Página Inicial Europa Alemanha Baviera a porção mais linda da Alemanha (parte 1)

Baviera a porção mais linda da Alemanha (parte 1)

A Baviera (em alemão Bayern, em latim Bavária) localiza-se no sudeste da Alemanha, possui 71 distritos, abrigando centenas cidades, algumas famosas, a exemplo de Munique e Nuremberg, as duas mais populosos.
O que realmente marca a paisagem da região é a proximidade com os Alpes, seus castelos e cidades medievais. É na Baviera que temos a famosa ‘rota romântica’, 350 Km de emoções à flor da pele, uma volta no tempo, de Füssen a Wurzburg. Sugere-se percorrer este trecho de carro, pois os horários dos trens são desconexos e perde-se muito tempo nas estações.


Fica extremamente difícil selecionar alguma cidade em especial da região, pois todas são belíssimas e charmosas. Deixo em aberto a possibilidade de acréscimo, por parte dos leitores, de outros destinos na Baviera, com os respectivos comentários.

A parte 1 deste artigo constará da principal cidade da região, Munich.

As demais cidades escolhidas, Wurzburg, Rothemburg e Füssen, serão detalhadas na parte 2.:

* Munich: capital do distrito territorial de Munique, é a terceira maior cidade da Alemanha (1,3 milhões de hab.), atrás apenas de Berlin e Hamburgo. Parcialmente destruída na II Guerra, foi reconstruída, é a sede da BMW e uma das cidades mais visitadas da Europa.

Hospedagem (dados extraídos do site #hostelworld, período outubro, quando ocorre a oktoberfest, todos com café da manhã):

– 4 you Munchen: 2 camas, 29 euros, colado à estação de trem, ótima localização;
– Haus International: a vantagem é o preço, 29 euros, 2 camas, com uma localização mediana, entre a estação de trem e o Englischer garten;
– CVJM/ YMCA Munchen: o mais bem localizado dos três, cujo quarto duplo custa 30 euros.

Baviera

Possui uma rede metroviária bastante densa, mas pode-se percorrer seu centro histórico a pé. Aconselho 3 dias em Munique, para se fazer uma varredura completa pela cidade. A cidade é o pontapé inicial para se conhecer o restante da Baviera. Existe um ticket de trem, denominado Bayern ticket, custando 28 euros/ dia para uso de segunda a sexta por toda a Baviera por até 5 pessoas. O mesmo ticket individual custa 20 euros.

Pontos-chave da cidade:
– Theresienwiese (Prado de Teresa): corresponde a uma grande praça, com 46 hectares, local de realização da Oktoberfest, que possui a estátua em homenagem a Baviera.

Theresienwiese (Prado de Teresa) - Baviera

– Marienplatz (Praça da Maria): corresponde à praça central da cidade, fundada em 1158, onde se localiza a Neues Rathaus (nova câmara municipal). Esta edificação possui o famoso Rathaus-Glockenspiel (séc. XIX), um relógio e carrilhão famosos que se exibem todo dia às 11h (e ao meio-dia e 17h no verão).

Baviera -  Marienplatz (Praça da Maria)

Baviera -  Marienplatz (Praça da Maria)

– Peterskirche (Igreja de São Pedro): a subida de sua torre é obrigatória, para se ter uma vista do centro histórico da cidade (2 euros). A igreja foi destruída em um incêndio em 1327 e, novamente, na II Guerra.
– Karlsplatz (Praça de Carlos): localizada em frente à estação central de trem, possui um chafariz (Neuhauser, 1791) em seu centro, e um portão gótico de uma fortificação medieval demolida na extremidade, denominado Karlstor. No lado oposto à praça, temos o Palácio da Justiça e o Kaufhof, a primeira loja de departamentos pós-guerra (1950).

Baviera -  Karlsplatz (Praça de Carlos)

– Frauenkirche (Catedral Nossa Senhora Bendita, 1494): é a grande catedral da cidade, com duas torres enormes (100 m) que também podem ser visitadas para uma vista espetacular da cidade. E frente à igreja, temos um laguinho e seus cogumelos de pedra, muito interessante, sob árvores frondosas.

Baviera - Frauenkirche (Catedral Nossa Senhora Bendita, 1494)

– Residenz (Residência): foi a residência de reis e duques da Baviera, é o maior palácio urbano da cidade e atualmente um lindo museu de decoração, que foi seriamente danificado na II Guerra. Seu jardim, belíssimo, denomina-se Hofgarten (Jardim da Corte), e não pode deixar de ser visitado.

Baviera -  Residenz (Residência)

– Englischer Garten (Jardim Inglês): jardim urbano com 4 Km2, área maior que o Central Park de New York, criado no final do século XVIII (1789). Para mim, o local mais espetacular da cidade, cortado por alguns canais cujas águas fluem a velocidade altíssimas, o que não é empecilho para a população local, no verão, usufruírem deste passeio. Imperdível! Em parte do parque é liberado o nudismo!

Englischer Garten (Jardim Inglês) - Baviera

Englischer Garten (Jardim Inglês) - Baviera

– Ludwigsträsse (Rua de Ludwig): uma das quatro avenidas ‘reais’ da cidade, inicia na Odeonsplatz (Praça de Odeon), passa pelo Feldhernhalle (Sala dos Marechais de Campo, que serviu de palanque para vários discursos de Hitler), Universidade Ludwig-Maxmillians, Igreja de São Ludwig e a Biblioteca do Estado, além de outros prédios imponentes que retratam o período de esplendor do império.

Ludwigsträsse (Rua de Ludwig) - Baviera

– Königsplatz (Praça do Rei): outro ponto de parada de Hitler quando visitava a cidade, possui dois monumentos gregos, um no estilo Jônico (Glyptothek, museu de esculturas gregas e romanas que data de 1816) e outro no estilo Dórico (Propylaea, 1862, é um portão que evoca a entrada monumental de Propylaea para a Acrópole de Atenas).

Königsplatz (Praça do Rei) - Baviera

Munique é uma cidade grandiosa, portanto muitos outros lugares especiais desta cidade especial deixaram de ser comentados. Deixo em aberto aqui a participação de outros leitores para complementar este texto com seus relatos pessoais.

COMPARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Oi Luciano,

    Pretendo retornar à Europa este ano e gostaria de incluir uma a duas cidades da Alemanha que não conheço nada, qual sugestão você daria de quais cidades da Alemanha valeriam a pena conhecer?
    Obrigada

Deixe uma resposta