Página Inicial Destino Boa Lisboa

Boa Lisboa

Antes de conhecer Portugal, sempre tive uma imagem muito feia do país guardada na memória. Era tudo velho, feio, sujo, cinza e com construções uma grudada na outra. Era um lugar que só queria conhecer por causa de nossas raízes históricas… Mal sabia eu que o que me esperava nesse país eram cidades tão lindas e modernas, um céu tão azul, um povo tão hospitaleiro (às vezes até demais), um clima e energia tão bons.

Fui para Portugal de ônibus partindo de Sevilha (Espanha). O caminho foi longo – cerca de nove horas –, mas válido. O bilhete também foi relativamente barato, 70 Euros ida e volta.

Cheguei a Lisboa às 4h38min da manhã e tive a oportunidade de ver como a cidade se desperta: linda, linda! Não apenas por ser a capital, Lisboa tem todo um encanto que conquista a todos que a visitam.

Quem sabe isso se deva aos (muito) diferentes pontos da cidade: tem a parte antiga e tradicional, mas também há prédios moderníssimos. Tem o Rio Tejo, Belém, as subidas (haja perna para andar por lá!)… É uma atmosfera que surpreende. Outra super vantagem é que desde ali se pode ir a vários lugares, como acabei fazendo.

Fui a Sintra em 40 minutos de trem, a Cascais em 30 minutos e a Estoril – que era no Caminho de Cascais. Estes três últimos são lugares simplesmente mágicos! Sintra é essencialmente medieval, cheia de castelos, palácios, museus e excelente gastronomia. Já Cascais e Estoril são praias lindíssimas e badaladas que merecem ser visitadas.

Isso tudo sem contar a cozinha Portuguesa. Gente, o que é aquilo? Bolinho de Bacalhau e Pastel de Belém virarão algumas das minhas comidas preferidas. Outra atração que não se pode perder em Portugal é o Fado. Fui à Alfama (um dos bairros antigos e típicos de Portugal) onde há várias casas de Fado, uma ao lado da outra. Foi até difícil escolher. Como era domingo, por algumas horas tive apresentação exclusiva, foi demais! (O que não me agradou muito foi a conta no final, mas isso é coisa que a gente faz poucas vezes na vida…)

Os portugueses, em geral, são muito hospitaleiros e gentis, o que realmente me surpreendeu. Na Espanha e na Itália (que são considerados os países “latinos” da Europa) o pessoal não chega a ser tão simpático quanto nossos colonizadores lusófonos.

Foi uma pena que minha viagem tenha durado apenas 3 dias, mas foi suficiente para encantar. É difícil achar alguém que inclua Lisboa em seu mochilão, roteiro de lua-de-mel ou visita às principais capitais da Europa. Talvez seja preconceito, como eu tinha. Talvez seja o desinteresse por nossas raízes. Talvez, ainda, seja o pouco alarde que se faz sobre a cidade, quando comparada a Paris, Roma, Madrid… Mas uma coisa é certa, Lisboa é linda e está esperando por você!

Informações úteis:

Empresa de ônibus que utilizei: http://www.alsa.es

Se você vai fazer uma passagem rápida por Lisboa, recomendo utilizar o ônibus turístico dentro da cidade. Você pode adquirir o passaporte para quantos dias quiser e assim visitar os principais lugares da capital. Nos hotéis e albergues é possível comprar o pacote, que é uma alternativa barata e prática para quem não tem muito tempo a perder. Você pode descer em cada ponto e ficar quando tempo quiser. A cada meia hora sempre tem um ônibus passando para te levar até a próxima parada.

Fiquei hospedada no Novotel Lisboa, mas para uma viagem mais econômica recomendo os albergues da Hostelling International – http://www.hihostels.com Em Lisboa há quatro unidades da rede.

COMPARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta