tirei o problema da minha frente. Mas o quarto continuava claro. Então um amigo brasileiro comenta que trocou a válvula da descarga da sua casa, sozinho. So-zi-nho. Comprou o material na Bricolage do bairro.

No dia seguinte acordo determinada: com uma lista na mão, sigo rumo à Bricolage, o mundo do “faça você mesmo”. Cortinas e quadros a pendurar, tudo explicado com um pouco de francês e muita mímica. Na minha frente, uma pessoa paciente e absolutamente preparada me explica tudo com detalhes. Você precisa aspirar o buraco do parafuso que caiu, misturar bem essa massa (espécie de epox), tapar o buraco com ela e colocar o parafuso. Não precisa de bucha. Antes, molhe o parafuso em óleo. E use luvas!

Falando parece fácil, mas não foi. Quatro horas de esforço, várias ameaças de desistência, um momento de desespero, um “quase choro”. Dois varões recolocados, três ou quatro quadros pregados. Janelas vedadas para proteger do frio. E algumas lições de vida. Para começar, a sensação de que você pode fazer tudo, ou seja, independência, o mais valioso e desejado sentimento. Em seguida, a valorização do árduo trabalho de quem não é reconhecido por isso no Brasil e recebe R$ 50,00 por um dia de trabalho. Por último, a necessidade de encarar aquilo com normalidade e como parte do seu dia-a-dia, e não como se fosse o maior problema da sua vida. E algumas dicas práticas para quem mora ou vai morar na França:

  1. Onde comprar material para reparos em Paris: as lojas de Bricolage são muito comuns e estão espalhadas pro toda cidade. Mas se você quer ir a um lugar completo, onde vai encontrar absolutamente tudo, esse lugar é a BHV – Bazar de l’Hôtel de Ville. Se pegar o metrô até estação Hôtel de Ville, siga as placas para a BHV e entre direto no subsolo da loja, andar inteirinho dedicado à bricolagem. No primeiro piso, você encontra molduras prontas de todos os preços e tamanhos. Há uma linha barata e clean, que me agrada muito, como a da foto. Também no primeiro piso ficam os posteres, que são bem mais em conta que nas lojas em frente ao Pompidou.
  2. Outra opção é a Ikea, que tem lojas espalhadas em volta de Paris, mas fora da cidade. A bons preços, você compra absolutamente tudo para sua casa. A loja Paris Nord 2 é enorme e muito completa. Para dicas de como chegar, clique aqui.
COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta