Previdência poderá beneficiar o trabalho de legalizados no exterior

O governo busca acordo internacional, inclusive com o Canadá, para ajudar no tempo de aposentadoria A crise econômica que se abateu sobre o mundo está fazendo com que muitos brasileiros que foram morar e trabalhar no estrangeiro estejam de malas prontas para voltar ao país.

Num cenário externo que já vinha sendo pouco receptivo à migração — como a tendência anti-migratória na Europa — junta-se agora a desaceleração econômica, além do fato de o câmbio não estar mais tão favorável quanto foi no passado, o que significa que o ganho lá fora e a poupança que o emigrante consegue fazer já não são mais tão significativos.

Acordo Internacional

No retorno, ganha nova dimensão a questão previdenciária. Quem chega de volta ao Brasil e teve um trabalho regular no exterior quer contar o tempo de contribuição para a aposentadoria.

“São inúmeros os pedidos de informação”, conta o secretário de Políticas Públicas de Previdência Social, Helmut Schwarzer. Ele admite que muitos brasileiros se surpreendem ao tomarem conhecimento do que, mesmo tendo pago a Previdência no estrangeiro, não poderão aproveitar o tempo de contribuição para a aposentadoria aqui.

Isso acontece, segundo Schwarzer, quando não existe acordo internacional entre os dois países — onde trabalhou e o Brasil. Por isso o esforço em fechar acordos internacionais, que beneficiem tanto os brasileiros que trabalham regularmente no exterior quanto os estrangeiros que trabalham aqui.

O subsecretário-geral das Comunidades Brasileiras no Exterior, embaixador Oto Agripino Maia, concorda com Schwarzer.

Segundo o embaixador, o tema previdência é destaque entre os brasileiros que trabalham regularmente e são mais organizados lá fora.

Eles cobram do governo brasileiro o fechamento de acordos internacionais.

De volta prá casa

O Itamaraty ainda não dispõe de números, mas já percebeu que são muitos os brasileiros que estão fazendo o caminho de volta. No caso do Japão, por exemplo, onde praticamente todos os 315 mil brasileiros que estão lá são regulares, a expectativa é grande pela conclusão do acordo em negociação.

Atualmente, os acordos internacionais em vigor beneficiam brasileiros que moram e trabalham no Chile, Itália, Espanha, Portugal, Luxemburgo, Cabo Verde e Grécia, além dos países do Mercosul. Um acerto Íbero-Americano de
Filiar-se à previdência

Seguridade Social está praticamente concluído e ainda estão sendo negociados acordos com a Alemanha, Canadá, Síria e Japão.

O secretário de Políticas de Previdência Social , Helmut Schwarzer, explica que, mesmo não tendo o acordo, o brasileiro que vai trabalhar no exterior pode se proteger. Basta se filiar à Previdência Social no Brasil e pagar como optativo. Dessa forma, quando voltar ao país, ele tem como contar o tempo de contribuição para efeito de aposentadoria.

Estimativas extra-oficiais dão conta de que existem cerca de três milhões de brasileiros espalhados pelo mundo. A maioria, cerca de 1,2 milhão, encontra-se nos Estados Unidos.

O Itamaraty estima que mais da metade deles não são legalizados. Cerca de 800 mil estão em países europeus. O contingente de brasileiros na América do Sul é estimado em 500 mil. E outros 315 mil estão no Japão.

Pelos dados da Previdência Social existem em manutenção no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) mais de 80 mil benefícios previdenciários com aproveitamento de tempo de contribuição no exterior.

Só de países do Mercosul a Previdência conta com 180 pedidos de contagem de tempo de contribuição para efeito de aposentadoria no curto período de agosto a outubro deste ano.

Categoria: Notícias

Tags: , , ,

Matérias relacionadas:



Esta matéria foi escrita por:

- que escreveu 616 artigos para o Sair do Brasil.

Olá, Sou fundadora do site Sair do Brasil!, administradora por formação e apaixonada por vários Países os quais procuro passar informações aqui no "Sair" . Espero que gostem de minhas publicações!

24 Respostas para “Previdência poderá beneficiar o trabalho de legalizados no exterior”

  1. Wellington Santos disse:

    Bom dia,Dr.
    Meu cunhado acabou de chegar do Japão com saúde debilitada e sem condições financeiras nenhuma e com a idade de 51 anos,e que como sabemos, aqui no Brasil é muito difícil de conseguir trabalho com esta idade. Porém ele trabalhou 21 anos no Japão(consegue comprovar por holerites) e 13 anos aqui no brasil em uma empresa de segurança(com insalubridade).É possível ele se aposentar, e como faríamos isso?
    Nos ajude por favor, grato pela atenção.

    att:
    WELLINGTON SANTOS.

  2. Denise disse:

    Bom dia!

    Trabalheu durante 6 anos na Itália e contribuo como autonoma aqui no Brasil ha 7 anos. Gostaria de saber como faço para transferir esses anos de contribuição para o INSS. Obrigada!

  3. Jose Carlos Bortoloni disse:

    morei na italia por 20 anos e paguei contributo por 17 anos,agora retornei para o brasil e tenho 22 anos de contributos pago aqui,como posso juntar os 2 contributos e me aposentar,obrigado.

  4. Emilio Takeda disse:

    Olá, morei e trabalhei no Japão de 2000 à 2004, contribui para a Previdência no Japão e no Brasil simultâneamente, gostaria de saber se é possível contar o tempo de contribuição no Japão, com o tempo de contribuição no Brasil?
    Aguardo resposta.
    Obrigado!

  5. josimara almeida disse:

    ola. morei em Portugal por 3 anos e um pouco antes na Inglaterra por 4 anos.. atualmente estou no :Brasil e gostaria de saber qual o passo a passo que devo fzer para colocar o tempo de contribuicao para aposentadoria aqui

  6. Cristiano disse:

    Boa Noite ,Estive em Portugal vivendo por 8 anos , e contribuir pela segurança social de lá , e agora estou de volta ao brasil.
    Solitei junto a seg.social Portugal , o formulário PB6 , onde consta meu tempo lá.
    Como faço para trasnferir os meus descontos da segurança social para poder juntar com o tempo que já tenho pago pelo brasil e se existe algum departamento especifico do INSS para entrega esse documento.
    Cumprimentos,

    CTW
    ctwanderley@hotmail.com

  7. MARINEY disse:

    Ola. moro em Portugal ha dez anos,mas tenho 17 anos laborados no Brasil e gostaria de saber se Portugal reconhece esse tempo de serviço,e qual o acordo mais recente entre Portugal e Brasil que assegure esse direito? Obrigada

  8. MARINEY disse:

    Bom Dia, gostaria de saber se ha recentemente acordo bilateral ou multilateral entre Portugal e Brasil do reconhecimento do tempo de serviço prestado no Brasil, bem como a data desse acordo. OBRIGADA

  9. renato disse:

    morei 17 anos na italia, e ja fiz o meu pedido de aposentadoria por invalidez a papelada está indo pra itália pra pegarem o tempo de serviço la! somente o tempo e não o valor!

  10. robson disse:

    estou em portugal a 8 anos como faço para trasnferir meus descontos para o brasil muito obrigado

    • Dorival Nascimento disse:

      Olá vc deve dirigir-se a segurança social portuguesa e solicitar uma certidão de tempo de contribuição, depois é só dar entrada no inss do Brasil.

  11. robson disse:

    ola td bem estou em portugal a 8 anos e estou querendo voltar para o brasil como faço para trasnferir os meus descontos da segurança social para o brasil muito obrigado

  12. silvio junior disse:

    moro a 7 anos em portugal e tenho 4 de contribuiçao na segurança social, como devo faser pr transferir esse tenpo de contribuiçao pro brasil

  13. Vinicius Piccoli disse:

    Ola Tatiane, Estou na China por 10 anos e tenho 36, fiz saida definitiva do brasil, e sei que a China nao tem conveio de aposentadoria com o brasil, nao paguei INSS desde entao. Tenho duas perfuntas.
    Poderei pagar a contribuicao retroativa aos anos que estive fora? Vale a pena. Estive lendo no portal da previdencia e receita que mesmo nao valendo o tempo de previdencia que paguei aqui, se eu recadastrar poderei pedir aposentadoria com um tempo de “um terco” da carencia normal. esta informacao procede?
    Abracos
    Piccoli

  14. Donita disse:

    Boa tarde, resido em portugal a 10 anos, gostava de saber o que devo fazer para transferir o tempo de trabalho de um país para o outro? Posso pedir a aposentadoria no Brasil por tempo de serviço (30 anos) ou só por idade? Aguardo resposta

  15. sandro disse:

    olá trabalhem anos em Portugal ,como faço para conta os anos que pg a previdencia lá… desde já agradeço .

  16. Ana disse:

    Trabalho há 24 anos em Portugal e faço descontos para a segurança social. Posso pedir a aposentadoria no Brasil por tempo de serviço (30 anos) ou só por idade? o que seria melhor no meu caso? descontar para os 2 países e me aposentar nos 2 países ou transferir o tempo de trabalho de um país para o outro?

  17. MANOEL EMILIO disse:

    Sou dentista e gostaria de saber se o tempo em que morei e recolhi a previdencia em PORTUGAL poderá ser contado p aposentar aqui no Brasil. Morei e trabalhei em Portugal de dezembro de 2001 a dezembro de 2010.

  18. eder disse:

    Bom dia,moro em portugal a 9 anos e faço la meus descontos para segurança social.
    No momento estou pretendendo voltar pro brasil,queria saber como fica minha situaçao.

  19. Francisco Santos disse:

    Gostei do artigo. Eu sigo a recomendação do Secretário Schwarzer, ou seja, o período em que estou nos EUA eu pago o INSS no Brasil. Da mesma forma, pago também nos EUA. Porém, tenho uma dúvida: Poderei usufruir das duas aposentadorias quando eu cumprir os prazos para cada uma? Assim poderia aposentar-me aos 60 anos no Brasil e aos 65 nos EUA. Há algum problema quanto a isso, já que pago regularmente para os dois sistemas?

    • maxwell disse:

      ola, moro a 11 anos na EUROPA entre inglaterra, espanha, escocia , como faco para levar todos estes anos trabalhado para o brasil., tendo enconta que pago o INSS
      OBRIGADO

Trackbacks/Pingbacks


Deixe uma Resposta